Categorias
Sem categoria

Liderança Autocrática: O que é e como aplicá-la?

Neste modelo estruturado e controlado, podemos encontrar as formas mais rápidas e eficazes de tomar decisões imediatas e acelerar os lucros. Conheça neste artigo a liderança autocrática.

Os principais estilos de liderança são: liderança democrática, onde há uma participação do grupo na tomada de decisões, mas o líder é o definidor das ações. 

Liderança liberal, onde o poder de decisão está nas mãos do grupo de trabalho. 

E a liderança autocrática, que veremos neste artigo.

Neste modelo de liderança, veremos que é o mais eficaz em termos de tempo de tomada de decisão, já que o poder está centrado em um líder que decide tudo, desde a concepção do projeto até a apresentação do resultado.

É, por este motivo, que acarreta menos carga de trabalho aos prestadores de serviço, já que eles recebem ordens diretas sem espaço para questionamentos ou debate de ideias.

Por outro lado, os grupos de trabalho costumam apresentar uma tensão maior, já que o estresse de apresentar resultados e a falta de diálogo com o líder pode levar à desmotivação e a geração de conflitos internos dentro da equipe.

Mas não se preocupe! Neste artigo veremos como trabalhar com este tipo de liderança de uma forma que a sua empresa vai otimizar o tempo visando a obtenção rápida de lucratividade!

Origem

A palavra autocracia emerge dos radicais gregos autos, que significa por si próprio, e kratos, que significa poder. Pode ser definida como “o poder pelo poder”.

Sua história remete ao Império Bizantino, onde o imperador se denominava “autocrator”. O que significava para a população que o seu poder era único, ilimitado e incontestável.

O que é?

Segundo definição do site do SEBRAE, na liderança autocrática o líder centraliza totalmente a autoridade e as decisões, enquanto os colaboradores não têm liberdades de escolha ou opinião.

Parece horrível, eu sei, porém, no mundo do empreendedorismo, esta pode ser uma saída rápida e eficaz para empresas que precisam apresentar resultados imediatos.

As principais características da liderança autocrática são o trabalho estruturado e controlado. Neste modelo, o líder define as metas, o projeto e o modo de trabalho. A informação é passada aos trabalhadores que o realizam no tempo estipulado.

Os líderes autocráticos são assertivos e obstinados. Para isso, eles precisam estar munidos de toda a informação necessária, desde antes do da implementação do projeto e durante todo seu processo.

Muitos utilizam do raciocínio rápido e processual, baseado em fatos coletados. 

Dessa maneira, o líder cria uma espécie de planilha correlativa, onde tem de um lado os cenários possíveis e do outro quais decisões devem ser tomadas.

Por isso, os líderes costumam ser os que contam com a maior experiência, já que são eles que tomam as decisões sem consultar a equipe de trabalho. É preciso ter muito conhecimento de causa para não cometer erros.

Como aplicá-la?

Por ser um processo rígido, exige uma implementação clara e estruturada. Cada passo do processo deve ser cuidadosamente pensado antes de ser implementado, para que não haja falhas na estrutura.

Uma análise de dados e cenários é fundamental antes de sua implementação. Somente munido de todas as informações necessárias, o líder pode armar o seu grupo de trabalho e passar-lhes as suas atribuições.

+ Veja também: Liderança Democrática: O que é e como aplicá-la?

Normalmente na liderança autocrática o grupo de trabalho é homogêneo, ou seja, todos devem ter aptidões parecidas e exercer tarefas semelhantes. 

Obviamente, esta não é uma regra e alguns líderes preferem diversificar o seu grupo e delegar tarefas específicas para cada colaborador.

Uma das características da liderança autocrática é a implementação de recompensas ou benefícios

Como a equipe de trabalho costuma se desmotivar com mais frequência, devido à falta de participação, cria-se um modelo de recompensa ou benefícios visando mantê-los motivados.

As recompensas costumam ser financeiras, gerando um lucro extra ou uma participação em uma venda. Já os benefícios podem variar de acordo ao segmento. Pode ser uma viagem, feriados extras, menor carga horária, etc.

Dessa forma, o líder se assegura que a sua estrutura de trabalho não vai gerar estresse aos trabalhadores e que o controle pode ser feito de maneira eficaz, já que o liderado vai querer demonstrar seu trabalho.

Vantagens de escolher a liderança autocrática

Em situações estressantes ou em tempos de crise, a liderança autocrática é o modelo a seguir. 

Não é à-toa que instituições com atendimentos de emergência, como os bombeiros e a polícia, utilizam deste modelo.

Se você precisa de resultados rápidos e lucro imediato, este é o modelo a seguir! 

O bom líder autocrático sabe que a otimização do tempo e dos gastos é um fator primordial na sobrevivência financeira de uma empresa.

Por exemplo, um líder assertivo questionaria o fato de pagar um aluguel mensal de uma sala ou escritório, se este só é usado 6 dias por semana, 8 horas por dia, não é o ideal!

Neste exemplo, durante 480 horas do mês o local não é sequer usado! Além disso, estão as preocupações diárias com limpeza, água, luz, etc.

A maneira de evitar jogar este dinheiro fora é buscando unidades de coworking

Por que você ficaria queimando dinheiro se existem locais para onde você pode transferir a sua empresa e economizar?

Comece a exercer sua liderança autocrática agora mesmo e conheça as salas de reuniões e escritórios executivos da Smart Coworking!

Categorias
Coworking Empreendedorismo Produtividade

Liderança Democrática: O que é e como aplicá-la?

Liderar com o apoio do seu grupo de trabalho: neste artigo falaremos sobre o que é a liderança democrática e como implementá-la!

Os principais estilos de liderança são: liderança autocrática, onde as decisões são tomadas por uma pessoa sem consultar o grupo de trabalho. 

A liderança liberal, onde o poder de decisão está nas mãos do grupo de trabalho. E a liderança democrática, que veremos neste artigo.

Considerando que os outros estilos de liderança mencionados são, um onde a palavra final é do líder, e outro onde a decisão é do grupo de trabalho, pode-se dizer que a liderança democrática é a mais moderada das três.

Neste estilo de liderança o grupo tem autonomia para produzir o trabalho, porém, o líder é quem dará a palavra final.

Origem

Sabemos que a palavra democracia tem origem grega. Ela é formada por demos, que significa povo, e kratos, que significa poder. O poder nas mãos do povo? Não é bem assim.

Mesmo na Grécia Antiga, a escolha de candidatos para diversos cargos era feita através de sorteio, deixando pouca margem para a votação. O processo de voto só aparecia para cargos importantes, onde eram necessários especialistas.

Mesmo assim, apenas pessoas consideradas de uma elite intelectual e endinheirada estavam autorizadas a votar. Estima-se que estes compreendiam apenas 30% da população grega da época.

Segundo o pensador grego Péricles, a ideia era que a democracia da época fosse “a administração de muitos, e não de poucos”. Por isso o líder exercia uma liderança democrática.

O que é?

Segundo o site do SEBRAE, a liderança democrática “é um modelo onde o líder se torna um facilitador do processo, ajudando os colaboradores a executarem as suas tarefas, priorizando um clima agradável no trabalho”.

Em outras palavras, diferentemente do clima autoritário que alguns chefes carregam, o líder do modelo democrático escuta sua equipe de trabalho em todos os passos do projeto, mas a palavra final é dele.

O líder apresenta características participativas e incentivadoras. É importante que este demonstre interesse nas ideias do grupo, incentive a participação de todos e crie um ambiente onde a opinião de todos tem o mesmo peso.

Desta maneira, o grupo se mantém unido de modo a trabalhar junto em prol dos melhores resultados, em um clima de integração, satisfação e responsabilidade coletiva.

Como aplicá-la?

Ao aplicar a liderança democrática, é importante que o líder saiba atuar sem superioridade. 

Sem arrogância, deve se mostrar interessado e acessível a equipe de trabalho, cooperando e participando do desenvolvimento.

Encorajar a participação através do exemplo é um bom método de atingir isto. Em vez de centralizar todas as decisões, o líder deve delegar tarefas para poder usufruir de todo o potencial de cada um dos seus comandados.

Porém, na liderança democrática, o líder de gestão continua tendo a última palavra. 

Portanto, é importante dar um feedback do trabalho que está sendo desenvolvido sem criticá-lo. A franqueza é muito importante neste modelo.

+ Veja também: Liderança Liberal: O que é, e como aplicá-la em sua Empresa?

Mostrar-se aberto para responder às dúvidas evitam que críticas e correções sejam necessárias depois. 

O líder deve mostrar-se sempre preocupado com a equipe de trabalho, mesmo que o trabalho não esteja indo no caminho certo.

Ser honesto é a maior virtude na liderança democrática!

Além disso, é importante trabalhar a criatividade do grupo. 

Com exercícios de estimulação e delegando tarefas desafiadoras – segundo o nível de cada colaborador – você pode descobrir as aptidões de cada um dos trabalhadores em sua equipe.

Vantagens de escolher a liderança democrática

Em tempos de incertezas e dificuldades, onde não há respostas prévias corretas para a situação, o papel de um líder é fundamental. Este cenário é ideal para a implementação da liderança democrática.

Com um líder de gestão para tomar as rédeas do grupo e decidir a assertividade do trabalho, é mais fácil conduzir uma equipe em tempos duvidosos.

O único contraponto é que as decisões neste modelo de liderança levam mais tempo para serem tomadas, já que o líder deve ponderar todas as opiniões e cenários antes de tomá-las.

Porém, este tempo pode ser otimizado se o líder do grupo não tem preocupações extras. Por exemplo, um grupo completo e competente de trabalho rende muito mais do que grupos inexperientes.

Outra vantagem importante na liderança democrática é que o espaço de trabalho não seja um problema a mais. 

Contando com um ambiente onde você possa otimizar seu tempo e extrair mais dos seus funcionários, você reduz gastos extras e desnecessários.

Outra forma de conquistar uma ótima atmosfera de trabalho para você e sua equipe é buscando o modelo coworking. Desta forma, você vai poupar tempo e dinheiro que estaria gastando no aluguel de um local fixo.

Trabalhando nos escritórios executivos e salas de reuniões da Smart Coworking você garante a melhor atmosfera de trabalho para você e seus colaboradores!

Por isso, não perca mais tempo e descubra a unidade mais próxima a você!

Categorias
Administração Empreendedorismo Produtividade

Liderança Liberal: O que é, e como aplicá-la em sua Empresa?

Existem muitos estilos de liderança, porém, uma das que tem se apresentado cada vez mais em contato com os tempos modernos é a liderança liberal. Mas, você sabe o que é ou como aplicá-la?

Um líder se considera membro da equipe, e não um chefe. Um líder está sempre ao lado de sua equipe de trabalho, enquanto o chefe está em cima. 

Feita esta separação, devemos entender que há diferentes estilos de liderança.

Os principais estilos de liderança são: liderança autocrática, onde todas as decisões são tomadas por uma pessoa sem consultar o grupo de trabalho. 

A liderança democrática, onde há uma participação do grupo na tomada de decisões, ainda que o líder seja o mediador e definidor das ações. E a liderança liberal, que veremos neste artigo.

Origem

A liderança liberal foi idealizada por vários teóricos em diversos períodos da história da psicanálise. Um dos mais exponenciais foi o psicólogo alemão Kurt Lewin, também criador da famosa Teoria de Campo

Em 1939, juntamente com colegas e alunos da Universidade de IOWA, Lewin conduziu experimentos que visavam analisar o processo de tomada de decisão em variados tipos de liderança.

Também conhecida como Liderança Laissez-faire (por causa da expressão francesa “laissez faire, laissez aller, laissez passer” que significa “deixe fazer, deixe ir, deixe passar”), este modelo apresenta uma nova concepção na tomada de decisões.

O que é?

A liderança liberal é definida pela ausência de decisão direta do líder. Quem toma as decisões é a equipe de colaboradores ou o grupo de trabalho. 

O líder participa apenas quando requisitado, tanto pelos superiores quanto pelos comandados. 

A liderança liberal apresenta um gestor tem a função de ser apenas um facilitador das atividades, passando informações e estimulando seus colaboradores.

Para que funcione, o líder deve ter confiança na sua equipe de trabalho. 

Esta equipe – normalmente escolhida por ele – deve ser composta de profissionais com experiência em tomar decisões, maturidade na autogestão e conhecimento entre os profissionais.

Podemos dizer que, embora a responsabilidade seja do líder, a tomada de decisão está centrada em várias cabeças e não só em uma, como de costume.

Autonomia da equipe de trabalho

Para que as decisões possam ser verdadeiramente do grupo, não pode haver uma contaminação por parte dos chefes e demais envolvidos. 

Liderança Liberal

Cabe ao líder blindar o seu grupo e assumir as responsabilidades de cada decisão tomada pelo este.

Isso não significa que o líder deve ser omisso!! 

+ Veja também: Como Ser Um Bom Gestor? Dicas Para O Sucesso!

A liderança liberal compete ao líder do grupo uma série de responsabilidades, desde formar esta equipe de sua total confiança até encarar a responsabilidade quando a decisão gerar um resultado negativo.

O líder tem uma participação mínima no processo criativo e de decisão da equipe, porém, deve intervir sempre que julgar necessário. 

Lembre-se: se você exerce a liderança liberal, deixe espaço para o seu grupo de trabalho agir por conta própria, mas não se esqueça que no final a responsabilidade é sua.

Como aplicá-la?

A estratégia de não intervenção, também conhecida como hands off, é a maneira mais tradicional de exercer a liderança liberal. 

Como a essência deste estilo de liderança consiste em deixar o grupo trabalhar por sua conta, o líder não deve interferir em nenhuma fase do processo.

Como não vai interferir na gestão do trabalho, o líder deve ocupar-se de manter seus profissionais sempre qualificados para que eles possam tomar as decisões. 

É importante dar todas as informações necessárias para o grupo poder trabalhar e tomar as decisões corretas.

Além disso, o líder deve cuidar para que seus profissionais estejam sempre a frente no mercado. 

Para isso pode-se armar oficinas de aprimoramento, aulas de inovação, palestras de capacitação, etc.

Vantagens da liderança liberal

A liderança liberal gera um ambiente mais descontraído e proativo, o que se traduz em melhores resultados para a empresa. 

A figura do líder sisudo e carrancudo já caiu em desuso. O profissional deve sentir-se bem e motivado dentro da empresa para dar o seu melhor resultado.

Para isso é importante que o líder crie toda a estrutura necessária para que seus colaboradores possam tomar a melhor decisão. 

Estar em um ambiente propício, como escritórios executivos e salas de reuniões modernas ajudam o grupo de trabalho a apresentar suas melhores qualidades.

Cada vez mais os grandes gestores a liderança liberal buscam que seus colaboradores tenham as melhores ferramentas disponíveis no mercado. Estas ferramentas você pode encontrar em um lugar próximo a você, nos escritórios inteligentes da Smart!

O relacionamento interpessoal dos integrantes da equipe também é fundamental, e isso passa pelo ambiente onde este grupo trabalhará. 

Se você ainda não conhece os escritórios da Smart Coworking, não perca mais tempo que seu grupo poderia estar transformando em lucratividade! 

Consulte hoje mesmo os profissionais da Smart e dê a sua equipe todas as ferramentas para que ela possa tomar as melhores decisões para sua empresa! 

Categorias
Empreendedorismo Produtividade

Como ser um bom gestor? Dicas para o sucesso!

Você sabe como ser um bom gestor? Sabe a diferença entre liderar e chefiar? Quer melhorar os resultados da sua marca ou do seu grupo de trabalho? Temos algumas dicas para você! 

Para saber gerir uma marca, uma empresa ou um grupo de trabalho, algumas qualidades são indispensáveis. 

Os bons gestores se destacam por suas características de liderança, conhecimento de empreendedorismo e resiliência. 

Frente às novas adversidades impostas, um bom gestor atua com confiança e assertividade, tanto na hora de manter uma linha de pensamento correta quanto na hora de saber enfrentar a mudança. Mas, o que faz um gestor?

Gestor é a pessoa que planeja e dirige um trabalho, podendo gerir uma marca, um grupo de trabalho, uma empresa ou até um setor de um empreendimento de negócios. O gestor primeiro determina as metas e objetivos. 

Depois, com o plano de gestão traçado, ele organiza e dirige as ações. 

Ao final, cabe ao gestor controlar e avaliar os resultados do trabalho, entender se os objetivos foram alcançados e, se não, por qual motivo não foram. Fazer as correções e as cobranças necessárias e voltar ao primeiro passo.

Neste artigo vamos dar algumas dicas de como ser um bom gestor. Como gerir a sua marca ou empresa, como delegar tarefas, manter unido o grupo de trabalho e ter excelência na gestão. Vamos lá!

Organize-se!

Disciplina e organização são qualidades fundamentais de um bom gestor. 

Como ser um bom gestor é uma atividade cotidiana, lembre-se que você deve planejar não só as metas a longo prazo da empresa, mas também o dia a dia de trabalho.

Utilize planilhas de Excel, check lists, quadro de avisos, agendas mensais, etc. Tudo o que você puder fazer para organizar seu dia e o dia dos seus funcionários é bem-vindo. 

O importante é ter o controle dos horários e otimizar o tempo de trabalho.

Lembre-se que para uma organização funcionar é preciso que todos sigam a risca o cronograma, fazendo com que girem ao mesmo tempo, todas as rodas da engrenagem.

Conheça todos os detalhes da empresa!

Sabe aquele ditado “o olho do dono é que engorda o boi”? Pois, bem! 

Quando falamos de como ser um bom gestor, este olho deve estar focado em todos os aspectos da empresa ou agência. Para gerir um restaurante, por exemplo, não basta apenas saber cozinhar. 

É preciso um conhecimento sobre todas as áreas, desde o bar até a caixa. 

Deve-se entender como funciona o processo de cuidado dos alimentos para não haver desperdício, de controle de estoque, controle de higiene, etc.

Não reduza sua área de atuação só a sua sala de reuniões ou escritório. 

Ter informação sobre todos os setores da empresa é fundamental para que o gestor possa tomar decisões que depois sejam traduzidos em lucro para a companhia.

Delegue funções!

Assim como o gestor deve conhecer os pormenores do negócio que está gerindo – como visto na dica anterior –, também deve ter a humildade de aceitar que não pode estar a cargo de tudo. 

Sempre que necessário, escolha um membro confiável e competente da equipe e delegue algumas tarefas! 

Saber otimizar o seu trabalho e ter uma equipe de confiança também é uma característica de como ser um bom gestor.

Promova o entrosamento da equipe de trabalho!

Exercícios de motivação e entrosamento são fundamentais para aumentar a confiança e a aproximação do grupo de trabalho. 

Trabalhadores com uma boa relação laborar entre si, rendem mais e estão dispostos a se ajudarem sempre que preciso.

+ Veja também: O Que É Quebra De Paradigma? Nós Explicamos

Estes exercícios não precisam ser necessariamente dentro do local e do horário de trabalho. 

Churrascos da empresa, eventos empresariais, viagens de trabalho, tudo isso pode ser feito fora das horas de trabalho e com um custo que depois vai ser percebido por todos como investimento!

Seja o exemplo!

Não se ensina com palavras, se ensina com exemplo”. Ainda que a frase seja para a educação, podemos adaptá-la para entender como ser um bom gestor. 

Para isso, invista em si mesmo e trabalhe da forma que você quer que seu grupo trabalhe!  

Você deve trabalhar com assertividade e tomando as decisões corretas para você e para seu grupo de trabalho. 

Seja líder, não chefe!

O chefe é a cabeça de decisão de um grupo, departamento ou organização. 

Como ser um bom gestor

A característica do chefe não é ouvir ou negociar com os funcionários, e sim tomar decisões baseadas em números e nas suas convicções. 

Enquanto isso, um líder também toma decisões, mas o faz baseado na opinião e no diálogo com seus prestadores de serviço. 

O líder está presente e deve influenciar o comportamento dos demais para que o grupo alcance junto os melhores resultados.

Pode-se dizer que o chefe está acima do grupo de trabalho enquanto o líder está à frente. 

Como ser um bom gestor em significa ter um grupo de trabalho que saiba brilhar sem se enfocar nas individualidades, o gestor não deve estar acima do grupo apenas tomando decisões unilaterais do chamado formato vertical, mas levar o grupo consigo horizontalmente, aberto às opiniões e ideias de todos.

Para ser um bom líder é muito importante dar a si mesmo e ao seu grupo de trabalho o melhor espaço para poder trabalhar. 

Se você ainda não conhece o modelo coworking de trabalho, conheça hoje mesmo a Smart Coworking e faça uma avaliação de como levar sua equipe de trabalho para um escritório executivo vai se traduzir em lucro para a sua empresa. 

Converse agora com os profissionais mais qualificados e veja como ser um bom gestor e um bom ambiente vai acelerar o seu negócio! 

Categorias
Administração Empreendedorismo Produtividade

O que é quebra de paradigma? Nós Explicamos

Afinal, o que é quebra de paradigma? Como empregá-la no mundo empresarial e entender o crossmedia?

Existem algumas frases de efeito no meio empresarial que, ditas em reuniões, parecem soar interessante. 

Porém, devemos explorar melhor seu conceito para poder entender de verdade o que significam. 

Pensar fora da caixa”, “experiência de compra”, “agregar valor”, “posicionamento de marca” … todas estas frases vêm sendo repetidas há muitos anos dentro das empresas. 

Porém, ultimamente temos escutado muito a quebra de paradigma. Você sabe, do que se trata? Entenda no artigo de hoje. 

O paradigma

O paradigma nada mais é que um modelo instaurado que segue em uso. Quebrar o paradigma, portanto, seria fazer algo diferente do que vem sendo feito

Parece simples, mas muitas empresas enfrentam problemas com a quebra de paradigma. 

Isto acontece porque o caminho mais seguro costuma ser o que já foi trilhado e quando se arrisca no meio empreendedor a perda pode ser muito difícil de recuperar.

Há de se considerar que algumas diretrizes já estão implementadas desde muito tempo. 

É difícil ser inovador em mercados já estabelecidos e conhecidos, pois há uma fórmula, uma receita de como fazer para dar certo. 

Esta receita é feita com base em casos de sucesso e nas ferramentas utilizadas para chegar ao sucesso. 

Também se agrega uma pitada dos erros cometidos para aprender o que não fazer. 

Sendo assim, linhas imaginárias são delimitadas, sendo muito difícil sair delas, deixar o modelo instaurado, e assim quebrar o paradigma.

Exemplos de quebra de paradigma

Um dos exemplos mais recentes deste novo século e de maior influência no mundo foi a maneira como vemos filmes e séries. 

Quebra de paradigma

Empresas como Blockbuster, que ganhava dinheiro só no seu nicho de mercado, acabou perecendo em detrimento da quebra de paradigma por parte dos seus competidores.

A Blockbuster chegou a dominar 25% do mercado de aluguel de vídeos e jogos de videogame nos anos 90 e em 2004 contava com mais de 9.000 lojas em todo o mundo. 

Porém, com a quebra de paradigma no ramo foi um divisor de águas que fez com que a empresa desaparece por completo.

A principal competidora que passou a pensar, literalmente fora da caixa, foi a Netflix. 

No ano de 2000 a empresa se dedicava apenas ao aluguel de filmes e séries em DVD. 

Para medir a satisfação dos clientes, iniciaram um sistema de avaliação em seu site, onde também se poderia alugar o filme. 

Com o avanço da internet nas casas na segunda metade da década 2000 – 2010 e a internet móvel nos celulares, a Netflix percebeu que seu sistema de mineração de dados funcionava muito bem na internet, mas não se refletia em vendas. 

Assim, em 2007 a empresa passou a disponibilizar alguns filmes no seu site para download para seus assinantes. 

Uma combinação de leitura de mercado e utilização de outras ferramentas disponíveis.

Pensamento disruptivo

O exemplo da Netflix demonstra perfeitamente o conceito de pensamento disruptivo, que é o fenômeno pelo qual uma inovação transforma um mercado ou setor existente através da introdução de simplicidade, conveniência e acessibilidade. 

+ Veja também: O Que É, E Por Que Ter Resiliência? Nós Explicamos

Cada vez mais as empresas estão incentivando e valorizando profissionais que contam com este estilo de pensamento, já que este profissional é o mais indicado no momento de dar uma guinada, transformar um conceito prévio ou aproveitar uma oportunidade para se reinventar.

O conceito de Crossmedia

Outra ideia que se vê claramente no exemplo é a utilização do crossmedia, que é utilizar e estar presente em diferentes mídias ou plataformas de difusão. 

A Netflix misturou o aluguel de séries e filmes com a difusão online, gerando uma quebra de paradigma no seu meio.

Como quebrar o paradigma?

Algo que a maioria dos especialistas de mercado concordam é que, para quebrar o paradigma e prever as inovações necessárias, é fundamental conhecer seu cliente

A aquisição de dados tem sido algo tão valioso quanto contraditório nos últimos tempos, porém, um bom estudo destes dados é o que vai levar a empresa a tomar as decisões corretas ali na frente.

Certamente você está pensando como pode quebrar paradigmas na sua empresa e o usar o pensamento disruptivo para romper com velhas ideias. 

Existem alguns conceitos que cresceram muito nos últimos tempos e um deles é o do coworking

Ambientes preparados diretamente para facilitar o trabalho autônomo ou do seu grupo de trabalho, além de poder ser um lugar para troca de experiências com outros profissionais.

Uma das referências na área no Brasil é a Smart Coworking, com sedes nos mais diversos pontos do Brasil

A empresa conta com diversos escritórios inteligentes, visando facilitar o acesso aos escritórios executivos de alto padrão, outrora disponíveis somente para poucos.

Diminua a complicação e pense de forma inteligente. 

A sua quebra de paradigma começa com esta mudança de atitude. 

Contate hoje mesmo os profissionais da Smart e passe a trabalhar no escritório que sua empresa merece, aumentando a produção e a satisfação de todos!

Categorias
Empreendedorismo Produtividade

O que é, e por que ter resiliência? Nós explicamos

Nunca desistir é uma virtude de muitos ou um dom de poucos? Neste artigo vamos ver por que é importante ter resiliência e analisar algumas características de pessoas resilientes.

Existem algumas afirmações sobre pessoas resilientes que são repetidas cotidianamente. 

Existem várias características de uma pessoa resiliente que podemos usar como exemplo, um deles é Stephen Hawking que nasceu na cidade inglesa de Cambridge em 8 de janeiro de 1942.

Com 17 anos, entrou na Universidade de Oxford para estudar matemática, contrariando seu pai que desejava que o jovem gênio estudasse medicina. 

Três anos depois, terminou indo na direção da física, onde escreveria seu nome, apesar das dificuldades geradas pela vida.

Stephen é um dos exemplos mais claros do que significa ter resiliência.

Aos 21 anos de idade, foi diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica (“ALS” ou “doença de Lou Gehrig”) uma doença degenerativa que, aos poucos, vai paralisando todos os músculos da pessoa.

Todas estas adversidades não o impediram de ser um dos físicos teóricos mais reconhecido da história, recebendo diversos prêmios como a Medalha de Ouro da Royal Astronomical Society e a Medalha da Ordem do Império Britânico. 

Escreveu mais de 10 livros na sua vida, incluindo “Uma Breve História do Tempo: do Boga Bang aos Buracos Negros” que esteve durante 237 semanas na lista dos mais vendidos do The Sunday Times.

Este brilhante cientista tinha tudo para haver desistido logo no começo da sua carreira, mas ter resiliência foi o que fez com que ele enfrentasse suas adversidades, tornando-se em uma das figuras mais importantes e carismáticas da história, participando de filmes e séries de comédia. 

Ele é a prova de que, por mais que tenhamos adversidades na vida, o importante é não desistir, não olhar para trás e continuar!

Características de uma pessoa resiliente

Ter resiliência não é uma espécie de dom ou uma característica genética, está ao alcance de todos. 

ter resiliência

Uns podem ter mais ou menos dificuldades na vida para enfrentar os problemas diários, porém, todos estamos dotados da força e da vontade necessárias para enfrentarmos as adversidades e seguirmos em frente. 

O exemplo anterior deixa claro que, apesar das mais difíceis provas, uma pessoa pode chegar a ser não só um exemplo, mas também um caso de sucesso na sua área de atuação.  

É nos momentos de adversidades que nos damos conta que ter resiliência é de extrema importância para superar desafios. 

Mas, o que demonstra que uma pessoa é resiliente? Aqui vamos destrinchar algumas frases sobre ter resiliência. 

“Pessoas resilientes não perdem tempo reclamando”

Uma característica de ter resiliência é saber não viver no passado, mas aprender com os erros e seguir em frente. 

Como nos ensina o aclamado filme argentino “O Segredo dos Seus Olhos” – ganhador do Oscar de melhor filme estrangeiro –, na vida não se deve ficar dando voltas nas coisas que já passaram, pois, assim, a pessoa “vai ter mil passados e nenhum futuro”. 

Para isso, é muito importante contar com uma rede de segurança de amigos e familiares, que não te deixarão cair no momento da derrota e te ajudarão a mirar o futuro.

“Deve-se saber a hora de procurar ajuda”

Muita gente acha que a pessoa que procura ajuda preferiu ser fraca a ter resiliência. Muito pelo contrário! 

Saber pedir – e aceitar – ajuda é uma característica de quem vai buscar a vitória! Invés de perder tempo esperando que outros ofereçam ou percebam que você precisa de ajuda, é melhor ir buscar auxílio nas pessoas em que você pode confiar. 

Por mais que as pessoas resilientes sejam autônomas e donas de seu próprio juízo, é nos momentos de dificuldade que devemos estreitar os laços afetivos e unir forças em prol de um bem maior!

“A inteligência emocional tem poder”

Durante a história, grandes filósofos nos apresentaram o dilema entre a Razão e a Emoção

O que nos define e nos separa na natureza é a capacidade de raciocinar, de formular estratégias e buscar soluções. 

Porém, nossa capacidade racional só é responsável por entre 10 a 20% do nosso sucesso na vida, segundo o jornalista científico americano Daniel Goleman

Portanto, nossa inteligência emocional tem uma grande função no nosso sucesso, controlando nossas emoções, dando-nos motivação e diversas habilidades sociais. 

Lembre-se: para um bom funcionamento do racional o seu emocional tem que estar encaixado.

“Criatividade e adaptação a mudanças caminham juntas”

Pode-se dizer que sim. Ter resiliência é saber que o mundo não para e que nenhuma derrota dura para sempre. 

Para tanto, é fundamental saber se adaptar aos novos cenários, as novas dificuldades, às adversidades. 

Para sair dos velhos caminhos com resiliência é fundamental a criatividade. 

Na Smart Coworking, por exemplo, escritórios inteligentes estão a sua disposição para que você possa superar dificuldades abandonando as velhas ideias e adaptando-se ao mundo moderno.

Não importa os problemas que os tempos difíceis trazem, ter resiliência é saber adaptar-se, mudar, usar a criatividade! 

E nos escritórios da Smart você encontra tudo o que precisa para você e sua equipe de trabalho vencerem as adversidades e enfrentarem o mundo dos negócios com escritórios executivos de alto padrão, onde o seu trabalho será valorizado e renderá mais!

Se você entendeu a importância de ser resiliente, entre agora mesmo em contato com a Smart, podemos te ajudar a crescer seu negócio com resiliência!

Categorias
Administração Empreendedorismo Produtividade

Por que você deve compartilhar conhecimento?

Como o conhecimento chega até nós? Quais são os perigos de compartilhar conhecimento falso? O que são as teias de interdependência? Como compartilhar conhecimento no trabalho? 

Compartilhar conhecimento vai além do compartilhamento de informação. 

É compartilhar ideias, experiências, maneiras diferentes de atuar na vida e no mercado de trabalho.

Se você ainda não sabe como compartilhar conhecimento pode ajudar você, leia este texto e descubra!

O conhecimento como educação

Antes de nos perguntarmos por que compartilhar conhecimento é importante, devemos nos perguntar: na nossa vida, como adquirimos conhecimento? 

Vamos chegar à inevitável conclusão de que fomos ensinados por alguém, ou seja, alguém compartilhou conhecimento conosco para que podamos aprender. 

Desde como falar a como saber fazer uma receita de bolo, tudo passa por compartilhar conhecimento. 

Fomos educados por pessoas que aprenderam de outras pessoas e assim o conhecimento vem sendo perpetuado por várias gerações, através deste compartilhamento.

É nos primeiros anos da educação que compartilhar conhecimento é mais importante, e os educadores devem também estar se munindo de mais conhecimentos para se adaptarem às mudanças na maneira de ensinar. 

Segundo a professora e especialista em educação infantil Euridice Rissato, “é necessário que esse profissional esteja em constante aprendizagem e que seu trabalho se mantenha integrado com os demais profissionais do espaço educativo”, 

ou seja, o educador também deve compartilhar conhecimento com os outros educadores.

“Pouco conhecimento faz com que as pessoas se sintam orgulhosas. Muito conhecimento, que se sintam humildes” – Leonardo Da Vinci

Compartilhar conhecimento

Com os avanços tecnológicos das últimas décadas, compartilhar conhecimento passou a ser cada vez mais fácil e estar ao alcance de cada vez mais pessoas. 

Livros e documentos que antes só estavam disponíveis em grandes universidades agora estão em formato PDF para que qualquer um posso baixar na internet.

Pessoas que tem algum conhecimento sobre assuntos específicos podem ser facilmente encontradas nas suas redes sociais, gerando um novo tipo de lucro para estes detentores da informação. 

Fóruns e redes sociais são destinados à discussão de assuntos que antes eram apenas tratados a portas fechadas.

O conhecimento compartilhado de maneira equivocada pode ser prejudicial

Todo esse avanço na inovação científica e tecnológica também tem levado a sociedade a compartilhar conhecimento de maneira equivocada e nociva. 

Conhecidas mundialmente como disseminadoras de informação falsa, as Fake News são facilmente encontradas no espaço virtual.

Enquanto algumas pessoas se preocupam em compartilhar conhecimento de verdade, a disseminação de informações falsas ocorre sem escrúpulos, com alteração de informação, inveracidade de dados e entrevistas falsas. 

Na hora de buscar conhecimento nas redes é muito importante ter todo o cuidado, confirmar que a procedência seja fidedigna e checar em mais de uma fonte confiável.

Por tudo isso é importante buscar e compartilhar conhecimento em outros círculos que não sejam os de sempre. 

A informação que gira dentro das mesmas configurações sociais terminam por ser inflexível e perpetuar-se por muito tempo, sem espaço para novas ideias. 

Estas diferentes configurações sociais são parte das “teias de interdependência” onde cada pessoa está inserida.

Teias de interdependência

O sociólogo alemão Norbert Elias criou e desenvolveu uma teoria sobre as “teias de interdependência”, algo inovador no campo das relações sociais e dos estudos sociológicos. 

Mas afinal, o que são as teias de interdependência?

A teoria das teias de interdependência consiste basicamente em analisar os processos sociais e necessidades humanas que levam os indivíduos a se orientarem na direção um do outro, formando assim grupos com algum tipo de relação de dependência. 

Grupos de amizade, por exemplo, são criados pela afinidade que os indivíduos têm em comum. 

Por este motivo, tendem a compartilhar conhecimento sobre assuntos afins e assuntos periféricos que giram em torno do grupo. 

Estas teias de interdependência dão origem a muitas configurações, como família, vizinhança, grupos escolares, de trabalho, etc.

Compartilhando conhecimento no trabalho

Muitas pessoas ainda acham que devem ser os “senhores da informação” e que “informação é poder”. 

Obviamente que se você trabalha para uma rede de espionagens isto pode até ter sentido para você, porém, isso demonstra mais uma insegurança da pessoa que uma virtude. 

+ Veja também: NA PRÁTICA: COMO REDUZIR CUSTOS E OTIMIZAR RECURSOS?

Cada vez mais as empresas tratam de compartilhar conhecimento e informação, não só sobre o mercado, mas também sobre os seus clientes.

Entender e saber ler o mercado onde você ou sua empresa estão inseridos só traz benefícios para o desenvolvimento e abre a sua cabeça para novas ideias, já experimentadas ou não. 

Compartilhar conhecimento gera redes de relacionamento sólidas e mais teias de interdependências. 

Algumas maneiras inteligentes de compartilhar conhecimento é frequentando seminários, cursos de capacitação ou trabalhando em espaços de coworking.

Um modo de você ou sua equipe de trabalho se integrar agora mesmo é buscando a ambientes de trabalho compartilhados e escritórios inteligentes! 

Você não somente pode encontrar a maneira mais fácil de democratizar o acesso a escritórios executivos como diversos espaços multiuso, como estações de coworking, salas executivas e auditórios disponíveis para a sua empresa!

Agora, o que você tem que fazer é passar para o lado do conhecimento inteligente. Contate os profissionais da Smart e transforme o complicado em simples!

Categorias
Coworking Produtividade Reunião Sala de Treinamento

O coworking se encaixa no seu negócio? Descubra!

Coworking já não é novidade há muito tempo, mas tem gente que ainda tem dúvidas, por isso vamos esclarecer algumas delas. 

Coworking, antes de tudo, é um movimento global. Tecnicamente, o coworking é um espaço para “trabalhar em conjunto”. Mas não tem nada a ver com aqueles trabalhos em grupo que você fazia no colégio. 

A ideia é compartilhar um espaço físico, seja ou não ao mesmo tempo que outras empresas ou trabalhadores autônomos. Você trabalha em um espaço junto a outros empreendedores, dividindo os custos de estruturas entre outros.

Como é trabalhar com profissionais de diferentes áreas e empresas?

Uma das principais características de um coworking é a variedade de profissionais, o que favorece a troca de ideias, experiências e até traz a possibilidades de novos negócios. 

É uma grande oportunidade de expandir seu networking, conseguir novos clientes e ouvir diferentes opiniões. 

Mesmo que você seja um profissional autônomo sentado ao lado de outro ou esteja com seu grupo de trabalho na fila do barzinho, sempre há uma oportunidade de interagir e descobrir novas opiniões.

Mas a privacidade? Não se preocupe. 

Você ou seu grupo de trabalho terão toda a privacidade que quiserem para focar na produtividade. Os melhores locais de coworking oferecem uma variedade de ambientes que vão desde salas executivas até auditórios!

O coworking é somente para autônomos e freelancers?

De maneira nenhuma! 

Embora os profissionais autônomos e freelancers tenham toda a autonomia para escolherem seus horários e agendarem suas horas de trabalho nas estações de coworking, pequenas e médias empresas também são frequentadores assíduos. 

Para diminuir os custos e para aumentar a rede de contatos, muitas empresas preferem alugar uma sala em um espaço de coworking do que ficarem fechados no seu próprio escritório. 

No espaço de coworking o grupo de trabalho pode otimizar a sua produção dentro das horas de trabalho, ao invés de estar em um escritório com aluguel diário, que você paga até os feriados e dias de descanso. 

Neste ambiente, as empresas também não precisam se preocupar com aquela avalanche de contas para pagar no início do mês! Você já sabe quanto vai gastar de acordo com as horas de trabalho e o espaço!

Além de utilizarem salas executivas, as empresas podem optar pelas salas de reuniões ou até pelos auditórios, dependendo da sua necessidade. 

Vale muito mais a pena ter aquela reunião de negócios com clientes importantes em um espaço amplo e profissional, pensando sempre na otimização do tempo e do espaço.

É possível usar o espaço coworking em tempos de pandemia?

Esta é uma das dúvidas mais frequentes do mercado.  

Os espaços de coworking contam com o seu próprio processo de sanitização de ambientes, mas você também pode (e deve) fazer a sua parte. 

Seus objetos pessoais devem ser trazidos de casa e depois levados. Seu material de cuidado higiênico (como máscaras, luvas, álcool em gel, etc.) deve ser utilizado e descartado corretamente.

Os espaços respeitam todas as regras locais de cuidado e limpeza, sendo assim uma excelente opção para os tempos de pandemia. 

Por outro lado, você também não precisa ficar se preocupando com a limpeza diária, já que os profissionais de higiene dos espaços de coworking fazem isso após cada vez que utilizada uma estação ou uma sala de trabalho compartilhado.

Qual a diferença entre trabalhar de casa (home office) e no coworking?

coworking

Ainda que o termo home office tenha sido muito citado nos últimos tempos, a diferença é enorme!! 

Primeiro que a sua casa não foi projetada para trabalhar em alto desempenho, receber clientes e fazer reuniões, certo? Sem distrações, você poderá trabalhar focado sem estar indo até à geladeira a cada cinco minutos. 

Além disso, quem nunca ficou sem internet em casa e teve que atrasar aquele projeto?

+ Veja também: Entenda Como Retomar Os Negócios

Pois é, no ambiente de coworking nada disso vai acontecer. 

Você conta com toda a infraestrutura para se concentrar apenas em fazer o melhor para você ou para o seu grupo de trabalho. 

Por ser este um ambiente que preza pela democratização dos escritórios executivos, ali você vai poder receber seus clientes sem problema algum, gerando uma boa impressão, otimização do tempo e foco no trabalho. 

Isso tudo sem ter aquela conta de luz e internet no fim do mês.

Como começar no coworking?

Se você percebeu que compartilhar tempo e espaço é uma ideia inteligente para a sua empresa ou para você, agora você deve procurar onde está o local mais próximo a você. 

Tenha toda a comodidade e nada da burocracia de trabalhar em um escritório executivo de alta qualidade. 

Na Smart Coworking você tem estações de trabalho individuais, escritórios, salas de reuniões e auditórios, todos com a funcionalidade que você e o seu grupo de trabalho precisam.

Venha conhecer uma equipe preparada para lhe atender e um ambiente para trabalhar com todas as vantagens citadas neste artigo! Fale já com a Smart Coworking e comece a trabalhar com inteligência!

Categorias
Coworking Produtividade

Smart Niterói: As 7 maiores vantagens de trabalhar perto da praia!

De tratamento terapêutico para o corpo a tranquilidade para o cérebro, porque trabalhar perto da praia faz você render mais.

Trabalhar próximo à praia não é somente prazeroso, também pode ser terapêutico. 

Seja pelo estilo de vida ou pela qualidade do trabalho realizado, trabalhar como se estivesse de férias pode gerar resultados mais saudáveis tanto para o trabalhador quanto para a lucratividade da empresa. 

A seguir, apresentamos 7 benefícios de trabalhar perto da praia.

1. O contato com a natureza

O constante e exasperante barulho das grandes cidades, os perigos dos centros urbanos, a poluição e o estresse. 

Tudo isso sai da sua cabeça quando você está em contato com a natureza. 

Estudos já revelam que quem mora próximo à natureza tem uma qualidade de vida melhor, e o mesmo pode ser aplicado ao trabalho. 

Não viver os problemas do dia a dia das grandes metrópoles e estar em frente ao mar aumenta a capacidade de foco e a produtividade. 

A questão do bem-estar é empírica quando o assunto é natureza. 

Trabalhar perto da praia é um calmante natural que você deveria estar tomando todos os dias!

 

2. A talassoterapia

A talassoterapia soa como essas terapias modernas criadas por algum coach de internet, mas é uma técnica que tem precedentes na Grécia Antiga. 

A palavra é formada pelo termo grego “thalassa”, que significa mar. Seria algo como “o mar como terapia”. 

Consiste em um tratamento terapêutico baseado na utilização das propriedades da água do mar, das algas, das lamas e outros elementos marinhos no corpo humano. 

Além de relaxar e aumentar a imunidade, estes elementos ajudam no processo de desintoxicação da pele. 

Além de oferecer relaxamento e redução do estresse, ajuda a combater a celulite e perder barriga, através da eliminação de toxinas e redução de gordura. 

Já imaginou trabalhar perto da praia e ainda perder peso? Sim, é possível!

3. Sua saúde

Uma das grandes vantagens de trabalhar perto da praia é a proximidade convidativa à prática de exercícios e atividades físicas. 

Via de regra, quem está próximo à praia ou em constante contato com a natureza termina por praticar mais esportes e fazer mais atividades físicas do que quem vive no caos urbano. 

Além de todos os benefícios saudáveis que a praia tem para oferecer, as pessoas que vivem ou trabalham junto ao mar costumam apresentar uma melhora nos seus hábitos alimentares. 

Trabalhar perto da praia faz com que você busque uma alimentação mais saudável no seu dia a dia, diferente daqueles que vão à praia somente nos finais de semana.

4. O azul do mar acalma o estresse

Quem nunca se perdão mirando aquela imensidão azul? Isto tem um motivo! 

Foi comprovado cientificamente que olhar o mar produz mudanças no cérebro que aliviam o estresse e até nos deixam mais felizes! 

Cientistas que estudam a famosa BlueHealth (saúde azul), descobriram que o mar estimula uma área do cérebro chamada de córtex pré-frontal, que é responsável por nossas emoções e nossas reflexões pessoais. 

Estes cientistas descobriram que o mar expande em nossos cérebros a capacidade de autoconsciência e de bem-estar emocional. 

Nossos corpos também absorvem íons negativos que são liberados pelas ondas do oceano e impulsionam mudanças nas moléculas do corpo. 

O som do mar também é um fator importante. O seu ruído alivia o estresse e nos transporta para o ventre materno, transmitindo calma e ajustando o batimento cardíaco. 

É esta paz interior que busca quem vai trabalhar perto da praia.

5. Ar puro

Já notou que quem vai trabalhar nas grandes cidades é mais estressado do que quem vai trabalhar perto da praia? 

Nossos corpos já estão cansados das toxinas e da poluição que respiramos nos centros das cidades. 

O ar praiano ajuda a absorver mais oxigênio e a regular nossos níveis de serotonina, uma substância que controla a ansiedade. 

Além disso, a respiração durante uma simples caminhada na beira da praia já é diferente. 

Segundo nos mostra a hidrologia, ciência que estuda a movimentação da água no planeta terra, o ar que vem do mar é mais saudável, especialmente para quando você está fazendo algum tipo de exercício aeróbico.

6. Fortalecer o sistema imunológico

O contato do corpo com a água salgada, além de hidratar a pele, aumenta os níveis de circulação sanguínea e ajuda a fortalecer o sistema imunológico. 

Outro fator que é uma vantagem para quem vai trabalhar perto da praia é a exposição ao sol. 

Seu calor influencia no nosso sistema endócrino, responsável pela liberação de endorfinas, a conhecida substância da felicidade. 

A vitamina D também ajuda a melhoras a saúde óssea, reduzindo o risco de alguns tipos de câncer, sendo também uma aliada contra a depressão.

7. Trabalhar como se estivesse de férias

Já ouviu aquela frase do Confúcio, “trabalhe com o que você ama e você nunca mais precisará trabalhar na vida”? 

Então, o mesmo vale para trabalhar perto da praia. 

Ao invés de passar o ano esperando pelas suas férias, você pode trabalhar como se estivesse de férias o ano todo! 

E não pense que para isso você vai ter que trabalhar num barco de pesca ou dirigindo um iate. 

A Smart Coworking pode ajudar você e a sua empresa a levar mais qualidade de vida para os seus trabalhadores. 

Consulte a Smart e conheça já os benefícios que trabalhar perto da praia vão te trazer. 

A sua única preocupação vai ser ter que começar a levar o filtro solar para o trabalho.

Hoje a Smart é considerada o MELHOR COWORKING do Brasil pelo melhor custo benefício com alto padrão e contratação mais ágil. 

E agora chegou a oportunidade de investir no seu negócio pelo menor preço para seu ambiente de trabalho.

Você pode até se dar ao luxo de pesquisar, mas, voltará a ele pela certeza de que não encontrou nada igual.

Aqui temos certeza que você consolidará a sua EMPRESA INTELIGENTE com MENOS custos e MAIS RESULTADOS!

Entre em contato com a SMART NITERÓI e faça sua empresa crescer!

SMART NITERÓI
Endereço: Av. Rui Barbosa, nº 87, Loja 103, 104 e 105, São Francisco, Niterói/RJ, CEP: 23360-440

Categorias
Administração Empreendedorismo Marketing

Smart Niterói: Veja os novos negócios que surgiram durante a pandemia

Conheçam os novos negócios que surgiram na cidade sorriso, durante a pandemia do COVID-19.

Desde a chegada da coroa portuguesa e do desenvolvimento econômico das freguesias do Recôncavo e de São João de Icaraí, Niterói sempre foi sinônimo de oportunidades para quem sabe se reinventar. 

Em um momento tão particular de crise mundial como a que estamos vivendo, não poderia ser diferente. A criação de novos negócios deixa boquiabertos investidores da Cidade Sorriso.

Sistemas de delivery: A salvação para prestadores de serviços e setor de alimentação

Os setores da economia que atendiam seus clientes de maneira presencial estão entre os mais afetados pela crise econômica gerada pela pandemia do coronavírus. 

Segundo o jornal A Tribuna, do estado do Rio de Janeiro, as compras por delivery cresceram mais de 50% só na cidade de Niterói

A criatividade na adequação a novos negócios motivou velhas marcas a se reinventarem, explorando o mercado das tele-entregas de maneira engenhosa e prolífica.

No ramo da cosmética e estética, por exemplo, empresas como o centro de beleza Mais Bonita, em Icaraí, decidiram levar seus produtos à casa do consumidor, com kits especiais para o cuidado capilar. 

Na área da moda, a Brenda Fashion, do bairro Santa Rosa, criou um modelo de entrega de roupas por envio, reunindo as peças de indumentária de acordo ao perfil de seus compradores. 

Dois exemplos oriundos de segmentos de mercado onde parecia pouco provável sua existência e sobrevivência sem a presença física de seus clientes. 

Porém, nestes tempos de inquietudes e pirronismo, estes empreendedores não precisaram recorrer a novos negócios, simplesmente reinventaram o seu modus operandi.     

No setor gastronômico, uma tradicional pizzaria da cidade voltou a calentar os fornos durante a pandemia. 

Trata-se da Gruta de Capri, que encerrou seus trabalhos como restaurante no ano passado, devido a questões ligadas ao valor do aluguel mensal do ponto, no bairro de Icaraí. 

A tradição da comida italiana na cidade, porém, segue viva com Pedro Bonelli, bisneto de Arturo Bonelli, que inaugurou a primeira pizzaria da cidade em 1953. 

O vanguardista da tradição italiana decidiu honrar a memória de seu bisavô não deixando morrer a clássica receita. 

Juntamente a dois sócios da área de eventos, abriu o Grutinha Pizzaria Delivery e Take Away no bairro de Charitas. 

Uma prova viva de que com criatividade e sem abdicar das paixões, pode-se sim reinventar um negócio que parecia destinado ao fenecimento, mesmo nos tempos mais adversos.

Do Plaza Shopping às mesas de reunião

Os investidores que veem a crise econômica mundial como oportunidade também enxergam em Niterói um ensejo importante para novos negócios. 

Somente no Plaza Shopping, no centro da cidade, três novidades deverão estar disponíveis para clientes até o fim deste ano. 

A tradicional loja desportiva Decathlon deve abrir suas portas no centro de compras. Outra conhecida grife que se acerca aos moradores do núcleo da cidade é a pizzaria Mamma Jamma, que já conta com um restaurante no bairro Jardim Icaraí. 

Mas uma das novidades mais esperadas é a loja Daiso Japan, parte de um dos maiores grupos de varejo do mundo. Novos negócios que trazem a Niterói uma percepção de que não existe tempo ruim para investir, e sim bons guarda-chuvas.

Outro exemplo de empreendedores que não param de caminhar durante a tempestade vem dos niteroienses da Multiplx

A empresa de diagnósticos financeiros e assessoria jurídica existe desde 2017, com a ideia de juntar gestão financeira com assessoria jurídica especializada. O negócio conseguiu, durante a crise econômica gerada pelo coronavírus, aumentar seu crescimento em mais de 400%

A empresa, que investiu forte em novos negócios, trabalha na compra de precatórios e segue em crescimento exponencial desde sua abertura.

Como empreender em novos negócios lutando contra velhos vilões

Em que pese todo o investimento para que o seu negócio não morra – ou, quem sabe, possa nascer – durante a crise econômica, o importante é empreender com inteligência. 

Segundo pesquisa do IBGE do ano passado, seis em cada dez novos negócios fecham em menos de cinco anos de atividade

Os principais culpados são a falta de planejamento dos novos negócios e as mudanças de mercado que atingem os antigos comércios, muitas vezes já golpeados pelas vicissitudes de empreender no Brasil. 

Um dos maiores vilões costuma ser o aluguel. Muitas vezes este cálculo não está incluído no capital de giro da empresa e, mesmo com cortes nos gastos variáveis, o aluguel passa a ser o seu maior inimigo, por este ser um custo fixo mensal. 

+ Veja também: As 7 Maiores Vantagens De Trabalhar Perto Da Praia!

Muitos empreendedores terminam acomodando seus próprios lares para aliviar este gasto, mas acabam interferindo no bem-estar da sua família e no rendimento pessoal dos seus trabalhadores.

E é para trabalhar com inteligência que a Smart Coworking existe. 

São escritórios inteligentes com a finalidade de ajudar o seu negócio a estar em um ambiente de trabalho de nível superior, onde você poderá aumentar sua produtividade e focar no que realmente importa: a qualidade. 

Nos escritórios da Smart, tanto os tradicionais como os novos negócios terão o melhor ambiente para desenvolver um trabalho com menos gastos e mais rendimento.

Portanto, no meio da tempestade da crise econômica, abra seu guarda-chuvas de oportunidades e consulte hoje mesmo a SMART, pois uma coisa é trabalhar pesado e outra é trabalhar com inteligência.

Tá esperando o quê? Vem crescer com o melhor Coworking de Niterói, vem crescer com a Smart!

SMART NITERÓI
Endereço: Av. Rui Barbosa, nº 87, Loja 103, 104 e 105, São Francisco, Niterói/RJ, CEP: 23360-440