Categorias
Marketing

Smart Rio: Qual a rede social mais indicada para o seu negócio?

Afinal, existe uma resposta pronta para qual é a melhor rede social para um negócio? Descubra no texto de hoje!

Redes sociais se tornaram uma verdadeira febre assim que surgiram, e isso vem se mantendo, aliás, vem crescendo cada vez mais, com pessoas conectadas no mundo todo.

Seu sucesso é facilmente entendido, pela forma simples que as redes sociais são apresentadas aos seus usuários, unindo pessoas de todas as idades, classes sociais e gêneros diferentes (de qualquer lugar do mundo).

Dessa forma, as empresas não poderiam ficar de fora dessa “brincadeira”, afinal, são milhões (em alguns casos bilhões) de possíveis consumidores que estão diariamente utilizando as redes sociais.

Devido ao grande sucesso, cada vez mais surgem redes sociais e muitas vão sumindo ou sendo substituídas pela concorrência, como o Orkut que foi aos poucos substituído pelo Facebook, até deixar de existir, por exemplo.

Então, é comum que os empreendedores fiquem na dúvida de qual é a melhor rede social para apostar em prol do seu negócio. A resposta não é tão simples, já que varia bastante dependendo do público-alvo de cada empresa. 

Tome muito cuidado com textos e vídeos, que colocam uma como a melhor, sem nem ao menos analisar o contexto. No texto de hoje vou analisar as melhores e mais usadas redes sociais e te ajudar a entender qual ou quais, funcionam melhor para o seu negócio.

Redes sociais: as melhores para seu negócio

Vou apresentar as redes sociais mais relevantes para as empresas e mostrar qual o principal público alvo de cada uma delas, para ser mais fácil te ajudar a escolher a ideal.

Facebook

O Facebook (enquanto rede social e não a empresa) demonstra que anda perdendo força e relevância (pelo menos no Brasil), porém ainda é a mais famosa e utilizada rede social do mundo, e deve continuar por um bom tempo.

A grande vantagem do Facebook são seus bilhões de usuários e o tempo que já está no “mercado”. Por conta disso, praticamente todas as grandes empresas possuem um perfil no Facebook e possivelmente a maioria dos consumidores também (embora muitos perfis fiquem “offline”)

O Facebook pode ser indicado para praticamente todas as empresas, tendo em vista que acaba englobando praticamente todos os tipos de usuários (clientes). Sendo bastante recomendado, tendo em vista que muitas pessoas usam a busca do site para encontrar produtos e serviços.

No primeiro momento parece ser a melhor opção, tendo em vista, que a empresa engloba todos os públicos, porém ultimamente o Facebook tem “podado” perfis empresariais, para que invistam no Facebook Ads (anúncios pagos). Entretanto, o valor não é tão alto e se bem usado é eficiente.

O Facebook tem se mostrado bastante útil para empresas que se dedicam ao público regional, isto é, empresas que atendem o público da sua cidade ou região. 

Podemos concluir que vale a pena apostar no Facebook, porém talvez não seja a melhor opção para todos os negócios (ainda mais se pensar a longo prazo). Ainda que seja bastante amplo, pode não funcionar para produtos ou serviços extremamente nichados. 

Porém, vale a pena manter um perfil ativo no Facebook, tendo em vista que é possível compartilhar publicações de outros sites e comunicar-se com todos os públicos e receber mensagens de usuários através do bate-papo. 

Instagram

É a rede social que mais cresce no mundo e assim como o WhatsApp, é propriedade do Facebook. Surgiu como um aplicativo de compartilhamento de fotos, mas com o passar do tempo foi ganhando novidades até cair na graça de todos.

Ultimamente, o Instagram tem dado bastante espaço para vídeos e criação de entretenimento e não apenas para as fotos. É um aplicativo moderno, bastante usado por públicos diversos, porém, seu principal público é jovem, ficando abaixo dos 35 anos.

Ele tem bastante alcance e a maioria dos seus usuários é bastante ativo, trazendo bastante engajamento. É uma rede social excelente para trabalhar, desde que seu produto ou serviço converse com a plataforma.

Como sua política atual preza pelo entretenimento, é recomendado que utilize uma linguagem moderna, que converse com os jovens. Funciona muito bem para empresas que conseguem expor seus produtos ou serviços através de fotos.

Embora, tenha o espaço da legenda, textos longos (na maioria das vezes) não são bem aceitos e facilmente podem passar batidos no feed dos usuários. Dessa forma, vão se sobressair empresas que tiverem uma linguagem mais dinâmica e que prenda a atenção dos usuários com vídeos e fotos.

LinkedIn

Essa rede social tem grandes destaques entre os profissionais, tendo em vista que funciona como um Facebook de profissionais, onde eles se encontram e conseguem entender uns aos outros.

Dessa forma, fica claro que sua função é ligar empresas com profissionais, profissionais com profissionais e profissionais com empresas. Funcionando extremamente bem para quem presta um serviço específico, e empresas que buscam profissionais capacitados.

Por ser uma rede social bastante nichada, não é recomendada se a sua empresa visa atingir clientes normais, sendo que praticamente todos que estão ali, estão por questões de trabalho e não procurando produtos variados.

Twitter

O Twitter é uma rede social “mal” entendida pela maioria das empresas, muito por conta da forma que é feita a comunicação (no Twitter tem um limite baixo de caracteres por mensagens, apenas 140) dentro dessa rede e por ser muito usada pelos jovens.

O foco dos seus usuários está em informações, dessa forma, vai casar muito bem com empresas que trabalham com notícias e informações específicas. Facilitando assim, na comunicação direta com quem está interessado no que a sua empresa tem a dizer.

Mas afinal, como escolher a rede social?

Como vimos, cada rede social tem suas características próprias, então é preciso respeitar essas diretrizes na hora de escolher a melhor opção para seu empreendimento. Porque de nada vai adiantar criar conteúdo em uma rede que não converse com seu público.

Dessa forma, vou dar algumas dicas esclarecedoras que vão te ajudar a definitivamente encontrar a melhor opção para sua empresa. Vamos diretamente para elas!

Tenha objetivos claros

O objetivo de qualquer empresa é vender mais, porém, é preciso entender de que forma focar nisso. As redes sociais são ferramentas para se comunicar diretamente com os consumidores, por isso, fique atento à rede social que melhor dialoga com seus consumidores (e que facilite a comunicação).

A partir disso, será possível definir um objetivo claro e trabalhar em cima disso, para conseguir atrair cada vez mais pessoas. Dessa forma, tenha claro que o objetivo é apresentar um produtor, conseguir mais clientes ou estabelecer a sua marca (entre outros).

Identifique seu público-alvo

Essa é a regra de ouro das redes sociais: identificar seu público-alvo. Afinal, a sua empresa existe para cuidar das necessidades de determinadas pessoas. Dessa forma, entenda onde esse público está no mundo das redes sociais.

Com isso, não basta ir atrás de números e quantidades, mas sim do engajamento. Por exemplo, muitas pessoas têm uma conta no Facebook, mas visitam apenas semanalmente o perfil. O foco é entender onde o seu público-alvo está engajado e não onde eles têm perfis, simplesmente. 

Dessa forma, será possível chegar até eles através das redes sociais. Uma vez que encontrar seu público, preocupe-se em desenvolver conteúdos que sejam relevantes para essas pessoas.

Conheça os seus limites e as suas possibilidades

Algumas redes sociais demandam de características que são essenciais para o sucesso dentro delas. Por isso, é preciso entender se a sua empresa tem condições de estar nas especificações do aplicativo.

Tendo em vista, que de nada vai adiantar estar falando com centenas de pessoas, se essas pessoas não tiverem interesse nos seus produtos/serviços ou não estiverem “a fim” de ver o que a sua marca tem a dizer.

Fique de olho na concorrência

A concorrência direta da sua empresa tem muito a dizer sobre qual rede social é a mais indicada. Afinal, por contarem com produtos ou serviços semelhantes, vão mostrar onde eles chegam a mais pessoas.

Porém, dê uma olhada mais a fundo para entender se realmente essas outras empresas estão tendo êxito na rede social escolhida, para que não corra o risco de seguir no caminho errado (como elas).

Conclusão

No texto de hoje, mostrei que cada rede social tem seu público específico, dessa forma, é preciso analisar muito bem o seu público-alvo antes de decidir qual é a rede social mais indicada para seu negócio.

Com isso, não é possível eleger a melhor rede social para todos os negócios, tendo em vista que os empreendimentos também variam muito, tornando o leque amplo demais para uma resposta pronta.

Então, nem sempre a rede social do “momento” será a melhor para sua empresa, tendo em vista o nicho que a sua empresa busca alcançar. Por isso, é necessário fazer uma análise ampla para entender e chegar a uma resposta definitiva.

Para mais artigos relevantes, continue acessando o blog da Smart. Vou listar três deles, para que veja na sequência: 

Agradeço a sua leitura e nos vemos em breve!

Categorias
Marketing

Smart Niterói: Quando é o momento de começar a investir no marketing do seu negócio?

Será que existe um momento certo de investir no marketing da sua empresa? Descubra no texto de hoje! 

Muitos empreendedores possuem dúvidas sobre como e quando investir no marketing. Essa dúvida é ainda mais comum com pequenas e médias empresas, onde o valor disponível costuma ser menor. Por conta disso, muitos acabam não investindo no marketing (ou explorando de forma fraca).

Mas será que essa é a melhor escolha? Já antecipo a você que não. Tendo em vista que o marketing é fundamental para o crescimento de qualquer negócio. Considerar investimentos em marketing como algo supérfluo é sem dúvidas um erro. Que muitos insistem em cometer.

Dito isso, é preciso analisar qual o momento certo de começar a investir no marketing para o seu negócio. Esse e outros pontos serão levantados ao longo do texto. Siga comigo e descubra!

A importância do marketing

Desde que surgiu o marketing tem se mostrado uma excelente ferramenta para conquistar resultados dentro de qualquer negócio. Afinal, para que sua empresa seja conhecida é preciso que as pessoas ouçam sobre ela. Dessa forma, logo criarão uma associação entre um produto e sua marca.

Acredite, as grandes marcas gastam milhões de dólares/reais em campanhas de marketing. E o motivo disso é bastante simples, porque o marketing funciona. E as grandes empresas, estão totalmente preocupadas com o lucro, elas não investem por investir, tudo tem muito estudo.

A importância do marketing é tão grande, que existem marcas, que de fato, nunca utilizamos, mas conhecemos seus produtos, sua logo, etc. Seja pela marca estar na internet, na televisão, em filmes/séries. O marketing tem muitas formas de ser, com isso, a divulgação é bastante ampla.

Marketing nas pequenas e médias empresas

Esse é o ponto-chave do texto de hoje, o pensamento dos empreendedores das pequenas e médias empresas sobre investir no marketing. Com isso, antes de partir para quando é o momento certo de investir. É preciso entender os principais pontos que levam uma empresa a não investir no marketing.

Preocupações financeiras

Muitos empreendedores que estão começando, tentam de todas as formas gastar pouco, para conseguir melhores resultados (lucro). Embora, essa seja uma forma comum de administrar pequenos negócios, e que tem se mostrado eficaz. É preciso entender o contexto.

Gastar pouco, não significa não investir em nada, se não, a empresa nunca sairá do lugar. Existem pontos que devem ser investidos e trabalhados, e o marketing está entre eles.

Porém, muitos nessa busca incessante pela economia, acabam deixando o marketing de lado (sendo que muitas vezes acabam não investindo no marketing).

Resultados rápidos 

Resultados rápidos podem aparecer assim que um negócio inicia, antes mesmo de pensar em investir no marketing. Não é a regra, mas ocorre com alguma frequência. Dessa maneira, muitos empreendedores acabam achando que o marketing não será necessário.

Porém, com o tempo esses resultados poderão diminuir, se você não estabelecer a sua marca. O marketing não serve apenas para divulgar, mas também para ajudar a manter os clientes que a empresa já possui. O marketing preocupa-se em criar uma ligação entre a marca e seus consumidores.

O marketing não é uma receita de bolo, e muitas vezes os resultados podem demorar um pouco a aparecer. Atribuir resultados rápidos ao uso, ou não, do marketing, não é uma boa forma de avaliar ou escolher se deverá ou não investir no marketing.

Falta de alguém responsável 

Pequenas e médias empresas costumam ter poucos colaboradores. Com isso, é possível que não tenha ninguém habilitado para lidar diretamente com o marketing. Através disso, a empresa acaba deixando o marketing sempre de lado.

O pensamento acaba sendo: “é melhor esperar para fazer bem feito, do que fazer de qualquer jeito”. E esse pensamento faz sentido, afinal, utilizar o marketing de “qualquer jeito” não é a saída. Porém, não trabalhar o marketing da empresa, visto a sua importância, é um erro gravíssimo.

É claro, que a empresa não vai contratar um publicitário que ganhe mais que toda a empresa. Mas deve sim, buscar alguém que entenda sobre marketing, ou até mesmo o empreendedor, pode buscar aprender mais sobre o marketing e aplicar ele mesmo.

Falta de visão

Infelizmente, muitos empreendedores não buscam o melhor para seus negócios. E acabam mantendo a empresa  apenas funcionando no “modo avião”, isto é, sempre de forma automática, sem se preocupar em melhorar ou crescer.

Entretanto, não é porque você tem uma empresa de pequeno ou médio porte, que você não deve buscar que ela cresça e se desenvolva. Alguns, acabam ficando satisfeitos com resultados mínimos e gostariam de deixar o seu negócio do jeito que está para sempre (um pequeno negócio eterno).

Essa é uma questão de escolha do empreendedor, não existindo um certo ou errado. Embora não exista um certo ou errado, existe sim um jeito mais inteligente de empreender, que é buscar sempre o crescimento. E todos que tem esse pensamento, vão investir em um marketing de qualidade.  

Momento certo de investir no marketing?

Aqui vou deixar bastante claro: o investimento no marketing deve estar presente antes mesmo da criação da empresa, já no Plano de Negócios. Para já ter os recursos e as ideias para seguir com o marketing. No meu ponto de vista, investir no marketing deve ser algo intrínseco nas empresas.

Caso, seu negócio já exista e não invista, recomendo que ainda hoje busque uma forma de investir no marketing. Porém, como dito acima, não é para utilizar o marketing apenas por utilizar.

É preciso planejar do jeito certo, entender sobre o que a sua empresa busca, seu público-alvo, e em cima disso, elaborar estratégias de marketing que poderão ser feitas no seu negócio. O marketing é excelente, desde que seja bem utilizado.

O medo de gastar, acaba sendo um “freio” para o marketing em muitas empresas. Porém, não é preciso gastar valores exorbitantes, e um valor que a empresa não possui, vou mostrar abaixo que é possível utilizar de ferramentas de marketing gastando (relativamente) pouco.  

Como investir gastando pouco?

Agora que já entendemos o melhor momento de investir no marketing é preciso conhecer formas de investir gastando pouco. Afinal, pequenas e médias empresas não terão muito dinheiro disponível, mas ainda assim será possível ter um modelo e estratégias de qualidade para ter excelentes resultados.

Redes sociais

As redes sociais tornaram o marketing muito mais fácil e barato para todas as empresas. E claro, que existem outras formas de marketing que também funcionam muito bem, porém, que trazem um valor agregado de investimento muito maior.

Dessa forma, empresas com menos recursos podem utilizar das redes sociais (Instagram, Facebook, WhatsApp, etc.) para chegar a mais pessoas e conseguir ter a linguagem correta com seu público-alvo. As opções são diversas nas redes sociais.

Se você só tiver uma opção para investir em marketing, recomendaria começar pelas redes sociais, pois tem baixo custo de investimento (desde que tenha algum conhecimento com fotos e vídeos, e caso não tenha, existem muitos tutoriais na internet) e aproxima muito mais as pessoas.

Blog

Um blog também é uma forma muito boa de utilizar o marketing, gastando relativamente pouco. Em um blog é possível concentrar pessoas com interesse sobre o que a sua empresa pode oferecer a eles. E aqui não é apenas sobre vender algo, mas apresentar conteúdo.

Para que seu blog funcione, ele não deve tentar “empurrar” os seus produtos a todo o momento. Mas sim, trazer conteúdo relevante que ensina os leitores sobre determinado assunto, ligado (ou não) a sua marca. 

Com isso, vai criar uma ligação emocional mais forte com o leitor/consumidor, que o fará buscar a sua empresa. É claro, que também pode falar sobre seus produtos e serviços, mas de maneira orgânica e que faça sentido para quem está lendo.

Anúncios (de baixo custo)

Anunciar a sua empresa também é uma excelente forma de apresentar ela a mais pessoas. Anunciar em TV e rádio costuma ser caro, dessa forma, é recomendado utilizar anúncios de baixo investimento. 

Aqui entra: promover publicações no Instagram/Facebook, anunciar em blogs de terceiros, procurar divulgadores da sua região para promover a sua marca em seu perfil, entre outras formas.

Conclusão

No texto de hoje, mostrei a importância do marketing, o pensamento por trás de empreendedores que ainda vêem o marketing como algo de menor importância e o momento certo de um negócio investir no marketing: o mais rápido possível.

No blog da Smart, existem centenas de artigos sobre empreendedorismo, com vários deles sobre marketing. Para seguir aprendendo mais sobre marketing, vou deixar três deles para você ler na sequência: 

Compartilhe esse texto em suas redes sociais, para que mais empreendedores aprendam a importância e o momento certo de investir no marketing

Agradeço a sua leitura, e nos vemos em breve, em mais um artigo.

Categorias
Marketing

Smart Rio: Você sabe o que é Marketing interativo? Conheça empresas que o estão usando com sucesso

O Marketing Interativo é uma excelente forma de engajar o seu público. Se você ainda não conhece o seu conceito, siga comigo e descubra mais sobre. Além disso, vou te mostrar exemplos práticos de grandes marcas, que se tornaram um verdadeiro sucesso com o Marketing Interativo.

As empresas que estão buscando se destacar frente aos demais, já entenderam a importância do marketing para o sucesso do negócio. Uma forma de aproximar ainda mais os consumidores da sua marca é através do Marketing Interativo.

Esse tipo de marketing, cria uma experiência única do cliente com a marca, o que vai estreitar ainda mais as relações. Além disso, ele pode ser feito de várias formas, desde algo mais simples a campanhas gigantescas (falarei sobre algumas)

Porém, o objetivo é sempre o mesmo, criar uma experiência junto ao cliente fazendo ele desenvolver uma relação com seus produtos ou serviços, ou de forma mais geral, com a marca em si. 

O que é marketing interativo?

O conceito de marketing interativo é bastante simples, é basicamente todo tipo de marketing que possibilite ao público interagir no momento com o conteúdo demonstrado. Seja através de um quiz ou outro modo que gere uma experiência pessoal com a marca, como por exemplo:

  • Transmissão ao vivo com participação do chat;
  • Jogos para celular;
  • Realidade Virtual;
  • Aplicativos;
  • QR Code;
  • Vídeos;
  • Áudios;
  • Slides;
  • Entre outros.

Esse tipo de ação pode ou não, gerar algum prêmio (seja em saldo ou cupom de desconto, por exemplo) para quem participar. O que gera maior engajamento dos envolvidos, uma vez que o cliente será recompensado por participar.

Marketing Interativo e Marketing Digital, são a mesma coisa? Porque o Marketing Digital é tão especial?

O marketing interativo faz parte do marketing digital, mas é importante saber que nem todo marketing digital pode ser considerado interativo. Uma vez que pode ser feito sem gerar algum tipo de envolvimento.

Por exemplo: esse texto que você está lendo, faz parte do marketing digital da Smart, para levar informações a empreendedores e entusiastas do assunto. Ele é um texto informativo, onde você lê e absorve o que foi passado. Mas é diferente de um quiz (marketing interativo), onde você participa e escolhe.

Veja bem, um tipo de marketing não anula o outro, os dois podem ser feitos para alavancar e gerar ainda mais valor para a sua marca. Porém, o marketing interativo tem a grande vantagem de gerar uma imersão maior junto ao público. Dessa forma ajudando a conquistar ainda mais espaço junto ao cliente.

Envolver o cliente é uma excelente forma de gerar um público fiel. O marketing interativo, quando bem feito, tem o poder de ficar na memória dos clientes, estreitando ainda mais essa relação com os consumidores.

Ele permite que a sua marca mostre toda a criatividade e crie algo novo, mostrando para o público que se preocupa com a experiência positiva que o cliente vai ter com a sua marca, e não apenas em vender um produto.

De forma resumida: o marketing interativo leva o público a envolver-se com sua empresa/marca em troca de um experiência única que agregue valor (seja financeiro ou desenvolvimento pessoal).

Conheça empresas que usaram o Marketing Interativo com sucesso

Para exemplificar o que foi dito no texto, reuni campanhas de Marketing Interativo de grandes marcas que foram um verdadeiro sucesso. Mostrando ainda mais o poder que o Marketing Interativo possui. Vamos a elas!

Clash Up by Eko: musical interativo

Aqui temos um belo exemplo de como “sair da bolha” e criar algo único. O Clash Up by Eko criou um site interativo, onde era permitido para os usuários criarem suas próprias mixagens, juntando diferentes faixas e artistas em uma única música.

Isso criou um grande engajamento do público, além de trazer reconhecimento extra para os artistas que utilizaram dessa experiência para criar suas músicas. 

Santa Sleigh Ride Coca-Cola: Realidade virtual

A realidade virtual é uma divertida e excelente forma de criar uma experiência interativa para os usuários. Pensando nisso, em 2015 (durante o período de férias), a Coca-Cola ofereceu um passeio com um trenó interativo do Papai Noel.

Para acessar essa realidade virtual fascinante o público usava o dispositivo Oculus, um headset onde é possível ter acesso a conteúdos interativos de realidade virtual. Juntando os dois, criam uma experiência única para quem participou da campanha.

Foi um verdadeiro sucesso para ambas as marcas. E certamente, criou uma memória que ficou viva nos corações de quem participou. O que só reforça o poder do marketing interativo de criar experiências para os consumidores.

L’Oréal Mobile Taxi Shops: QR Code

O QR Code é usado em praticamente todos os meios de comunicação visual. O seu objetivo através do escaneamento é levar o usuário para mais informações sobre uma marca, produto ou serviço. Sendo uma excelente forma de introduzir o Marketing Interativo.

Pensando nisso, a L’Oréal criou uma experiência interativa: o Mobile Taxi Shops. Onde QR Codes foram colocados em táxis de algumas cidades.

Assim que o usuário escaneava o QR Code com seu celular, ele era redirecionado para um site para realizar o download de um aplicativo da L’Oréal de e-commerce. Além de criativa, essa campanha trouxe grandes resultados para a marca, justificando seu investimento na campanha.

NBA: Evento virtual (durante o lockdown)

Como grande fã de basquete, pude acompanhar essa campanha de perto. Foi uma utilização do Marketing Interativo para contornar o momento que o COVID estava espelhado pelo mundo todo.

Com as cidades americanas e canadenses (onde ocorrem os jogos da NBA) em lockdown, os jogos de basquete ficariam sem público. O que aconteceu com todos os esportes, quem é fã de algum, sabe do que estou falando.

Mas a NBA foi muito criativa em lidar com esse momento de caos. Junto à plataforma da Microsoft, a Microsoft Teams, eles criaram uma maneira única dos fãs acompanharem os jogos de basquete remotamente.

Enquanto os fãs assistiam aos jogos as suas imagens capturadas pela webcam eram transmitidas para telas que foram colocadas nos lugares onde estariam a torcida, possibilitando para os jogadores a sensação de multidão que estavam acostumados.

Campanhas como essa, que tem um grande público envolvido, além de envolver a paixão das pessoas pelos seus times, são bastante influentes e trazem um excelente retorno.

Alexa: Chatbot

Alexa é uma IA (inteligência artificial) da Amazon que foi criada para ser um chatbot, isto é, uma IA que respondia às dúvidas dos usuários do site. Além disso, ela permite que você efetue compras por simples comandos de voz.

Esse é um exemplo de Marketing Interativo bem aplicado, quando a criação acaba indo mais além do que a própria marca esperava. Hoje ela se tornou referência em como cuidamos de nossas casas, ficamos organizados e lidamos com IA de forma simples, fácil e objetiva.

Como dito, algumas vezes a campanha de Marketing Interativo, acaba indo além da sua proposta, o que é excelente para a marca. Onde tudo que idealizou se realizou, indo muito além e conquistando o público de um jeito bastante completo. 

MyHeritage’s Deep Nostalgia: Personalização

O MyHeritage resolveu homenagear os entes queridos que não estão mais presentes nesse plano. Para isso, criaram uma campanha, onde os usuários criavam uma conta e carregavam fotos dos seus entes queridos, tornando essas fotos em fotos animadas (com movimentos).

Sendo uma forma de resgatar a memória dessas pessoas tão queridas. Bastante comovente e emocionante, essa campanha de Marketing Interativo bateu fundo no coração dos seus usuários.

Pokémon Day feat Post Malone: Show interativo

Em homenagem aos 25 anos da aclamada série de jogos e desenhos animados: Pokémon, a sua equipe criou um show incrível com a participação do rapper Post Malone. Isso por si só, já seria um grande evento. Porém, eles foram além.

Além de transmitir ao vivo, o cantor foi transformado em um desenho animado e interagiu com os personagens da série. Sendo um grande show para as crianças, e para seu país também. Dessa forma, foi criado um evento único e que, certamente, marcou quem acompanhou.

Conclusão

No texto de hoje, mostrei o que é o Marketing Interativo e sua importância para as empresas. Além disso, apresentei exemplos famosos de como o Marketing Interativo foi aplicado. Espero que isso inspire empreendedores a investir no Marketing Interativo e ter grande sucesso através dele.

O blog da Smart conta com diversos artigos sobre marketing, vou deixar três deles, para você ter ainda mais ideias para utilizar o marketing em seu empreendimento:

Além desses, o blog conta com outros excelentes artigos sobre marketing e empreendedorismo. Compartilhe esse artigo com seus amigos através das suas redes sociais e mostre o poder do Marketing Interativo.

Agradeço a sua leitura e nos vemos breve!

Categorias
Marketing

Identidade Visual: Qual a importância para os pequenos negócios?

Por ter um pequeno negócio, você acredita que a identidade visual não tem tanta importância? Se a resposta for sim, você não poderia estar mais errado. E no texto de hoje, vou te mostrar o porquê. 

A identidade visual é muito importante para empresas que buscam tornar a sua imagem forte junto ao mercado. A identidade visual vai ajudar a sua marca a se destacar entre as demais e mostrar mais sobre os valores da sua empresa.

Porém, os empreendedores de pequenas empresas costumam negligenciar a identidade visual, o que é um grande erro, pois a identidade visual ajuda na construção da sua marca e mostrará que a sua empresa está buscando seu lugar ao sol.

Siga comigo, que no artigo de hoje, vou mostrar para os empreendedores que as pequenas empresas serão muito beneficiadas por uma identidade visual de qualidade.

Afinal, o que é Identidade Visual?

Identidade visual não é algo usado apenas por empresas, eventos, shows, etc. Empresas também podem e devem ter a sua identidade visual. Porém, como o foco são as pequenas empresas, vamos nos ater a esse contexto, para ir direto ao ponto. Afinal, tempo é dinheiro.

Dito isso, a identidade visual (nas empresas) pode ser entendida como um sistema de componentes visuais que representam a marca. De forma ampla, a identidade visual de uma empresa é composta pelo logo da empresa e todos os conceitos gráficos aplicáveis, como a paleta de cores, por exemplo.

Essa padronização de símbolos e elementos gráficos fazem parte de tudo que representa visualmente a marca. Já de forma aplicada, cada empresa terá sua própria identidade visual, seja de forma positiva ou negativa.

A identidade visual também vai além de apenas um logo, ela corresponde a tudo que foi planejado para representar a empresa. Dessa forma, podemos dizer que fazem parte da construção da identidade visual, alguns elementos, que podem ser:

  • Digitais: o site da empresa, avatares e capas nas mídias sociais, assinatura do e-mail, foto do WhatsApp, vinhetas, entre outros;
  • Físicos: cartão de visita, envelopes, pastas, papel timbrado; apresentação em revistas, camisetas, folders, embalagens, canetas, outdoors, os uniformes dos colaboradores, fachada da loja/empresa, veículos adesivados, entre outros.

Qual a importância da identidade visual (para as pequenas empresas)?

Agora que entendemos um pouco sobre o conceito de identidade visual, vamos tratar do foco do nosso artigo, as pequenas empresas. E explicar de uma vez por todas, que a identidade visual é importante para qualquer empresa, independente do tamanho.

Porém, por motivos óbvios (e quando digo óbvios, falo das questões financeiras), as pequenas empresas costumam deixar de lado os investimentos nesse segmento da empresa.

Onde muitas vezes, apenas apostam em um logo genérico e uma estampa na camisa dos funcionários. Se isso ocorrer na sua empresa, é possível que você tenha achado essa “saída” justificável e correta.

Bom, é claro que entre pagar as contas e investir em identidade visual, a escolha parece bastante óbvia, e é. Porém, não podemos diminuir a importância de uma identidade visual bem trabalhada.

Pegue os exemplos das empresas maiores, todas elas têm uma identidade visual e investem pesado nesse ponto. E acreditem, as grandes marcas não jogam para perder. Tudo o que demanda investimento é porque gerará resultados.

Tem que pensar como os grandes para poder chegar cada vez mais próximo deles. É claro, que uma empresa pequena não dispõe dos mesmos recursos das grandes. Dessa forma, é preciso utilizar movimentos exatos, para usar os recursos da melhor forma. 

Logo de cara, é preciso ter um logo que represente a empresa e que converse com o público. Afinal, será este símbolo que as pessoas vão lembrar quando pensarem na sua marca.

Não dá para dissociar o logo da empresa, é como um time de futebol, o seu escudo é tão conhecido quanto o seu nome. Já vem à cabeça quando você pensa nele. Basicamente, isso ocorre com todas as empresas também. 

Por isso, é tão importante ter um logo (e todos os elementos que já citei acima) trabalhado para representar o seu pequeno negócio da melhor forma. Com isso, a sua empresa terá um ar muito mais profissional e vai causar uma excelente impressão para todos que veem a sua marca.

Importante: da mesma forma que uma identidade visual bem trabalhada agrega valor para sua marca (junto ao mercado e aos consumidores), uma identidade visual toda poluída, feita de qualquer jeito e sem preocupação com o sucesso, vai manchar a forma que as pessoas verão a sua empresa.

Então, por mais que pareça que no curto prazo, investir em identidade visual parece um desperdício, logo você verá, que ela tem o poder de dar vida a sua empresa. Por justamente, ser algo feito para quem procura ficar mais próximo dos clientes e futuros clientes, mostra vontade de crescimento da empresa.  

Benefícios de uma identidade visual bem feita

Para entender melhor, vou listar alguns benefícios de ter uma excelente identidade visual em sua empresa:

  • Identificação por parte do público: com um processo de construção de identidade visual bem feito, o público irá entender logo de cara do que a sua empresa trata, além de criar uma relação mais harmoniosa (pela identificação simples e fácil) com os clientes. Gerando uma fácil diferenciação das outras marcas;
  • Padronização: a identidade visual vai proporcionar uniformidade e mais organização no visual da empresa. Com isso a empresa trará sua “cara” em tudo que produzir para divulgação;
  • Possibilidade de expansão/crescimento: com uma boa identidade visual, o caminho (visual) para o crescimento já estará pronto, o que ficará muito mais fácil para a empresa poder expandir, sem ter que mudar toda a sua identidade visual;   
  • Diretrizes da marca: como mostrei acima, a identidade visual pode ser usada em dezenas de elementos digitais e físicos. Se a identidade visual foi bem planejada ela já terá as diretrizes e templates, que a sua empresa vai utilizar para determinado ponto.  

Dois conceitos para melhorar a identidade visual da sua empresa: branding e neuromarketing

Esses dois conceitos são muito trabalhados pelas empresas de sucesso. Dessa forma, saber mais sobre eles, vai ajudar a sua empresa a evoluir e conseguir crescer graças a uma identidade visual bem trabalhada e que transmita o “espírito” da sua marca.

Branding

Branding é a gestão da marca de uma empresa, com ações que visam tornar a marca da empresa mais sólida junto aos consumidores. Seu processo visa resultados de médio a longo prazo, que o tempo que a sua marca terá para conseguir crescer e se desenvolver junto ao público.

Existem inúmeras ações que são planejadas e executadas para trazer os resultados. Não é apenas sobre propaganda, mas sobre criar um vínculo emocional com o consumidor. Tornando a sua marca uma referência para os clientes.

A identidade visual faz parte desse trabalho do Branding, para utilizar os melhores elementos para demonstrar os valores que a sua empresa quer passar. O Branding potencializará ainda mais o poder da identidade visual, ainda mais se trabalhado com os elementos do neuromarketing.

Neuromarketing

Identidade Visual

O neuromarketing estuda e compreende alguns fatores que influenciam os clientes na hora de comprar. É um estudo de formas de estimular a mente dos clientes e possíveis clientes a buscarem a sua empresa. Entre seus principais benefícios posso citar, que:

  • Ajuda a potencializar as vendas;
  • Ajuda no desenvolvimento de produtos direcionados aos desejos do público;
  • Melhora a experiência dos clientes com a sua marca.

Facilmente, os conceitos do neuromarketing podem ser usados na composição da identidade visual da sua empresa. Trazendo conceitos que, certamente, vão ajudar no desenvolvimento do logo, e demais elementos que compõem a identidade visual da sua marca.

Dica extra: utilizando redes sociais do jeito certo

Uma forma de potencializar a sua marca (bem como a identidade visual) é entender a plataforma que está divulgando a sua empresa. Para poder produzir o tipo de material que mais está em alta no momento.

Por exemplo: recentemente, o Instagram passou por mudanças nas suas diretrizes, onde está visando ser uma plataforma de entretenimento e não apenas de fotos. Dessa forma, é importante “nadar” a favor da maré e produzir o tipo de material que a plataforma está priorizando.

Conclusão

No artigo de hoje, mostrei o conceito e a importância da identidade visual para as pequenas empresas. Além disso, apresentei dois conceitos que, certamente, ajudarão os empreendedores a potencializar os resultados no negócio, através de um trabalho de qualidade com a marca.

O marketing é um grande trunfo de grandes empresas, com isso fica claro que a identidade visual é um dos elementos mais fortes na relação empresa e consumidores (público alvo), para conseguir chegar até mais clientes e potenciais clientes, tornando sua marca reconhecida e respeitada.

Para mais artigos sobre marketing e empreendedorismo, continue acompanhando o blog da Smart. Ele conta com constantes atualizações de artigos que, certamente, ajudarão o seu negócio, seja ele grande ou pequeno (que é nosso maior foco).

Hoje ficamos por aqui. Agradeço a sua leitura, e peço que compartilhe esse artigo em suas redes sociais, para que mais pessoas tenham acesso a esse tema tão importante. Um forte abraço e nos vemos em breve.

Categorias
Marketing

Smart Rio: Conheça as 7 ações de marketing no Instagram para implantar hoje mesmo!

A sua empresa está com dificuldades para usar o Instagram do jeito certo? No texto de hoje, vou mostrar 7 ações de marketing no Instagram, que darão excelentes resultados!

O Instagram é um aplicativo que tem um grande potencial para contribuir com o marketing do seu negócio, desde que feito do jeito certo. Por ter bilhões de usuários, o Instagram é o aplicativo preferido das empresas para alcançar cada vez mais pessoas.

Porém, existem algumas ações que vão garantir que o perfil do Instagram da sua empresa tenha os resultados esperados. No artigo de hoje, vou mostrar 7 delas, além de uma dica extra, que tem tudo a ver com o atual momento da rede social.

Não se preocupe, não são dicas impraticáveis, ou que farão a sua empresa gastar muito dinheiro. São ações simples, que se bem executadas trarão excelentes resultados. 

O que vou mostrar hoje, não são segredos guardados a “sete chaves”, mas sim boas práticas que trazem resultados reais. Dessa forma você poderá começar a usá-las no Instagram ainda hoje.

7 ações de marketing no Instagram

Sem delongas, vamos a elas!

1. Tenha um objetivo definido

Antes de mais nada, você deve criar o Instagram já com um objetivo claro e definido. Dessa forma, ficará muito mais fácil conseguir chegar a algo. Ter um Instagram só por ter, além de não ter um objetivo, evidenciará que você e sua empresa, não estão prontos para lidar com as tendências da era digital.

Saber lidar com a era digital é saber para que e como o Instagram poderá ajudar o seu negócio. Se você está tendo dificuldades em ter ações de marketing no Instagram, possivelmente (quase 100% dos casos) você não estabeleceu um objetivo e está postando apenas porque está na “moda”.

Marketing é planejamento, então, nada melhor que ter o objetivo claro logo de cara. Assim, ajudará que todas as outras ações que vou listar, sejam garantidas. Então, se você está iniciando ou quer dar uma segunda chance ao Instagram, comece por um objetivo claro definido (pode ser mais de um).

2. Tenha uma estratégia de conteúdo

Após definir um objetivo é hora de traçar uma estratégia para garantir que o conteúdo alcance esse objetivo. Por exemplo, se você quer atrair um público jovem, mas todo seu conteúdo é destinado a pessoas de mais idade, você possui uma estratégia, mas está desalinhada com o objetivo.

Desse modo, utilize a estratégia de conteúdo para trabalhar em prol do objetivo inicial. Com isso, você ou o responsável pelo marketing, deve traçar uma forma de encaixar os conteúdos em um caminho que leve até os objetivos.

Porém, certifique-se que essa estratégia está te dando o retorno esperado. Caso perceba que pouco está adiantado, em termos de resultados. É hora de sentar e rever uma outra estratégia para seguir.

3. Organize um calendário para as publicações

Ações de marketing no Instagram, vão funcionar ainda melhor se tiver um cronograma para que tudo ocorra em períodos programados. Por exemplo: 10 posts que falam sobre algo relevante, podem ficar muito melhor organizados em 1 por dia, do que 10 no mesmo dia, o que vai acabar “floopando” o feed dos clientes.

Além disso, é importante ficar atento em qual período do dia será melhor para ter um maior engajamento do seu público. Afinal, o Instagram tem atualizações a cada segundo, se você tiver uma organização que te ajude a potencializar as visualizações, será excelente para seu crescimento.

Também é muito interessante escolher um dia da semana para falar sobre cada tema específico. Assim, o seu público também já vai saber o que esperar e isso fará com que eles esperem pelo dia com maior interesse. Tendo essa rotina, facilitará para o público procurar cada vez mais o seu perfil. 

4. #hashtags

Esse é um ponto, que vejo muitas empresas errando nas ações de marketing no Instagram. Por parecer algo simples, muitas empresas não se dão conta da real importância das hashtags. Ou colocam hashtags demais, hashtags de menos, ou até mesmo, hashtags que não tenham a ver com o assunto.

As hashtags foram feitas para facilitar na hora da pesquisa pelos usuários, para um tema específico. Se o seu negócio, por exemplo, é vender roupas para academias, as postagens devem estar acompanhadas das hashtags certas para isso.

Se você está postando a foto de uma calça moletom, é interessante colocar as hashtags relevantes sobre o produto, que as pessoas mais buscam. Ao escrever uma hashtag, você poderá ver quantas vezes essa hashtag foi usada, para ter uma noção se é relevante ou não.

Um erro comum é usar a relevância de um jeito errado. Você utiliza uma hashtag que está “bombando”, mas pouco tem a ver com o assunto. Com isso, as pessoas até poderão chegar até seu perfil no Instagram, mas como não tem a ver com o tema, elas simplesmente irão para a próxima imagem.

5. Use imagens que chamam a atenção (positivamente)

As imagens são basicamente o cartão de visita do seu perfil no Instagram, dessa forma, a empresa deve usar as imagens da melhor forma possível. Garantindo que a mensagem (objetivo) chegue o mais clara possível aos consumidores, sem poluir com informações demais.

Chamar a atenção, nem sempre é o mais importante, se você não fizer isso de uma forma positiva. O layout é muito importante, se suas postagens tiverem um layout todo errado, certamente, vão afastar os consumidores, independente se o seu produto for bom ou não.

No Instagram as pessoas são muito “reféns” do visual, e só irão ter em seu feed perfis que tenham um visual bonito e que os agrade. Lembre-se que o Instagram é uma excelente ferramenta de divulgação, mas não significa que você precise escrever uma “bíblia” em cada post

Ainda mais se usar boa parte desse texto longo na imagem do post, gerando assim uma sensação ruim aos olhos do público. A imagem é importante, porque ela tem o poder de reter ou afastar usuários do seu perfil.

Ter um logo (com o fundo transparente, nada de fundo branco no meio de uma imagem colorida) e um padrão visual, vai garantir um ar mais profissional, além de tornar a fluidez da página um ponto forte junto ao público.

6. Seja autêntico e criativo

Nas ações de marketing do Instagram, ser autêntico e criativo, certamente, te colocará à frente dos outros. Afinal, ninguém gosta da cópia de outras páginas. É claro, que você pode buscar inspiração em páginas maiores do mesmo segmento, porém é importante ser você mesmo.

Ter uma identidade só sua (da sua empresa) será um diferencial e tanto, na hora de conquistar novos seguidores. E a criatividade dos seus posts, será fundamental para conquistar e manter cada vez mais o seu público. Afinal, as pessoas seguem aquilo que é positivo para elas.

Busque não apenas vender o seu produto ou serviço, crie conteúdos relevantes para seu público (e para os novos seguidores que virão), mostre que a sua marca pensa no cliente, não apenas para vender, mas para trazer conhecimento e agregar valor para quem está lendo.

Vender e mostrar seus produtos também é muito bom, porém faça isso de um modo mais sutil, não precisa ser em cada post. Dessa forma, você terá um público fiel, por você ser autêntico e criativo, assim ficará muito fácil para eles buscarem seu produto por já simpatizar com a sua marca.

7. Interaja!

No Instagram, você está conversando diretamente com pessoas. Dessa forma, o seu perfil deve sempre estar disposto a responder e interagir com seus seguidores. Perfis de empresas já tem uma cara mais “engessada”, interagir com o público vai quebrar essa visão e mostra ainda sobre a sua empresa.

Responda, reaja, seja solícito no Direct, mostre para as pessoas que a sua página não é apenas mais uma, mas que é uma página que valoriza a pessoa e que está disposto a responder suas dúvidas. Com isso, a sua relação com os seguidores será ainda mais próxima.

Dica extra: entretenha!

As mudanças recentes no Instagram, mostram que ele cada vez mais procura ser um aplicativo com vídeos que entretém, do que apenas um aplicativo de fotos. Então, já que a “ordem” foi dada, nada mais assertivo que seguir. Dessa forma, a sua empresa seguirá a “dica” do aplicativo.

Seguindo as tendências do Instagram, a sua empresa estará nos parâmetros e no que seus usuários estão buscando neste momento. Então, não poste apenas fotos, crie um verdadeiro entretenimento para quem seguir a sua empresa no Instagram.

Conclusão

No artigo de hoje, falei sobre 7 ações de marketing no Instagram, que a sua empresa pode começar a seguir a partir de agora. Mostrando excelentes formas de criar um conteúdo relevante para seu público, além de deixar tudo organizado da melhor forma.

Para mais artigos sobre marketing e empreendedorismo, continue acompanhando nosso blog. Vou deixar duas excelentes dicas de leitura para você: 

Agradeço a leitura e nos vemos em breve!

Categorias
Marketing

Smart Niterói: O que é Branding e, porque as grandes marcas usam?

Você sabe o que é branding? Se a resposta for não, você certamente precisa conhecer. Afinal, as grandes marcas o usam para serem um verdadeiro sucesso, veja como aplicar na sua também

No texto de hoje, vou mostrar o conceito de Branding, e algumas estratégias chaves para trabalhar esse conceito na sua empresa. Também vou mostrar porque as grandes marcas utilizam o conceito de Branding para crescer e conquistar ainda mais clientes/seguidores.

Entendendo o que é Branding, você verá um leque de opções se abrir, para conseguir consolidar a sua marca entre as grandes do seu segmento. Se o seu objetivo é crescer a sua empresa e torná-la cada vez mais reconhecida é obrigatório você conhecer o Branding. 

O Que é Branding?

Branding é uma palavra em inglês que significa marca, mas no conceito de marketing que estamos estudando hoje, Branding é a forma que ocorre a gestão da marca de determinada empresa, com as ações que visam tornar a marca da empresa mais sólida com os consumidores.

O processo do Branding é feito para resultados de médio a longo prazo, porque por melhor que seja uma estratégia e seja o desejo de todo empreendedor, não é do dia para a noite que é possível ser o líder dentro de seu segmento.

Dessa forma, existem inúmeras ações que devem ser planejadas e também executadas para conseguir os resultados. O Branding não é apenas sobre propaganda, mas sim criar um vínculo emocional com o consumidor. Tornando sua marca uma referência para essas pessoas.

Então, todos os envolvidos devem estar centrados de corpo e alma, para conseguir chegar à excelência do Branding.  Afinal, se a própria empresa não acredita na sua filosofia, não tem estratégia nenhuma que vai fazer o barco nadar a favor da correnteza. 

O Que é Marca?

Agora que entendemos o que é Branding, vamos partir para tudo o que representa uma marca, para só dessa forma, entender como o Branding poderá ser aplicado e ter excelentes resultados.

A marca não tem a ver apenas com o logo da empresa, longe disso. A marca é tudo que remete a marca, seja um som, uma música, um slogan, forma de interagir, campanhas, etc. Tudo que de alguma forma esteja ligado a empresa.

Tornar a sua marca em algo único é o começo para se destacar das demais. Quando a sua marca é única e possui muito valor envolvido (e não falo apenas de poder financeiro, mas sim de relevância), ela passará a ser vista com outros olhos pelas pessoas.

No fim das contas, a marca é tudo aquilo que a empresa faz para chegar até mais pessoas e ser reconhecida. No final desse artigo, vou te explicar porque as grandes marcas levam esse conceito tão a sério e usam tanto. Agora vou te mostrar as 3 melhores estratégias do Branding para sua empresa.

Como Fazer Branding na sua empresa: 3 estratégias de eficazes

Após termos claro o que é uma marca e o que é Branding, precisamos ver as melhores formas de utilizá-la na sua empresa. Afinal, o único jeito de saber se a sua marca dará certo é colocando estratégias em prática. 

Neste blog, você também encontra um artigo excelente sobre ações de  marketing que não podem faltar na estratégia das pequenas e médias empresas, que também irá te ajudar a desenvolver ainda mais sua marca. Não deixe de ler.

Construção da sua marca

Como já ficou claro, a melhor forma de trabalhar o Branding é através da construção de uma marca sólida e consolidada com o grande público. O que também ocorre muito é a reformulação de uma marca que já existe. Para criar uma nova cara e conseguir mais sucesso.

Existem dois elementos que vão garantir uma construção (ou reconstrução) de uma marca:

Identidade visual

Na identidade visual podemos destacar:

  • As cores: utilize cores que transmitem sensações positivas com seu público (se ficou na dúvida, veja nosso artigo sobre neuromarketing, especialmente onde falamos do significado das cores);
  • Logo: embora a marca não seja apenas o seu logo, ele é muito importante para a construção da mesma, pois será ele que estará estampado em tudo que estiver ligado a sua marca;
  • Tipografia: tipografia é a fonte de letras escolhida para compor a sua marca, é muito importante, pois tem forte apelo de aceitação ou rejeição por parte do público;

Posicionamento

No posicionamento podemos destacar:

  • Valores: onde a empresa mostra o que realmente é importante para ela;
  • Tom de voz: é a forma que sua empresa vai se comunicar com as pessoas, seja mais séria ou descontraída;
  • Linguagem: são as expressões e palavras que vão te trazer mais próximo do seu público;
  • Canais: é onde a empresa identifica os meios de comunicação que mais combinam com a proposta da marca.

Marketing de conteúdo

Uma forma excelente de trazer maior reconhecimento para sua marca é através do marketing de conteúdo. Sendo uma estratégia excelente para maximizar o Branding em sua empresa.

Afinal de contas, especialistas indicam que campanhas de marketing de conteúdo trazem mais resultados que campanhas simples de marketing. Gerar um conteúdo relevante vai te trazer cada vez mais perto do seu público. 

Pois, os clientes vão perceber que sua marca está preocupada em trazer algo que vai agregar para eles, e não apenas que você está preocupado em vender um produto. Isso faz com que a sua marca fique em evidência e agregue cada vez mais valor à sua empresa (frente ao público em geral)

As redes sociais

As redes sociais movem bilhões de pessoas no mundo todo. Com isso ter uma presença forte no mundo digital, vai fazer a sua marca ser reconhecida por muito mais pessoas.

Entenda, algumas marcas já têm milhões de seguidores, porque já eram famosas antes das redes sociais. Já outras se tornaram fortes justamente por entender a importância das redes sociais e trabalhar a sua imagem nelas.

Através das redes sociais é possível trabalhar todos os âmbitos das estratégias que listamos aqui (e muito mais!). Além do que, a marca estará mais próxima dos seus consumidores e poderá falar diretamente com eles. Podendo:

  • Utilizar das publicações para ampliar ainda mais a identidade visual da sua marca;
  • Reforçar ainda mais o posicionamento da empresa, mostrando ainda mais seus valores;
  • Gerar conteúdos que agreguem valor e que atendam as expectativas das pessoas;
  • Além disso, se comunicar diretamente com as pessoas, e tendo a oportunidade de responder alguns comentários.

+Veja de que forma as mudanças recentes do Instagram afetam o marketing das empresas.

Porque as grandes marcas usam o Branding?

Se você leu com bastante atenção, você certamente entendeu o porque o Branding é um verdadeiro sucesso entre as maiores marcas. Mas se deixou passar algo, não se preocupe vou te explicar.

Você certamente tem suas marcas preferidas de várias coisas ou sabe quais são as mais buscadas pelas pessoas. Ninguém precisou te apresentar para a Coca-Cola ou a Nike, por exemplo. Elas já fazem parte do que é tido como normal.

Essa fama foi construída através do Branding, onde as grandes marcas buscam cada vez mais criar uma ligação emocional com seu público. Construindo uma verdadeira base de fãs espalhadas pelo mundo todo.

E acredite, as grandes marcas tiveram que entender seu público e a partir disso traçar estratégias para conseguir conquistar cada vez mais pessoas. Essa tarefa não é fácil, mas todas as marcas mundialmente reconhecidas, hoje tiveram que usar do Branding para chegar ao sucesso.

Marcas como: Apple, Samsung, Coca-Cola, Pepsi, Nike, Adidas, Puma, Calvin Klein, Unilever, Nestlé, entre outras gigantes, são muito mais que uma simples marca, são uma voz ativa na cabeça do público. 

A experiência faz parte do pacote, você não está consumindo um refrigerante, você está tomando uma Coca-Cola. Você já visualiza essas marcas quando pensa em determinado produto. 

Importante: algumas empresas utilizam o branding em uma escala regional e/ou nacional, e isso também funciona muito bem. Não precisa ser uma empresa mundial para trabalhar a sua marca e ter sucesso. Dessa forma, a sua empresa (mesmo pequena) também deve utilizar o Branding para crescer.

Grandes empresas também são aquelas que fazem sucesso dentro de um país ou estado apenas (até mesmo na sua cidade é possível utilizar o Branding e ter resultados). No Brasil, temos muitos exemplos de empresas que são enormes sem ter que sair do país. Afinal, as gigantes um dia já foram pequenas.

Conclusão

No texto de hoje, mostrei o que é Branding, suas formas de aplicação e sua importância para as grandes marcas. Para você que busca tornar a sua empresa uma referência, você deve trabalhar em tudo que compõe a sua marca.

Se a sua empresa ainda está no campo das ideias, já começe do jeito certo, aplicando o Branding para construir sua marca da melhor forma possível, com todos os elementos que são importantes para uma marca.

Agora, se você já possui uma marca, mas ele é desconhecida da maioria das pessoas, use o Branding para reconstruir totalmente a sua marca, trazendo uma nova identidade visual e elementos chaves para o sucesso.

Estar cada vez mais perto do público, fazer parte do seu pensamento e do seu coração, é uma tarefa que leva tempo. Porém, o Branding é a forma mais rápida (mesmo que seja algo de médio longo prazo) e eficaz de conseguir esse objetivo.

Para mais artigos sobre marketing e empreendedorismo, continue lendo os artigos deste blog. Agradeço a sua leitura e nos vemos em breve.

Categorias
Marketing

Smart São Paulo: Já ouviu falar em neuromarketing? Entenda o conceito e como aplicar em seu negócio

Se você possui uma empresa, e ainda não conhece o neuromarketing, você está perdendo tempo. No texto de hoje você vai aprender sobre o conceito, seus benefícios e como aplicá-lo no seu negócio.

O marketing é uma poderosa ferramenta, que revolucionou o capitalismo. Na verdade, o marketing foi uma resposta à crescente habilidade humana de produzir e comercializar coisas, sendo algo que remonta ao início da humanidade (não da forma “científica” de hoje, de uma forma embrionária).

Porém, atualmente o marketing é visto como uma arte, e sua evolução levou até o neuromarketing. Que vai fundo na psicologia humana, para entender o que nos motiva a buscar um produto e consequentemente, gastar dinheiro.

No artigo de hoje, vou te levar para uma análise completa de como o neuromarketing será uma poderosa ferramenta, se aplicado do jeito certo, no seu negócio. 

O que é o neuromarketing?

O neuromarketing é uma ferramenta de marketing que estuda e compreende alguns fatores que podem influenciar os clientes na hora de efetuar uma compra. Através desses fatores, uma empresa ou profissional independente poderá desenvolver estratégias visando o aumento considerável das vendas. 

O termo neuromarketing é uma palavra que junta neurologia e marketing, dessa maneira, é um estudo de formas para estimular a mente dos clientes e possíveis clientes a buscarem a sua empresa.

Entender a mente dos consumidores é fundamental para conseguir instigá-los a comprar cada vez mais. Estimulado da maneira certa, com diferentes técnicas (que vou citar logo mais á frente) é possível conseguir o resultado esperado: a maximização de vendas.

As grandes empresas levam esse conceito muito a sério e sempre estão buscando formas de melhorar a relação com seus clientes, através do neuromarketing. Sendo que toda sua divulgação é baseada na forma que isso vai afetar a mente dos consumidores.

Como aplicar o conceito, na prática?

Agora, que entendemos o conceito, precisamos entender os benefícios que ele pode trazer e depois vou mostrar exemplos de como o neuromarketing pode ser aplicado.

Benefícios do Neuromarketing

Ajuda a potencializar as vendas: de forma bem clara, quando você encontrar o “gatilho” certo na mente dos seus clientes, ficará muito mais fácil tocá-lo e realizar muito mais vendas, seja de produtos ou serviços.

Dessa maneira, as suas campanhas de marketing devem ser trabalhadas para que a sua empresa consiga explorar os aspectos que realmente, motivam seus clientes e gastarem.

Ajuda no desenvolvimento de produtos direcionados aos desejos do público: na hora de desenvolver um produto novo, muitos aspectos são analisados. Porém, um dos mais importantes é se esse produto tem um alto grau de apelo junto ao público alvo. 

Com o neuromarketing, você vai entender melhor o que o cliente espera e consequentemente, poderá trabalhar em cima disso, para fornecer um produto que supra os seus desejos e dores. Além é claro de estimular a felicidade dele ao adquirir o seu produto/serviço.

Melhora a experiência dos clientes com a sua marca: você, certamente, deve ter a sua marca preferida, seja de roupas, calçados, veículos, até produtos do supermercado. Só de ver essa marca seu cérebro já associa a coisas boas (o inverso também é válido).

Por exemplo: a Nike e a Adidas, ambas têm praticamente a mesma qualidade e faixa de preço em produtos semelhantes. O que faz a diferença na hora de escolher entre elas é puramente uma questão de gosto. 

Esse “gosto” é o que o neuromarketing vai entregar para sua empresa poder trabalhar e desenvolver os produtos certos que sejam do “gosto” dos clientes. São pequenos detalhes que podem parecer bobos à primeira vista, mas que se mostram determinantes para os clientes.

Como é possível aplicar o neuromarketing no seu negócio?

Vou apontar alguns aspectos que o neuromarketing considera mais importante na hora da sua empresa conquistar os clientes:

As cores

Talvez você nunca tenha parado para pensar, mas as cores presentes em uma marca ou propaganda tem um significado. De acordo, com o neuromarketing, as cores influenciam muito na escolha dos clientes e cada uma (ou junção de algumas) passam subliminarmente uma sensação para o cliente.

  • O azul passa uma mensagem de segurança e confiabilidade;
  • O vermelho demonstra paixão e emoção
  • O laranja passa um sentimento amigável
  • O verde transmite tranquilidade
  • O roxo tem a ver com inteligência e inovação;
  • O rosa escuro passa uma mensagem de jovialidade e coisas boas
  • Já o rosa claro traz toda a delicadeza e um ar de romance;
  • O preto passa a impressão de luxo,
  • E o branco traz uma mensagem de transparência e confiabilidade

Esses são exemplos de cores e significados que você pode aplicar na sua logo, propaganda e outras formas de marketing, da sua empresa. Trazendo um significado que vai direto para o subconsciente dos seus clientes.

Os gatilhos mentais

Se estamos falando de influência sobre a mente dos clientes, não poderia esquecer dos gatilhos mentais. Acredito que todos já tenham ouvido falar dos gatilhos mentais, porém nem todos entendem o que ele significa realmente.

Como seu nome sugere, é um “gatilho”, isto é, uma frase, palavra, imagem ou todas juntas que causam no cliente aquele “clique” do preciso comprar. Geralmente, demonstram que o produto é excelente, está com o preço baixo e você precisa comprar agora.

Promoções com frases como: “…por tempo”, “… são as últimas unidades”, “só hoje!” e “compre já!” são muito usadas nesse contexto. Que demonstra que a pessoa precisa comprar agora mesmo. Os gatilhos mentais são muito responsáveis pelas famosas “compras por impulso”.

Sendo que muitas vezes a pessoa nem precisa desse produto, mas compra pelo estímulo causado na sua mente. Se você tem uma empresa, empregue essa técnica e descubra o poder da influência.

Repetir, repetir e repetir

Uma das melhores formas de reter e criar um público é gravar na mente dele a sua empresa. E qual a melhor forma de aplicar isso, na prática? A repetição. Dessa forma, você deve desenvolver uma mensagem clara sobre sua empresa e empregar isso no máximo de lugares possíveis.

Uma das formas que o neuromarketing faz isso, é desenvolvendo um slogan que acompanha a sua marca, onde essa frase é repetida tantas vezes em tantos lugares diferentes que gruda e não sai da mente.

Tem exemplos famosos (alguns não são mais usados, mas marcaram gerações):

  • Skol… a cerveja que desce redondo!
  • Havaianas (as legítimas)… recuse imitações!
  • Se o bar é bom… o chopp é Brahma!
  • Omo: se sujar faz bem!
  • Embratel… faz um 21!

Os jingles (música para divulgar a marca ou produto/serviço) também cumprem muito bem essa parte. Ou você nunca se pegou cantando uma música de alguma marca?! Então…

Nosso cérebro sempre procura padrões, sejam visuais ou auditivos. Dessa forma, a repetição é uma excelente forma do nosso cérebro associar uma música ou frase a determinada marca. Com o nome dela sempre em nossa mente, inconscientemente, vamos comprar essa marca.

Então, se você tem uma empresa, trabalhe com a repetição em seus slogans e jingles, para fixar cada vez mais na mente dos consumidores. Seja original, a criatividade é tudo nesse ponto. Seja a sua empresa e não uma cópia de outra.

Design é tudo!

Sim, quando falamos de propagandas, não tem para onde fugir, o visual/design fala muito alto. Você já viu alguma empresa que tem um logo e/ou um site com um template dos anos 90 e isso te causou um estranhamento com essa marca, e você simplesmente deixou ela de lado e buscou outra? 

Você não sabia se essa empresa era boa ou ruim, você apenas tinha a informação visual do design, e isso já te fez “julgar” a marca como ruim. Então, nem sempre, você terá o melhor produto ou serviço, vai fazer grande diferença, se ele não vier em uma “embalagem” bonita.

Esse é um excelente exemplo de como o neuromarketing funciona, ele cria uma “ilusão” de superioridade apenas com publicidades e escolhas de estilos. Trazendo a importância da sua empresa/marca ter um design diferenciado e bonito. 

Conclusão

No texto de hoje, aprendemos sobre o conceito do neuromarketing, além de mostrar vários exemplos de como trabalhar ele no marketing da sua empresa.

A mente humana é poderosa e ela busca sempre coisas que nos dê alegria e prazer. Entender como fornecer isso com produtos e/ou serviços é fundamental para o sucesso de qualquer empresa. Felizmente, o neuromarketing ajuda a entender a psique humana.

Se você gosta de temas relacionados à mente e como isso afeta positivamente pessoas/empresas, temos três artigos incríveis para você: 

Conte para nós (para mim e toda a equipe Smart), o que achou do artigo, deixando um comentário. Sua opinião é muito importante para nós. 

Agradeço a sua leitura e nos vemos em breve.

Categorias
Marketing

Smart Rio: Com as mudanças no Instagram, qual o impacto no marketing das empresas?

Sua empresa se adaptou às mudanças recentes do Instagram? Não? Pois, deveria! No texto de hoje, falarei sobre como o marketing das empresas foi afetado pelo Instagram.

Não dá para negar que o Instagram é a rede social do momento. É claro, que existem outras redes de grande sucesso, mas a que concentra o “grosso” dos usuários e que as empresas mais olham é o Instagram.

Dessa maneira, estar em “dia” com as atualizações deste aplicativo gigante do Facebook, é essencial para as empresas que buscam o sucesso, através das redes sociais.

E não é para menos, a quantidade de usuários explica porque é tão importante saber usar essa ferramenta da melhor forma. No artigo de hoje, falarei mais sobre as suas mudanças recentes e como as empresas estão se adaptando a esse novo cenário do marketing das empresas no Insta.

Mudanças no Instagram

Desde sua origem o Instagram passou por grandes mudanças, surgindo como uma espécie de álbum de fotos online, onde era possível postar fotos e ver as de seus amigos. Isso até ser adquirido pelo Facebook, que foi onde começaram as maiores mudanças.

Mas essas mudanças não foram logo de cara. Até então, o Facebook estava querendo tirar um concorrente da “jogada” e ver o que era possível aproveitar. Não sei ao certo, qual foi a ideia inicial do Facebook, mas com certeza, não esperavam por todo esse sucesso.

Hoje, no cenário atual, podemos dizer que o Instagram é possivelmente mais relevante que o Facebook (a rede social).

Com o tempo, algumas atualizações vieram, e nelas era possível postar os storys, que foi basicamente uma resposta após a tentativa frustrada de adquirir o SnapChat, o Facebook resolveu copiar a função de adicionar fotos e vídeos por 24 horas. 

E mais recente, veio o Reels, vídeos curtos onde é possível postar diversas coisas, desde dancinhas, fofos e até campanhas de empresas. Uma clara resposta à ascensão do Tik Tok. É claro que houveram outras atualizações, mas as mais relevantes foram essas duas.

E são delas, que vieram as maiores mudanças. O próprio Instagram deixa claro que atualmente é uma rede de entretenimento que vai priorizar os vídeos, deixando de ser apenas o aplicativo de fotos do Facebook.

Então, o marketing das empresas que usavam e usam o Instagram como uma fonte de publicidade, precisam se adequar a essa nova realidade. Afinal, se o próprio aplicativo disse que vai priorizar os vídeos, a melhor resposta que a sua empresa deve ter é priorizar os vídeos no aplicativo

Instagram: Impacto no marketing das empresas

Como o empreendedorismo é algo amplo e existem milhares de serviços e produtos em milhares de empresas, não vou focar em um ponto específico, pois corre o risco do texto não conversar com a proposta da sua empresa.

Desta maneira, vou focar principalmente no impacto que essas mudanças causaram no marketing das empresas e qual a melhor forma de lidar com esse cenário. Com isso, a sua empresa vai saber como lidar e o que o Instagram espera dela.

A ordem da vez é entretenimento baseado em vídeos, correto? Correto! Então, é a partir disso, que o marketing que vai para o Instagram da sua empresa, deve seguir essa linha de raciocínio. Se o Instagram já avisou qual é o seu novo foco, será contraproducente, nadar contra a maré.

Existem dois textos muito bons nesse blog, que vão ser um complemento para esse. Os dois se baseiam em como realizar o marketing digital e como as redes sociais são ferramentas incríveis para pequenas empresas despontarem. Leia-os após concluir a leitura deste, para ter uma compreensão ainda mais ampla.

Dito isso, vou te ajudar a entender esse novo cenário, caso a sua empresa não tenha tido muitos resultados positivos com essas mudanças no Instagram. E, além disso, vou te mostrar como a sua empresa poderá se beneficiar disso. 

Melhore seus resultados

Vou dividir em dois pontos: marketing das empresas que estão começando agora no Instagram e as que passaram pelas mudanças no Instagram:

Iniciando agora: quem está iniciando agora e já sabe as diretrizes: entretenimento em forma de vídeos, vai ser mais simples. Pois, desde já a sua empresa poderá focar nesse tipo de conteúdo (veja como aplicar na prática, logo mais a frente).

Passou pelas mudanças: se a sua empresa já usava o Instagram como ferramenta de marketing e teve um declínio com as mudanças, é bem provável que a sua empresa não se adequou às mudanças ou fez do jeito errado.

Caso a sua empresa ainda esteja trabalhando apenas com fotos no Instagram, já passou do ponto de se atualizar. E caso não esteja tendo sucesso, vou te mostrar, como fazer do jeito certo.

Aplicando o entretenimento, na prática em forma de vídeo

Entenda, que se trata de entretenimento com vídeos. Não é apenas sobre fazer vídeos, é sobre criar entretenimento. As pessoas (público geral) usam o Instagram para se divertir, e é nisso que a sua empresa deve se basear.

As pessoas buscam um entretenimento leve e curto no Instagram, dessa forma, deixe conteúdos mais longos e elaborados para blogs ou para o canal no YouTube da sua empresa, que é onde o público nichado vai buscar conteúdos extras.

Enquanto a sua empresa mostra seus produtos e serviços, deve fazer isso de forma suave, com um conteúdo relevante e/ou engraçado, em um vídeo curto.

Dessa forma, escolha um produto ou serviço para incluir no vídeo, lembre-se o foco principal é o entretenimento e não seu produto ou serviço, ele poderá estar lá, afinal, é para isso que a sua empresa usa o Instagram. Mas o foco deve ser o público.

Então, antes de mais nada entenda sobre o que é a sua empresa, o tema dos vídeos deve ser condizente. Se o seu produto ou serviço trata de algo mais sério, ainda é possível divertir, mas não torne tudo uma piada. Saiba dosar.

Porém, o grande truque é conseguir fazer isso em um vídeo que não passe de 2 minutos para o Reels, e cerca de 50 segundos para os Storys. Então, nada de excesso, o texto do roteiro deve ser curto, relevante e engraçado (no possível).

Dica extra: as fotos não são o foco principal, mas ainda é aconselhável postar fotos no seu feed, sendo um complemento aos vídeos. Afinal, as fotos estão presentes desde sempre. E são nelas, nas suas legendas, que você pode falar mais sobre seus produtos ou serviços e/ou divulgar mais coisas da sua marca.

Conclusão

No texto de hoje, mostrei como as mudanças no aplicativo e na política do Instagram influenciam a sua empresa, caso utilize ele como uma ferramenta de marketing para seu negócio.

Além disso, mostrei quais pontos a sua empresa deve focar para conseguir ter sucesso dentro do Instagram. Para mais textos sobre marketing e empreendedorismo, continue acompanhando o blog da Smart. 

E caso, não esteja se sentindo tão produtivo ultimamente e sente que isso tem te atrapalhado, tenho o artigo certo para você: 

Agradeço a sua leitura e nos vemos em breve!

Categorias
Marketing

Smart Brasília: Essas ações de marketing não podem faltar na estratégia das pequenas e médias empresas

Se você possui uma empresa de médio ou pequeno porte e está com dificuldades no marketing, esse texto é para você! No artigo de hoje vou mostrar algumas ações de marketing que a sua empresa não pode deixar de lado.

Costumo dizer que o marketing é a voz da empresa, pelo fato de ser a partir dele que a maioria das pessoas (clientes e possíveis clientes) criam uma visão sobre a sua empresa. Dessa forma, existem algumas ações de marketing que farão toda a diferença para sua empresa se destacar entre as demais. 

E quando você tem uma empresa pequena ou até mesmo de porte médio, usar de boas estratégias de marketing aumentam as chances do seu negócio crescer.

No texto de hoje, vou mostrar algumas ações de marketing que vão impulsionar a sua empresa a patamares cada vez mais altos. Considere usar todas essas ações de marketing em sua empresa, pois considero que todas são obrigatórias, se você deseja ter sucesso. 

O marketing

Antes de falar sobre as ações de marketing que a sua empresa deve tomar, vou falar um pouco sobre o marketing em si, assim poderá ter entendimento amplo sobre os conceitos que vou te mostrar.

O marketing é uma área de estudo (muitos a consideram como uma arte, e eu me incluo neles) que tem por objetivo: comunicar, criar, atribuir valor para um produto/serviço, entregar e satisfazer as necessidades dos consumidores

Ele tem por objetivo chamar a atenção dos consumidores para a sua marca e com isso, gerar mais vendas e consequentemente, mais lucros para sua empresa.

O marketing também estuda o mercado (principalmente o mercado que sua empresa está inserida) a fim de encontrar pontos relevantes que se sua empresa trabalhar corretamente terá muito mais sucesso junto ao seu público alvo.

Para saber mais sobre o marketing, desde sua origem, objetivos e formas, existe um artigo realmente completo sobre esse assunto aqui no blog, recomendo fortemente que você leia, para ter um entendimento ainda maior.

Ações de marketing que a sua empresa deve tomar

Agora que entendemos um pouco mais sobre o conceito do marketing em si, vou apresentar algumas ações de marketing que a sua empresa de pequeno ou médio porte precisa tomar para conseguir ter maiores resultados junto aos seus clientes e possíveis clientes. Vamos a elas!

Planejamento estratégico

Quando falamos em estratégias de marketing que funcionam, estamos falando de estratégias que surgiram de um planejamento estratégico bem elaborado. Dessa forma, a sua empresa deve sempre definir tudo que planeja fazer, nesse caso, com relação ao marketing, para ter maiores chances de sucesso.

Então, antes mesmo de qualquer ação de marketing externa, a sua empresa deve deixar tudo com os “pingos nos is” na fase de planejamento. Para que as próximas ações, que vou listar, dêem certo, tudo deve começar a partir de um planejamento estratégico bem elaborado.

O marketing é uma área de muito estudo e análise, dessa maneira, tudo deve ser friamente analisado. Embora muito do marketing lide com emoções dos clientes, da hora de planejar é preciso ser realista e metódico a fim de criar um plano perfeito.

Marketing Digital

Sua empresa deve se preocupar muito com o marketing digital, SEMPRE! A internet hoje e nas próximas décadas será cada vez mais forte. Negar isso, é como dizer que à terra é plana ou que a gravidade não existe.

Dessa forma, a sua empresa deve desenvolver cada vez mais formas de marketing digital. Ter uma estratégia de marketing digital bem definida e estruturada, fará toda a diferença para empresas de todos os tamanhos. 

Desenvolva um site realmente diferenciado, não crie algo genérico apenas por criar, muitas vezes isso pode até piorar a imagem da sua empresa. Trabalhe com um blog relevante sobre o entorno dos seus produtos e serviços, isso vai mostrar que a sua empresa não se preocupa só em vender.

Construa uma presença forte nas redes sociais, hoje em dia são tantas. Dessa forma, crie um perfil no Instagram, Facebook e YouTube (se tiver interesse em desenvolver vídeos, podcasts e afins) e em quantas dessas redes achar que sua empresa pode fazer a diferença.

Dica: não esqueça do WhatsApp! Ele é um aplicativo usado por praticamente todo o Brasil e o mundo. Por ser tão amplo e direto, é possível criar uma excelente estratégia de marketing dentro do WhatsApp. No blog existe um texto que ensina a fazer isso. 

Presença em eventos

Entre os principais estão: eventos próprios, patrocínio de eventos de terceiros, exposições e convenções. Através desses exemplos a sua empresa poderá ter uma forte ação de marketing para conquistar cada vez mais espaço no coração dos consumidores.

Quando a sua empresa não é muito conhecida na sua região e proximidades, será nos eventos que a sua empresa terá uma vitrine muito forte para se tornar conhecida e reconhecida.

Estar em um evento vai mostrar que a sua empresa tem o que mostrar e que vale a pena para os comunicadores ao menos conferirem o tipo de trabalho e/ou serviço que a sua empresa desenvolve. 

O marketing visa que as pessoas conheçam a sua marca, e os eventos proporcionam exatamente isso. E não é só no âmbito de eventos para divulgar produtos ou serviços que a sua empresa deve estar. É importante apoiar a sua região, patrocinando eventos de caridade, por exemplo.

Desenvolver o esporte da sua região também é uma ótima vitrine, então apoie, times locais, independente do esporte. Ainda mais no Brasil, onde é tão difícil ver empresas apoiando esportes que não sejam o futebol. Isso vai mostrar o que a sua empresa vê além das outras.

Importante: não estou dizendo para a sua empresa não apoiar o futebol, ele move milhões de pessoas e é o esporte mais famoso do mundo, eu mesmo, adoro futebol. Entretanto, apoie também outras modalidades, é importante e agrega valor e reconhecimento para sua empresa.

Eventos próprios também são muito interessantes, estude a possibilidade de realizar um evento da sua empresa para a sua empresa. Não tem jeito melhor de ser conhecido do que mostrando para os outros do que se trata a sua empresa, fora as parcerias que podem rolar.

Parceria com outras empresas

Quando se tem uma empresa de pequeno/médio porte, será muito interessante buscar parcerias com outras empresas de mesmo ou maior tamanho. Dessa forma, uma poderá ajudar a outra a conquistar mais clientes. 

Crie campanhas de marketing mostrando que a sua empresa e parceiras são as melhores no que fazem, e que ao adquirir produtos ou serviços de ambas, os clientes ficarão muito mais satisfeitos.

As parcerias são importantes, pois mostram que às duas (ou mais) empresas buscam o melhor para seus clientes em diferentes âmbitos. Divulguem promoções, como por exemplo: ao adquirir um produto da empresa X, você terá tantos % de desconto comprando o produto da minha empresa.

Importante: quando falamos de parceria, tem que ser algo que todos ganhem. Então, se você fechar uma parceria, tenha certeza que tanto a sua empresa quanto a outra estão se beneficiando, assim realmente terão uma parceria que tende a durar muito tempo e trazer excelentes resultados para ambos.

Fidelizando seus clientes

Tão importante quanto ter novos clientes, é trabalhar formas de manter e fidelizar os antigos. Então, desenvolva campanhas de marketing para que seus clientes sintam-se valorizados.

Crie planos, dê descontos, estimule eles a continuarem cada vez mais com sua empresa, adquirindo produtos ou serviços. Utilize de todas as ferramentas possíveis para seu cliente se sentir parte da empresa. Como o marketing é a voz da empresa, converse com seus clientes como se fossem seus amigos.

Conclusão

No texto de hoje, mostrei algumas ações de marketing que você deve desenvolver o mais rápido possível dentro da sua empresa. É importante ressaltar que empresas de pequeno ou até médio porte, tem muito a crescer, apenas trabalhando melhor o seu marketing.

Então para que tudo funcione melhor você precisa ter um planejamento estratégico bem estruturado, trabalhar muito o marketing digital, pois a internet é uma forte aliada no sucesso da sua empresa.

Além disso, será muito importante marcar presença em eventos, para que mais pessoas e empresas conheçam sobre seu negócio. Aumentando assim as chances de fechar excelentes parcerias. Essas e outras ações serão muito importantes para chegar em mais clientes e conseguir fidelizá-los.

Para mais artigos relevantes sobre marketing e empreendedorismo, continue acompanhando este blog. Nele você terá acesso a materiais de qualidade para melhorar cada vez mais como um empreendedor.

Agradeço a sua leitura e gostaria de ouvir a sua opinião sobre o artigo, nos comentários. Além disso, compartilhe esse texto em suas redes sociais, para que mais pessoas tenham acesso a esse conteúdo. Nos vemos em breve em mais um artigo.

Categorias
Coworking Marketing

Como o coworking passou a ser essencial no networking da sua empresa?

Você conhece todos os benefícios que um coworking tem a oferecer? No artigo de hoje, vou detalhar cada um deles para o networking.

Networking e coworking são conceitos modernos que trazem resultados incríveis para empresas e profissionais independentes. No texto de hoje vou apresentar mais sobre esses temas e de que forma os dois juntos formam a escolha perfeita entre economia e networking.

Networking e Coworking

Antes de mais nada vamos entender o que significa os dois conceitos.

Networking

Networking, que traduzido livremente do inglês quer dizer rede de contatos, é um conceito usado para definir o ato de ampliar ou criar a sua (e para sua empresa) própria rede de contatos profissionais

O networking vem através de seu relacionamento com empresas e pessoas que podem vir a se tornar clientes, parceiros comerciais e alguns outros benefícios mútuos.

Sendo um método de marketing muito barato, já que pode ser transmitido de um para o outro. Mesmo sendo barato, seus resultados são grandes e empolgantes.

Coworking

Já os coworkings são escritórios compartilhados. Sendo muito utilizados por empresas e profissionais independentes. É uma modalidade bastante moderna, que está sendo cada vez mais usada no Brasil e no Mundo. Suas características mais marcantes são a economia extrema no valor do aluguel e a sua capacidade de gerar networking para seus membros.

A economia vai muito além do aluguel, na parcela mensal do coworking já está incluso: gasto de energia elétrica, consumo de água, IPTU, recepção, manutenção, limpeza, entre outros gastos. O coworking também garante um endereço fiscal e comercial para seu empreendimento, em um endereço diferenciado.

Sendo que os coworkings dispõe de salas reservadas (principalmente utilizadas por empresas) e de salas abertas (principalmente utilizada por profissionais independentes) onde o contato entre as pessoas é mais próximo.

Além de contar com salas de reuniões, espaço para confraternização e cozinha, sendo áreas compartilhadas, que podem ser usadas por todos os seus membros.

Networking dentro do Coworking

Os escritórios compartilhados do coworking são utilizados por inúmeros profissionais e empresas. E é nesse ponto que o networking se destaca. O contato será diário com inúmeros contatos. Sendo uma excelente oportunidade para empresas e colaboradores se beneficiarem desse intercâmbio de ideias e informações.

networking

Através de suas áreas compartilhadas, será possível se apresentar e conhecer muitos contatos relevantes. Empresas trabalham com empresas, estando lado a lado com inúmeras delas, a chance de ter um parceiro, contratar um serviço especializado e fornecer um serviço e/ou produto, são grandes.

Mas a sua característica não vai só pelo fator de serviços e produtos. O conhecimento é um bem inestimável. Através desse contato, você e seus colaboradores poderão ensinar outras pessoas. Da mesma forma que irão aprender com os outros. O conhecimento e experiências de ambos irão criar uma rede de contatos ainda mais forte.

A proximidade entre você e outros empreendedores poderá criar um vínculo forte, sendo que o objetivo não é apenas números, uma networking de qualidade é formado por parceiros e amigos, motivados a ajudar um ao outro. 

Coworkings trazem esse contato direto com as pessoas, e quando falo com pessoas, quero dizer que o contato não é burocrático e com uma marca, você estará olhando no olho de outro profissional, estará vendo seu lado humano e poderá mostrar que você também é mais que uma simples empresa, é uma pessoa de valor que poderá agregar muito fazendo parte da sua rede de contatos.

O diferencial que torna o que coworking essencial para o networking 

Diante do que apresentei fica fácil entender porque o coworking é uma ferramenta importantíssima de networking. Não estou dizendo que o networking só funciona em coworkings, o que estou dizendo é que o coworking traz todas as características essenciais para criar uma networking de extrema qualidade e engajamento.

Quando pensamos no futuro, pensamos em empresas cada vez mais próximas uma das outras, com um intercâmbio de ideias e informações de modo a trazer o melhor para elas e seus clientes. Networking é algo tão buscado porque faz muita diferença. Estar rodeado de bons contatos será o que vai garantir que uma empresa pequena se desenvolva cada vez mais.

O ambiente de coworking será muito motivador para seus colaboradores também, estar lado a lado com profissionais experientes vai trazer novos nortes para eles. Eles vão entender a importância de buscar cada vez mais conhecimento e aplicar isso, na prática.

Se a sua empresa possui um serviço ou produto de extrema qualidade (ou pretende abrir uma empresa com essas diretrizes) e você acredita nela, além de todos os benefícios de localização e economia, os coworkings vão te ajudar a criar uma networking sólida e sua marca será muito bem vista por outras empresas e potenciais clientes.

Assim como você, esses empreendedores que já estão em coworking, sabem dos benefícios desse serviço, e não são profissionais retrógrados, eles buscam o crescimento e ampliação, e com toda certeza buscam melhorar o seu networking. Os objetivos deles estarão alinhados com os seus, o que vai facilitar e muito a troca de ideias. 

Dicas para networking dentro dos coworkings

Vou listar 7 dicas essenciais para fazer networking em um coworking (o blog possui um artigo detalhando melhor cada item, vale muito a leitura)

1. Aproveite todos os espaços que o ambiente de coworking tem a oferecer;

2. Converse com as pessoas presentes;

3. Compartilhe seu conhecimento;

4. Venda seu peixe;

5. Participe de eventos fora do coworking;

6. Seja simpático e educado (gentileza gera gentileza);

7. Crie materiais promocionais para sua empresa.

Conclusão

No artigo de hoje, mostrei a importância de trabalhar em um coworking, para garantir um networking com empresas e profissionais que também buscam essa interação. 

Este blog tem inúmeros outros artigos sobre networking, vou listar alguns aqui, para você ter ainda mais dicas e informações relevantes sobre o tema: 

Nós da Smart Escritórios Inteligentes contamos com coworkings de extrema qualidade, para você fazer um networking de qualidade com excelentes profissionais e empresas diferenciadas no mercado. 

Existem planos que custam menos de R$3,50 ao dia, como é o caso do Plano Smart Fiscal por R$79,90/mês para quem precisa apenas de um endereço. 

Ou o Plano Smart Black que custa R$99,90/mês por TODOS os serviços Smart

Para os dois planos, você pode ganhar dois meses grátis se optar pelo plano anual. 

A Smart conta com seis unidades: 

  • Asa Norte e Asa Sul em Brasília, 
  • Candelária em Natal, 
  • No Shopping Rio Poty em Teresina, 
  • Niterói e Jacarepaguá (Rio de Janeiro),
  • Berrini em São Paulo.

Quer saber mais? Clique aqui!

Para mais artigos sobre coworking, networking e empreendimentos, continue acompanhando nosso blog.

Curtiu o conteúdo? Então compartilhe em suas redes sociais, e nos vemos na próxima!