Categorias
Produtividade

Treinamento de equipe: qual a importância desse processo para pequenas empresas?

No texto de hoje, vou mostrar os principais pontos que mostram o quão importante é o treinamento de equipe nas empresas, principalmente das pequenas.

O treinamento de equipe é algo muito praticado nas grandes empresas, por conta dos seus resultados positivos. A maioria dos pequenos negócios acabam negligenciando essa importante etapa, a fim de gastar menos recursos.

Dessa forma, muitas empresas pequenas acabam ficando sempre estagnadas ou muitas vezes podem acabar fechando. Muito por conta de uma qualidade inferior vinda de seus colaboradores e da empresa enquanto equipe.

Com isso, fica ainda mais nítida a importância de investir em treinamento, para conseguir melhores resultados e ajudar a empresa a crescer cada vez mais, até se tornar um grande negócio muito mais lucrativo para todos.

No artigo de hoje, vou mostrar a importância de pequenas empresas investirem em treinamento de equipe, mostrando que é possível potencializar os seus resultados através de profissionais mais capacitados.

A importância do treinamento de equipe para as pequenas empresas

Nesse texto, vou te mostrar o quanto é importante investir em treinamento de equipe para conseguir ter uma empresas com excelentes colaboradores, dispostos a fazer a empresa desenvolver-se.

Muitos empreendedores têm a ideia errada, que apenas os colaboradores devem investir em sua qualificação, tendo em vista que é um benefício pessoal. Cada um tem o direito de ter a sua opinião, porém sobre isso, acredito que quem pensa assim está completamente errado.

Ter um colaborador bem treinado vai resultar em ganhos para a empresa, e quando esse treinamento é feito com toda a equipe a empresa tem muito a ganhar. Pois, através de colaboradores capacitados a empresa tem o caminho livre para sucesso.

E como prova desse meu pensamento, vou trazer alguns benefícios que destacam ainda mais a importância de pequenas empresas investirem em treinamento de equipe. Confira!

Aumentar a produtividade

O treinamento de equipe é muito importante para promover o aumento da produtividade, tendo em vista que esses treinamentos vão capacitar os colaboradores da maneira correta, tornando-os profissionais mais qualificados e motivados.

Dessa forma, acabam se tornando ativos mais valiosos para a empresa. Com esses treinamentos sendo realizados em equipe, os ganhos serão ainda mais potencializados pelo fato de todos estarem se preparando.

Com esses treinamentos feitos de maneira correta, toda a empresa, principalmente as pequenas, onde toda a melhoria é sentida de maneira significativa, irão perceber nitidamente as melhorias sempre impressas em seus resultados.

A empresa funcionando de forma otimizada, todo o ambiente de trabalho ficará otimizado, garantindo uma produtividade mais acelerada e com resultados mais precisos, com toda equipe trabalhando em sinergia.

Aumento nos níveis de qualidade da empresa

Pequenas empresas se desenvolvem à medida que a qualidade do trabalho aumenta. Com os treinamentos de equipes é possível subir o patamar da qualidade do trabalho a outro nível.

Se no ponto acima, o treinamento traz um aumento da produtividade, é importante ressaltar que o aumento também ficará nítido na qualidade do trabalho. Evidenciando que a empresa preocupa-se com a qualidade das atividades de seus colaboradores.

Com uma equipe composta por profissionais treinados com maior eficiência nos processos, vai subir o nível de qualidade tanto interno quanto externamente, trazendo processos melhorados bem como os produtos ou serviços oferecidos aos consumidores. 

E a qualidade não para por aí, com profissionais bem treinados as relações junto ao público também serão melhor trabalhadas, tendo em vista que o colaborador está totalmente capacitado e treinado para esse tipo de situação, tirando o máximo proveito dela e destacando-se mais ainda no mercado.

Vantagem em relação à concorrência

Pequenas empresas precisam buscar formas de se destacar entre seus concorrentes, para conseguir melhores resultados e conseguir superar seus “rivais”. E muito disso vem da qualidade superior encontrada nos produtos ou serviços oferecidos.

E adivinhe o que novamente vai ajudar pequenas empresas a ter esse algo a mais?  Sim, novamente, posso citar o treinamento de equipe. Sendo muito importante nesse processo, onde a empresa se colocará em lugar melhor que seus concorrentes.

Tendo em vista que o aumento da qualidade e consequentemente maior destaque no mercado, está muito ligado a qualidade da empresa (como já mostrei acima). Então, com a equipe bem capacitada, é natural que a qualidade venha, bem como o destaque frente a concorrência.

Com todo o processo acontecendo a todo o vapor, é possível tirar muito proveito disso, tendo em vista que o ambiente estará propício para garantir preços melhores e um atendimento diferenciado, trazendo resultados que vão destacar a empresa dos concorrentes de mercado.

Aumento na retenção de talentos

Bons colaboradores são raros mesmo nas grandes empresas, por isso eles precisam ser valorizados, e não estou falando apenas de oferecer bons salários, mas sim de criar condições favoráveis para eles se desenvolverem ainda mais.

Uma forma de garantir isso é através também do treinamento de equipe, onde bons profissionais vão se sentir valorizados e verão que a empresa tem como foco não apenas no lucro, mas também o desenvolvimento da empresa e de seus colaboradores.

Uma excelente forma de lidar com jovens colaboradores é investir no desenvolvimento deles. Dessa forma, a empresa vai participar de todo seu desenvolvimento, possibilitando uma carreira para o colaborador.

Com isso, a empresa não terá que oferecer um salário astronômico para um profissional capacitado, tendo em vista que com treinamentos e capacitações o colaborador vai se tornar um excelente profissional, tendo um aumento progressivo em seu salário de acordo com suas habilidades.

Desse modo, o colaborador irá valorizar cada vez mais a empresa e manterá seus talentos no negócio. Ainda mais se a empresa se desenvolver do mesmo modo que seus colaboradores estão se desenvolvendo. 

Estimulação do trabalho em equipe

A sinergia entre os membros de uma equipe é fundamental para o crescimento de qualquer negócio (principalmente em pequenas empresas). Desse modo, o treinamento de equipe irá ajudar não apenas no lado profissional, mas também na relação entre seus membros.

Os treinamentos com toda a equipe, vão ajudar que os colaboradores tenham uma maior integração entre eles, garantindo que o trabalho em equipe seja desenvolvido da melhor maneira de forma gradativa e longeva. 

Importante: esses treinamentos precisam ser de boa qualidade, para que os colaboradores possam absorver tudo da melhor forma, garantindo assim que o trabalho executado posteriormente seja de extrema qualidade.

Os treinamentos ajudam também a conhecer melhor os colaboradores, além de entender de forma clara seus defeitos e qualidades, a fim de utilizá-los na empresa da forma inteligente. Evidenciando que a empresa busca o que eles tem de melhor.

Estabelecimento de metas

Muitos não gostam de trabalhar com elas, mas quando o assunto é a qualidade e sobrevivência da empresa, é preciso trabalhar com metas. Com as metas será possível ter um controle maior e consequentemente conseguir potencializar os resultados.

Com profissionais bem treinados é possível manter a produtividade alta com a qualidade também lá em cima. Dessa maneira, a empresa poderá utilizar metas no andamento das atividades, para conseguir quantificar os rendimentos de uma forma organizada. Facilitando todos os processos.

As metas também são importantes para que os colaboradores busquem dar o seu melhor, mantendo a motivação alta. Com a empresa investindo cada vez mais em treinamentos de equipe, os colaboradores ficarão mais capacitados e poderão superar as metas facilmente.

Com os treinamentos será possível melhorar a relação do colaborador com a empresa, garantindo um funcionário muito mais dispostos a dar o melhor de si (cumprir as suas metas), pois saberá que com o crescimento da empresa, ele também irá colher os frutos desse sucesso.

Conclusão

No artigo de hoje, mostrei a importância das pequenas empresas investirem no treinamento de equipe. Ficando claro, que esses treinamentos vão beneficiar a empresa em várias esferas, além de ajudar a melhorar a relação das empresas com seus colaboradores.

O treinamento será responsável por elevar os níveis de qualidade, bem como na motivação dos colaboradores, sendo evidenciado em todos os aspectos em torno dos processos da empresa. Sendo um investimento totalmente necessário para empresas que querem o melhor para si.

Para mais artigos sobre empreendedorismo, continue acompanhando o blog da Smart. Existem excelentes artigos, que vão ajudar ainda mais seu negócio a se desenvolver, com foco na inteligência na hora de empreender. Dentro desses artigos, vou deixar 3 em destaque para ler assim que esse texto acabar:

Para que mais pessoas saibam da importância do treinamento de equipe, compartilhe esse artigo em suas redes sociais. 

Agradeço a sua leitura e espero que esse texto te ajude de várias formas. Nos vemos em breve.

Categorias
Administração Produtividade

Ainda dá tempo! Dicas infalíveis para cumprir as resoluções de fim de ano e planejar suas metas de 2022

E aí, conseguiu concluir seus planos de 2021? Conseguiu pôr em prática tudo que foi planejado para esse ano? Ainda não? Veja que ainda é possível cumprir as resoluções de fim de ano!

O fim de 2021 se aproxima! Estou escrevendo esse texto no dia 26 de outubro de 2021, faltam pouco mais de 2 meses para acabar o ano. Com esse momento chegando, é mais um ano que está terminando, mais um ciclo que está chegando ao fim.

É comum que no começo de um novo ano, sejam traçados planos e metas para o ano que vem chegando. Porém, ao longo dos dias vai ficando cada vez mais difícil seguir a lista à risca.

Dessa maneira, muitos acabam abandonando ou postergando seus objetivos para um próximo ano (que na maioria das vezes fica só no campo das ideias e nunca é colocado em prática). Porém, hoje convido você a relembrar suas promessas de ano novo (de 2020 para 2021).

Vou te ajudar a cumprir as resoluções de fim de ano que você colocou como meta para você em 2020. É claro que não dá para fazer em pouco mais de 60 dias, tudo o que foi planejado para 12 meses, porém, essas dicas vão te ajudar a fazer o seu melhor no tempo que resta. Siga comigo e descubra!

Metas e planos

Vou dividir as dicas em dois tipos: como cumprir as resoluções de fim de ano e como se planejar corretamente para o ano de 2022 que logo se aproxima. Com isso, essas dicas vão te ajudar a entender o processo e principalmente porque é tão difícil cumprir todas as metas sem desanimar.

Vamos fazer um exercício de “regressão”: tente se lembrar dos seus planos e metas para 2021 que você fez no final de 2020. Agora, perceba o que você conseguiu fazer, o que já está encaminhado e o que ainda não deu início. Guarde essa informação para daqui a pouco.

As metas mais comuns são:

  • Estudar (seja fazendo uma faculdade ou curso de especialização);
  • Praticar exercícios físicos (seja para perder peso, melhorar a qualidade de vida ou por fins estéticos);
  • Aprender um novo idioma;
  • Ler mais;
  • Cuidar da saúde;
  • Adotar uma alimentação mais saudável;
  • Arrumar um emprego melhor;
  • Dar vida a um empreendimento;
  • Férias memoráveis;
  • Guardar dinheiro;
  • Adquirir um bem (seja uma casa ou um carro);
  • Largar alguns vícios (como cigarro e bebidas, por exemplo);
  • Entre centenas de outras metas. 

Fica claro que as principais metas e planos, envolvem formas de melhorarmos como pessoa. São todas excelentes ideias que se bem executadas, certamente, nos deixariam muito melhor.

É bastante comum que todos comecem o ano com tudo, dando partida em todos os planos, porém, ao longo do tempo muitos voltam para os velhos hábitos e/ou acabam por se desmotivarem, abandonando a ideia original e seguindo no máximo uma versão mais light da meta.

Vilões das metas e planejamentos

Quando pensamos em planos e metas para o próximo ano, a maioria acaba criando uma versão idealizada (e por vezes utópica), onde tudo parece bastante simples e facilmente alcançável.

Deste modo, as pessoas acabam não se atentando para a parte negativa que vem de carona. E é justamente ali que os vilões moram:

Falta de tempo: de nada vai adiantar você querer frequentar a academia toda semana, aprender inglês e fazer uma faculdade, se você não tiver o tempo necessário.

Falta de dinheiro: se seu objetivo inclui bens, é preciso que você tenha o dinheiro para conseguir dar seguimento, se não, corre o risco de tudo ficar apenas no “papel”.

Metas irreais: quando você não se baseia na sua realidade para bolar seus planos, você acaba criando planos idealizados, que na teoria são perfeitos, porém, na prática, não são bem assim.

Falta de motivação: esse é o ponto que mais acaba com planejamentos, afinal, se você está desmotivado com suas metas, certamente, você vai achar um jeito de ir largando, até excluir totalmente da sua vida.

Esses quatro itens são os grandes destruidores de planos e metas. Porém, para que você não se frustre e consiga cumprir as resoluções de fim de ano, vou apresentar excelentes dicas. Que certamente, vão finalizar com êxito seu 2021 e deixar o caminho todo pavimentado para 2022.

Dicas infalíveis para cumprir as resoluções de fim de ano 

Lembra do exercício de “regressão”? Então, é hora de você trazer a tona, os planos que você conseguiu concluir, certamente, foram de grande motivação e trouxeram realização para você. Isso vale também para planos que você está seguindo.

Algumas metas podem levar muito mais que um ano, algumas têm a ver com mudar o estilo de vida. Dessa forma, certas metas não devem acabar junto com 2021, mas sim continuar por muitos anos.

Agora, vou falar com quem “pausou” ou desistiu das metas para 2021, vou ajudar você a cumprir as resoluções de fim de ano e criar metas que serão mais fáceis de cumprir em 2022.

Dica para cumprir as resoluções de fim de ano: ainda dá tempo!

Como dito no início, não dá para fazer tudo que planejou para o ano em 2 meses. Porém, esse tempo vai passar de qualquer jeito, não é? Dessa forma, o utilize da melhor forma. Dependendo da meta, é possível dar um bom andamento nela em 2 meses (ou pelo menos deixar bem encaminhado).

Quando falo em cumprir as resoluções de fim de ano, não estou falando para deixar tudo pronto nesse curto tempo, mas sim fazer o máximo nesses 2 meses para facilitar a conclusão dos planos. O mundo não vai acabar no dia 31 de dezembro de 2021.

Mas não falo isso para você deixar tudo para 2022, mas sim para você fazer o máximo no tempo que resta, para entrar no ano novo com tudo encaminhado.

Ter em mente que nunca é cedo ou tarde demais para iniciar seus planos, vai ajudar a usar o tempo que resta em seu favor ao invés de ficar reclamando não ter feito. O tempo não volta, dessa forma não lamente, use o presente para dar vida aos seus planos (mesmo que um pouco atrasados).

Dica: Se suas metas envolvem algo mais simples como ler mais, você pode ler o artigo sobre os melhores livros sobre negócios para ler até o fim do ano, e concluir isso em muito menos do que 60 dias (são apenas 5 livros). 

Dicas infalíveis para as metas de 2022

Agora é hora de seguir algumas dicas infalíveis para que suas metas de 2022 sejam todas cumpridas: 

Seja realista: antes de qualquer afirmação, faça uma análise completa (levando em conta prós e contras) das suas metas, veja se realmente é possível ou se é apenas um “sonho impossível”.

Nesse sentido, ser realista envolve avaliar sua rotina como um todo, entender suas questões financeiras e emocionais e a partir disso verificar a possibilidade de se comprometer com suas novas metas. Porém, isso não é desculpa para não tentar. 

Saia da sua zona de conforto: da mesma forma que ter planos demais vai te atrapalhar, plano de menos também será muito danoso. Tendo em vista, que sempre buscamos estar em uma zona de conforto.

Então é claro, que nossa mente em alguns momentos vai trabalhar contra, porque é muito mais fácil ficar deitado no tempo livre, do que buscar por seus planos em prática.

Imprevistos acontecem: essa é uma dica de ouro, tendo em vista que muitos costumam desistir na primeira dificuldade. Dessa forma, esteja ciente que imprevistos podem acontecer. O importante é não desistir e dar um jeito de voltar para o objetivo o mais rápido possível. 

Então, mesmo que tudo não ocorra conforme o planejado, não há motivo para desistir. Imprevistos acontecem, mas não use como desculpa para desistir. Enfrente-os e lide com eles, você é capaz!

Valorize as pequenas conquistas: metas e planos não são apenas sobre o fim, mas também sobre todo o meio do percurso. Desse modo, aprenda a valorizar cada progresso, com isso você vai se apaixonar pelo processo e ficará com a motivação lá em cima.

Conclusão

No artigo de hoje, mostrei como cumprir as resoluções de fim de ano, e/ou pelo menos, deixar tudo bem encaminhado para o ano novo (dependendo da sua meta inicial). Além de trazer dicas infalíveis para que você acerte no planejamento para 2022.

Importante! Fique atento para os quatro vilões: falta de tempo, falta de dinheiro, metas irreais e falta de motivação. 

Considere as dicas: seja realista, saia da sua zona de conforto, imprevistos acontecem e valorize as suas pequenas conquistas.

Para mais artigos relevantes, continue acompanhando o blog da Smart. Vou deixar dois artigos em destaque para você ler: 

Agradeço a sua leitura e nos vemos em breve.

Categorias
Produtividade

Smart Niterói: Aprenda como identificar os sintomas de estresse no trabalho em sua equipe

Descubra quais são os principais sintomas do estresse no trabalho, e suas consequências na produtividade da equipe.

O estresse é algo muito danoso para qualquer equipe e consequentemente, para toda empresa. Desse modo, quanto antes você (ou o responsável) identificar a causa do estresse no trabalho, seja em sua equipe ou em um colaborador em específico, será mais fácil minimizar os danos.

Pensando nisso, resolvi escrever esse artigo trazendo noções claras de como antever e identificar sintomas que claramente são sinais claros de um alto nível de estresse. Com isso, siga comigo e aprenda como aplicar isso na prática diária do seu negócio.

Trabalho em equipe = Ambiente de estresse?

Até certo ponto, é aceitável dizer que o estresse é algo que faz parte de qualquer empresa. De certo modo, algum nível de estresse já é esperado quando falamos de seres humanos trabalhando (ainda mais no trabalho em equipe).

Afinal, muitas situações dentro de uma empresa são delicadas e com alto grau de importância, o que pode gerar estresse no trabalho. Desse modo, não é sobre esse grau baixo de estresse (intrínseco a praticamente todas as funções) que vou falar hoje.

Mas sim sobre o nível de estresse no trabalho que começa a atrapalhar todo o andamento da empresa. Antes que saia do controle e começar a afetar os resultados da empresa, é importante identificar esse mal, e cortá-lo pela “raiz”

3 principais sintomas de estresse no trabalho

A seguir, vou mostrar os 3 principais sintomas de estresse no trabalho que vão ajudar os empreendedores a identificarem quando os níveis começam a sair do controle. 

Energia baixando

O ideal é que a equipe esteja sempre motivada e com a energia lá em cima. A energia reduzir um pouco é normal, afinal, ninguém consegue estar sempre no seu 100%. O estresse no trabalho poderá ser identificado, sempre que a energia da equipe mostrar claramente que está baixando.

Vale lembrar que o estresse não é apenas o mau-humor ou descontentamento com algo. O estresse vai afetar outros fatores, a pessoa que antes era motivada, vai começar a cansar mais, além é claro, de demonstrar que não está rendendo o seu melhor.

Neste ponto, dependendo do nível de estresse no trabalho vai ser fácil reconhecer, porém, o ideal é nunca deixar que o estresse chegue com força total. Dessa forma, se uma equipe que antes era entusiasmada, começa a ficar desmotivada, já é uma chamada clara para o alerta do estresse no trabalho.

Qualidade do trabalho caindo

Você vai ver que um sintoma vai levando a outro, então é comum que muitos desses sintomas apareçam praticamente ao mesmo tempo. A redução de energia vai começar a afetar a qualidade do trabalho de um colaborador ou de toda a equipe.

Assim como o sintoma acima, é preciso considerar o desempenho da equipe, para verificar se realmente, a qualidade está caindo. Estou falando de bons profissionais que faziam um excelente/bom trabalho e de “uma hora para outra” começam a apresentar pequenas falhas, que só tendem a aumentar.

Alguns erros são comuns, porém se a constância começar a ser acima do aceitável, é mais um forte indício que o estresse no trabalho está influenciando o andamento das atividades.

Nervos à flor da pele

Esse é o ponto mais fácil de identificar, onde já existe todo um estereótipo da pessoa estressada, que é quando os nervos ficam à flor da pele e coisas de menor importância, acabam sendo o estopim de fortes conflitos entre os colaboradores.

Importante: o estresse nem sempre vai partir apenas dos colaboradores, quando falo sobre a equipe, estou incluindo o gestor. Sendo que o empreendedor costuma lidar com o estresse de cuidar do negócio como um todo, ainda mais se for uma empresa de pequeno porte (onde tudo passa por ele).

Dessa forma, se você for o gestor de toda a empresa, faça uma autoanálise sobre como anda os seus níveis de estresse e veja se você não está sendo afetado ou afetando os níveis de estresse de toda a equipe. Tendo em vista, que a equipe costuma ser o reflexo de seu líder.  

No blog da Smart, existe um excelente artigo para os empreendedores que buscam técnicas para aliviar o estresse em sua rotina empreendedora. Com essas dicas ficará muito mais fácil ser um chefe “zen”. 

Dentro de uma equipe, temos pessoas com diferentes características, dessa forma, o comportamento das pessoas com ou sem estresse é bastante diferente, variando de pessoa para pessoa.

Pessoas que são naturalmente mais explosivas, certamente, vão responder de maneira bem mais aflorada que pessoas que são naturalmente calmas. Com isso, sempre fique de olho em mudanças repentinas que fujam do perfil dos colaboradores.

Fique de olho no “termômetro emocional” dos colaboradores, para que qualquer sinal de um comportamento nervoso, possa ser notado e evitado. Porque dependendo do nível de estresse de alguns membros da equipe, uma simples discussão poderá se tornar uma agressão verbal e até mesmo física. 

Esse tipo de avaliação precisa ser individual, tendo em vista que (como disse acima) os colaboradores são diferentes entre si. Somente de forma individual será possível ter uma visão clara de quem está sendo mais afetado pelo estresse.

Como evitar/diminuir o estresse no trabalho?

Agora, que já mostrei as 3 principais características na hora de identificar sintomas de estresse no ambiente de trabalho, é hora de dar algumas dicas de como evitar que o ele se torne danoso para todos.

Cuidado com a organização

A organização da empresa é uma excelente forma de evitar o estresse. Quando o ambiente está organizado, as tarefas estão bem distribuídas sem excesso de trabalho para ninguém, as chances do ambiente estar saudável e livre de altos níveis de estresse são bastante altas.

A organização, vai desde um ambiente limpo, com espaço para todos, até na organização das atividades. Um ambiente desorganizado se torna caótico e faz com que as atividades não sigam no fluxo correto.

Além disso, corre o risco das atividades chegarem com atraso, o que vai causar bastante estresse para quem vai executar a atividade com menos tempo.

Respeite o descanso da equipe

Evitando longos períodos de horas extras e respeitando as férias dos colaboradores, a empresa vai contar com colaboradores muito mais motivados e psicologicamente saudáveis.

A sobrecarga de trabalho é uma das principais causas de estresse emocional, porque sem o descanso necessário as atividades cerebrais começam a ficar defasadas, causando um ambiente favorável para que o estresse tome conta.

É claro, que em alguns momentos é possível que o contingente de trabalho se torne elevado, e isso é normal. Porém, tornar isso um hábito é totalmente danoso. É muito diferente uma semana com mais trabalho, de meses e meses de sobrecarga.

Converse com todos os membros da equipe para melhor entendê-los

O gestor deve manter contato diário com seus colaboradores e equipe (ainda mais se a equipe for pequena e ficar no mesmo ambiente que o gestor). Dessa forma, será possível identificar mais facilmente alterações no comportamento, além de mostrar que o gestor está preocupado com o bem-estar de todos.

Um psicólogo também é muito bem-vindo, porque assim a empresa terá um profissional capacitado cuidando do bem-estar psicológico dos colaboradores. Porém, empresas menores não consumam ter a verba necessária para contratar um psicólogo.

Com isso, o gestor precisa desempenhar esse papel da melhor forma. Características importantes do gestor são: empatia e resiliência, para assim poder fazer uma análise humana e digna.

Entender o colaborador é fundamental para saber como lidar com ele em diferentes situações. Quando o gestor conhece bem seus colaboradores, ele é capaz de fazer uma análise muito mais realista sobre como o estresse está ou não afetando o desempenho do mesmo.

Além dessa conversa individual, reuniões com toda a equipe vão ajudar a ter uma base mais ampla sobre como está o andamento dos colaboradores enquanto equipe. Assim o gestor vai conhecer muito melhor (e de forma ampla) o comportamento de seus colaboradores.

Conclusão

No artigo de hoje, falei sobre os principais sintomas para identificar o estresse no trabalho. Além disso, apresentei algumas dicas excelentes para evitar que o estresse dos colaboradores saia do controle.

Para mais artigos sobre comportamento e negócios, continue lendo os artigos do blog da Smart. 

Para quem está com dificuldades em escolher entre empreendedor ou fazer uma faculdade, temos o artigo certo, onde você poderá fazer um teste e descobrir qual caminho escolher para o seu sucesso.    

Também temos um artigo que fala sobre como a meditação ajudará a melhorar diversos aspectos da sua vida pessoal e profissional, além de mostra que é possível fazer meditação mesmo se você não tiver tempo

Se gostou do artigo, não deixe de compartilhar em seus grupos do WhatsApp. 

Agradeço a sua leitura e nos vemos novamente em mais um artigo!

Categorias
Produtividade

Smart Rio: 5 dicas de saúde e bem-estar para turbinar sua produtividade

Procurando dicas para ter mais saúde e bem-estar (e com isso ser mais produtivo)? No texto de hoje, vou apresentar 5 dicas que vão te ajudar a alcançar esse objetivo. 

Saúde e bem-estar, são dois fatores que nos tornam muito mais produtivos. Estamos acostumados a dizer que temos preguiça para fazer algumas coisas, mas será que realmente é preguiça ou o nosso corpo e a nossa mente estão cansados?

Quando não seguimos boas práticas, para cuidar da saúde e buscar uma qualidade de vida melhor, certamente, estamos influenciando negativamente em nossa produtividade.

E não é só durante o trabalho, ser produtivo é ter qualidade e vida fora da empresa, para conseguir ter uma vida mais ativa e feliz. Se ficarmos o dia inteiro cansados, não vamos aproveitar o nosso dia. Vamos ficar no modo “zumbi”, apenas.

Então, para não ser um “zumbi”, você deve buscar formas de melhorar a sua saúde e o bem-estar. No artigo de hoje, separei algumas dicas, que certamente te ajudarão a ter mais saúde, qualidade de vida e ser alguém muito mais produtivo (dentro e fora do seu trabalho).

Pilares para turbinar a sua saúde e bem-estar

Ao longo do texto, vou mostrar diferentes dicas, que juntas vão te tornar alguém muito mais ativo e saudável. As dicas a seguir são baseadas em 5 pilares que considero os mais importantes para quem busca uma vida mais equilibrada e com qualidade. Que são eles:

  • O sono;
  • A alimentação;
  • O seu trabalho;
  • O lazer;
  • E as atividades físicas.

Juntando o equilíbrio entre esses cinco fatores, você certamente terá muito mais saúde e qualidade de vida (bem-estar). De forma mais detalhada, vou apresentar dicas sobre esses cinco pilares fundamentais da saúde e bem-estar, com foco na produtividade.

Dicas de saúde e bem-estar: foco na produtividade

Sem mais delongas, vamos para as dicas!

1. Tenha uma rotina de sono

Quando falamos de saúde e bem-estar para nos tornarmos mais produtivos, devemos começar pelo sono. Afinal, é durante o sono que recuperamos nosso corpo e nossa mente.

Com isso, busque dormir entre 7 a 9 horas por dia (alguns indivíduos precisam de mais horas de sono que outros, mesmo que tenham praticamente a mesma rotina) e sempre no mesmo horário.

Dessa forma, seu cérebro vai entender que esse é o horário de dormir e vai te induzindo cada vez mais a dormir nessa janela de tempo. Quando criamos uma rotina de sono, chegamos mais rápido ao sono profundo e liberamos os hormônios certos para nossa total recuperação.

Se a sua rotina for muito puxada, o sono será ainda mais fundamental, porque o estresse causado por uma rotina desgastante aliado à falta de descanso vai te tornar muito mais estressado. O que vai afetar totalmente a sua produtividade, além é claro que prejudica a sua saúde como um todo.

No começo a adaptação da rotina de sono, ainda mais se sua antiga rotina estava toda desregulada, poderá ser um pouco difícil, porém, se insistir nela e conseguir regular seu relógio biológico, os ganhos de saúde e bem-estar serão elevados, te tornando muito mais produtivo durante o período acordado.

Importante: Evite o celular logo antes de dormir

Para conseguir ter um sono de qualidade, especialistas indicam dormir em um local o mais escuro possível. Dessa forma, é aconselhável evitar ambientes muito claros pouco antes da hora de dormir. Porque associamos a luz, com o dia, ao momento de ficarmos ativos.

É costume de muitos ficar no celular até praticamente pegar no sono. Dessa maneira, a luz emitida pelo aparelho vai servir como uma válvula de escape para você ficar mais tempo acordado.

A partir disso, é recomendado deixar o celular de lado e evitar outros dispositivos, como TV e computador, cerca de 30 minutos antes de dormir. Com isso, o sono será induzido muito mais rápido e você vai conseguir descansar bem mais.

Afinal, quem nunca ficou no celular ou vendo filmes e quando viu já era madrugada? Certas atividades costumam causar esse efeito de não ver a hora passar. Celular é um dos campeões nesse quesito, fortemente influenciado pelas redes sociais, com conteúdo praticamente infinito.

Ajude-se a dormir: beba chás, eles ajudam muito a pegar no sono. 

Os chás são usados há milênios como remédios naturais para o corpo e a mente. Muitas culturas ainda hoje utilizam muitos chás para diferentes objetivos. Algumas ervas e folhas tem o poder de nos fazer relaxar e nos induzir mais rápido ao sono.

Valeriana é um excelente exemplo, bem como a Camomila e o Maracujá, porque tem um forte poder relaxante. Dessa maneira, experimente tomar um bom chá sem açúcar antes de deitar.

Importante: evite bebidas com cafeína (estimula seu corpo a ficar ativo) antes de dormir. E diferente do que muitos pensam, não é só o café que possui cafeína, alguns chás, como o chá-verde, por exemplo, e refrigerantes, sabor cola, costumam ter alta concentração de cafeína.

2. Cuide da sua dieta

Saúde e bem-estar, estão diretamente ligados a como nos alimentamos. Dessa forma, somos um reflexo do que comemos. Então, para sermos mais saudáveis e produtivos, é preciso ter uma alimentação saudável e balanceada.

Se você sempre se sente mal após comer e fica se sentindo sempre cheio, reveja seus hábitos. Alimentos como lanches, pizzas e doces, são muito gostosos, porém, por trás de todo esse sabor temos verdadeiros venenos.

Opte por comer saudável (se possível, procure um nutricionista), porque além de consumir alimentos que te deixarão mais saudável, você vai se sentir muito mais leve para viver. É claro, que comer besteiras de vez em quando não faz mal para ninguém, apenas não torne um hábito.

3. Trabalhe com algo que te motive

É claro, que nem sempre podemos escolher com o que vamos trabalhar, mas vale muito a pena tentar. Dessa forma, você vai buscar a sua saúde e bem-estar, justamente por estar motivado a ser alguém melhor.

Estude e especialize-se em um ramo que combina com você, com isso, você não verá a sua rotina como um castigo, mas sim como algo que você escolheu para si, porque te motiva.

Trabalhar com o que não gosta é o principal motivo de frustração na vida das pessoas. Para não ser mais alguém frustrado com seu trabalho, procure um emprego que combine contigo (mesmo que signifique ganhar um pouco a menos).

4. Divirta-se!

O trabalho é um fator muito importante nas nossas vidas, porém, ele não pode ser tudo. Não se resuma ao seu emprego. Tenha uma vida fora dele!

Busque formas de lazer, divirta-se em seu horário de folga, busque um hobbie novo, tenha uma vida social, tenha amigos com quem conversar, valorize a sua família. 

Essas são práticas que trazem mais longevidade e qualidade de vida para qualquer pessoa. Quando falamos de saúde e bem-estar, estamos falando sobre buscar cada vez mais a felicidade e não ficar a vida inteira atrás de uma mesa fazendo relatórios.

5. Pratique atividades físicas

As atividades físicas têm alto poder de impacto em nossas vidas. Pessoas ativas são muito mais motivadas e saudáveis. E não estou falando apenas de ir até uma academia (ainda mais se você não gosta desse tipo de ambiente).

Existem centenas de esportes, todos eles são excelentes para quem procura melhorar a qualidade de vida. Então, seja jogando futebol, vôlei, basquete, correndo na rua ou em uma sala de musculação, encontre um esporte que combine com você e aposte nele.

A atividade física garante uma vida muito mais completa. Quando ficamos parados sem fazer nada, o nosso corpo entende que assim está bom, porque ele está descansando e se alimentando. Para nosso corpo, sermos sedentários é um alívio, porém terá um alto custo para a saúde.

Por isso, desafia-se a ser alguém melhor, dessa forma, seu corpo vai entender que ele precisa ser mais ativo, para poder dar conta de toda a energia que você demanda. As atividades físicas vão reforçar ainda mais as outras dicas, atuando com sinergia e trazendo muitos benefícios para você. 

Conclusão

No artigo de hoje, apresentei diversas dicas importantes para quem busca saúde e bem-estar. Todas essas dicas fazem parte dos cinco pilares da qualidade de vida:

  • O sono: tenha uma rotina de sono;
  • A alimentação: tenha uma alimentação saudável;
  • O seu trabalho: busque um trabalho que te motive;
  • O lazer: aproveite a vida fora do seu trabalho, a vida não é só isso;
  • E as atividades físicas: seja mais saudável e feliz com os exercícios físicos.

Para mais dicas de saúde e bem-estar (além de dicas de empreendedorismo), continue acompanhando o blog da Smart. Vou listar três textos que tem tudo a ver com o artigo de hoje:

Compartilhe esse texto nas suas redes sociais, para ajudar mais pessoas a serem mais saudáveis e terem mais qualidade de vida. 

Me despeço agora, mas logo nos vemos, em um outro artigo. 

Categorias
Empreendedorismo Produtividade

Smart São Paulo: Consistência: essa é a palavra que define as pessoas bem-sucedidas

Siga o exemplo de pessoas bem-sucedidas e seja consistente! No texto de hoje, falarei sobre consistência e como ela vai te ajudar a ter sucesso.

Existem muitas pessoas bem-sucedidas e existem bilhões de pessoas que não conseguiram alcançar o sucesso. Por mais que muitos tentem criar uma receita para o sucesso, é impossível dizer com 100% de certeza, como alguém faz para “chegar lá”.

Então, não se preocupe, porque não vou tentar te passar isso hoje. Mas sim, usar um fator que está presente em muitas dessas pessoas bem sucedidas para te ajudar a entender o principal ponto de suas trajetórias: a consistência

Assim, você vai entender como ser consistente, o que vai te ajudar muito na hora de correr atrás dos seus objetivos, seja ele profissional ou pessoal. A consistência é um fator que te garante ficar alguns passos a frente dos outros.

Consistência: a palavra do dia

Podemos definir consistência como a habilidade de ser consistente, sendo aplicada em muitos âmbitos. No texto de hoje, vou focar no sentido de objetivos pessoais e profissionais, para facilitar o tema e torná-lo mais simples de entender.

Nesse sentido, podemos definir consistência como a habilidade pessoal de permanecer continuamente em atividades que vão em prol do seu objetivo de forma a tornar o processo todo uma forma de alcançar um resultado final.

Vou dar o exemplo de um atleta de levantamento de peso: ele em seu treinamento busca formas de cada vez mais conseguir levantar peso. Para conseguir progredir ele precisa ser consistente em diversos âmbitos.

Ele precisa ser consistente nos seus treinos, treinando diariamente, na intensidade necessária. Ele também terá que ser consistente na sua dieta para conseguir mais músculos e com isso ter um aumento de força. E por fim, terá que descansar de forma correta, para que seu corpo suporte essa rotina e os músculos se desenvolvam.

Podemos pensar também em um empreendedor: ele começou de baixo, mas sempre trabalhou e estudou, mantendo uma grande consistência em sua rotina. Ele nunca desistiu e por mais difícil que fosse sempre ficou consistente com seus objetivos, buscando formas de “chegar lá”.

Depois de alguns anos, ele conseguiu abrir seu próprio negócio, no começo era uma empresa pequena, com a consistência, ele continuou se profissionalizando e aplicando em seu negócio, que logo foi crescendo até se tornar um verdadeiro sucesso.

Nos dois exemplos, mostrei como a consistência é fundamental para alcançar os objetivos. Justamente para entender, que se você deseja estar entre as pessoas bem-sucedidas, você precisa buscar ser consistente em seus objetivos.

Um outro excelente exemplo, é a história de vida de Rick Chester, um brasileiro que vendia água na praia e se tornou em grande sucesso e um palestrante bastante requisitado. E dentro das suas 5 leis, ele atribuiu uma delas a ser persistente/consistente. Já falei sobre isso em um artigo sobre suas leis, vale a pena a leitura!

Problemas em se manter consistente

Ao mesmo tempo que nosso corpo e mente gostam de seguir padrões, com o tempo nossa mente tende a buscar coisas novas. E quando falamos em consistência, precisamos manter algo a longo prazo.

Consistência (nesse sentido) nada mais é do que criar uma rotina e segui-la à risca. Isso na teoria é bastante simples, mas é na prática que a maioria peca, deixando a consistência totalmente de lado.

Quando desistimos de algo no meio do caminho, nós estamos deixando para trás todo tempo (e possivelmente, dinheiro) investido nesse projeto. E é aqui que as pessoas bem-sucedidas separam-se das pessoas medíocres (medíocre significa estar na média, não é uma ofensa é onde a maioria está).

Potencial é algo que praticamente todos nós temos para algo. Mas é como lidamos com ele e nos tornamos consistentes que será possível converter esse potencial em resultados.

Porém, muitos de nós tem uma grande dificuldade em focar em algo e correr atrás disso, seja por se tornar monótono e repetitivo ou por simplesmente ter novos objetivos. 

Importante: não é porque você dedicou alguns anos da sua vida a algo, que você não pode tentar algo novo. Mesmo as pessoas bem-sucedidas, em vários momentos tiveram que começar do zero. Errar é completamente normal, por isso será melhor focar e perseguir algo novo do que ficar preso ao fracasso.

Dessa maneira, é preciso encontrar algo que realmente te motive e seja seu grande sonho. Assim será muito mais fácil driblar a sua mente e não se auto sabotar. No próximo tópico vou te mostrar alguns passos que podem te ajudar nesse processo.

Como ser mais consistente? 7 passos

Agora, vou te apresentar 7 passos que considero fundamentais para ser mais consistente. Vamos a eles!

Primeiro passo: defina um objetivo

Pode parecer óbvio, mas muitos acabam errando justamente por não definir o que realmente querem e acabam focando em vários caminhos. Porém, dessa forma não será possível ter o máximo de consistência. Para conseguir ser consistente, você deve definir onde focará as suas forças.

Quando falamos de ser bem-sucedido em algo, será preciso focar nisso. Dá para ser bom em algumas áreas, mas será que realmente é possível ser bem-sucedido em tudo? Dessa forma, tenha em mente um objetivo claro.

Se ainda não tem um objetivo, busque algo que faça realmente sentido e seja bom para você. Para garantir a longo prazo, será preciso realmente encontrar algo que combine com seu perfil. 

Segundo passo: alinhar suas ações em prol do objetivo maior

Com o objetivo definido será muito mais fácil traçar metas e objetivos diários para ficar consistente com o objetivo principal. Com isso, você irá potencializar os seus resultados.

Dessa maneira, você deve criar paralelos entre o que você faz e seu objetivo. A consistência nada mais é do que tomar ações sempre em busca de te deixar mais próximo do seu objetivo.

A grande reflexão desse passo, é se você está realmente disposto a fazer o necessário. Se você ficar parado e só de “vez em quando” buscar seus objetivos, você ficará para trás. O que nos leva para o próximo passo.

Terceiro passo: foque no processo

Por mais que seja ótimo ter um objetivo traçado, de nada adiantará se apenas olhar para o futuro. Dessa forma, o objetivo ficará sendo algo até certo ponto fantasioso. O segredo está no processo que vai te levar para o sucesso.

Aprenda a gostar do processo, dessa maneira, a consistência se tornará parte dele. A consistência são os “tijolinhos” que dia após dia vão fazendo o “muro” crescer. Não tem como fazer o muro, sem passar pelo processo de colocar um de cada vez. 

Não tem como chegar ao seu objetivo sem passar pelo processo. Quanto antes entender isso, será mais fácil ser consistente na sua jornada. Afinal, será ele que te levará até onde você almeja chegar.

Quarto passo: erros acontecem durante o processo

É claro que ninguém gosta de errar, e isso não deve ser um hábito, mas não tem como acertar sempre, por mais perfeccionista que você seja. E são às vezes os pequenos erros, que vão te fazer sair do foco e deixar de ser consistente com o seu objetivo.

Muitas pessoas estão indo muito bem rumo aos seus objetivos, trabalhando focado e motivado, porém um erro ocorre e acaba abalando a estrutura dela.

Ser consistente não significa ser perfeito e não errar, mas sim buscar sempre ser melhor. Com isso, não deixe que um erro estrague tudo o que já construiu. Para ser bem-sucedido é preciso ter consistência faça “chuva” ou faça “sol”.

Enquanto os outros passos te mostram como ser consistente, este te mostra que mesmo pessoas bem-sucedidas podem e vão cometer erros. Para chegar ao sucesso, será preciso aprender com seus erros e usar eles em vantagem própria para não voltar a errar no futuro.

Conclusão

No artigo de hoje, mostrei a importância de ser consistente, além de passos importantes que podem te ajudar a ser mais consistente. Para concluir é preciso que você saia do texto com uma certeza sobre as pessoas bem-sucedidas e a consistência.

A de que essas pessoas bem-sucedidas, são pessoas normais que usaram da consistência e persistência para chegar em seus objetivos. Eles foram firmes em seus sonhos e dessa forma, conseguiram chegar onde queriam. 

Seguindo o que mostrei no texto você também poderá se tornar uma delas.

Com isso, vai poder conquistar o sucesso que tanto almeja, independente de qual área você desejar atuar. A consistência, certamente, vai ser o diferencial entre os melhores e os comuns, por isso use ela a seu favor e não caia em armadilhas da sua própria mente.

Para mais artigos sobre empreendedorismo e temas ligados, continue acompanhando o blog da Smart. Vou deixar dois artigos sobre sucesso que vão complementar sua leitura: 

Não esqueça de compartilhar esse artigo em suas redes sociais, para que mais pessoas aprendam que a consistência é uma das chaves para o sucesso. 

Agradeço a sua leitura e nos vemos em breve!

Categorias
Empreendedorismo Produtividade

O que o Banco Imobiliário pode te ensinar sobre negócios?

Banco imobiliário é um dos jogos de tabuleiro mais jogados e conhecidos no mundo todo. Nele, você simula o mundo dos negócios, e é justamente sobre isso que falarei nesse artigo.

Além de muito divertido, você vai descobrir que esse famoso jogo pode ser muito mais que uma simples diversão com sua família e amigos. Pelo seu jeito de jogar, você vai aprender muito sobre ser um empreendedor.

Caso seja um jogador assíduo ou só tenha ouvido falar, vamos te mostrar algumas lições que o Banco Imobiliário te ensina que pode e deve ser usado na forma que você gere seu empreendimento.

O jogo te transforma em um empresário, dessa forma, mesmo que de “mentirinha”, você vai ter que atuar como um verdadeiro empreendedor, se você quiser vencer. Mas não vou me alongar mais, siga comigo nesse texto e descubra tudo que esse jogo pode te ensinar!

Lições que o banco Imobiliário traz para a vida real (para empreender)

Imagine se divertir, com um jogo que ganhou o coração de muitos. Eu mesmo ainda guardo com carinho a minha caixa já velha com o Banco Imobiliário. Mas nem só de carinho e boas lembranças eu me recordo do jogo. Nele aprendi algumas lições que levei comigo e fazem parte do meu jeito de empreender.

Assuma riscos para vencer

Banco Imobiliário

Assumir risco é algo que funciona muito bem no jogo e na vida real. Afinal, você vai precisar adquirir propriedades no início do jogo, que muitas vezes você não escolheria, para ter como render no jogo. Se você ficar parado e não agir, vai perder no jogo e nos negócios.

No jogo você terá alguns concorrentes, essa é a graça de um jogo, ter alguém para competir. Dessa forma, você vai precisar trabalhar a sua estratégia para conseguir superá-los. Na vida real, é praticamente a mesma coisa, se você não tentar nada novo, você será apenas mais um.

Apostas fazem a roda dos negócios andar, no banco imobiliário você deve agir primeiro, mesmo que isso te coloque em risco. Para vencer você vai precisar assumir riscos altos.

É claro que em alguns momentos você terá que ter uma postura um pouco mais passiva. Mas não deixe que isso afete seu ímpeto ofensivo. Sempre que tiver que se “segurar” um pouco, garanta que no próximo passo irá com tudo.

Tome conta de vários negócios e consiga “esmagar” seus adversários. Não seja sempre passivo, jogue o dado e busque sempre a vitória. Essa lição do jogo é tão importante, que para ganhar você precisa se arriscar e aprender como tudo funciona. Sempre se antecipando, quando for possível.

Negociar é preciso

No Banco Imobiliário, você também vai precisar negociar, não apenas adquirir propriedades e jogar o dado. E é aqui, que fica igual ao mundo do empreendedorismo. 

É na negociação que você trabalha a sua persuasão e obtêm, ou não, vantagem contra os demais. Assim como no jogo, na vida real você vai precisar adquirir “propriedades” que julga importantes, para colher os frutos depois. 

O jogo tem uma dose alta de adrenalina, justamente quando você entra no personagem e trabalha sua habilidade de negociar e muitas vezes terá que blefar e fazer com que os outros vejam o que você quer que eles vejam.

Ser um bom negociador no jogo e na vida real, vai te tornar um grande empreendedor. Negócios envolvem pessoas, pessoas envolvem reuniões e negociações complicadas, se destacar nisso, vai te deixar várias “casas” na frente.

Diversifique as suas receitas

No jogo, você terá as suas propriedades e elas irão te gerar rendimentos. Mas depender apenas de uma boa carta, será um erro tremendo. Na terceira lição, aprenda com o jogo a diversificar as suas fontes de receitas.

Crises estão indo e vindo, posso afirmar que momentos de dificuldade fazem parte de qualquer negócio. Dessa forma, não seja dependente de uma única fonte de gerar receitas.

Desde poucos clientes, até uma quantidade limitada de produtos e serviços. Quando se trabalha com pouco você tem menos cartas na mesa. Sem ter para onde correr a derrota virá.

Para se livrar disso, crie um negócio conciso que te dê segurança e autonomia na forma que lida com seu empreendimento. E isso, não vale apenas para o Banco Imobiliário ou para sua empresa, ter várias rendas ativas, fará toda diferença para pessoas físicas também. 

Com isso, mesmo que uma parte esteja “condenada”, você terá uma série de outras formas de reagir. Sabemos que nem sempre é fácil, quase nunca é, por isso, se você quer se destaca você deve sempre diversificar e conhecer diferentes áreas que poderá atuar a lucrar.

Para conseguir ter mais receitas, muitas vezes você terá que se reinventar, para sempre conseguir estar na frente dos demais, dessa forma você não espera algo para inovar, você inova e sempre se reinventa. Com isso, não espere até que algo ruim aconteça para inovar.

Reserva financeira

Um dos pontos mais sérios dentro de uma empresa deve ser a Gestão Financeira (não sabe como fazer? Temos um excelente artigo sobre isso). Nos pontos anteriores, o jogo te ensina a ser ofensivo e a diversificar nos seus ganhos. Mas ter uma reserva financeira é a lição da vez.

Uma reserva financeira, será fundamental para ir bem no jogo. Afinal, nunca dependa da sorte. Sorte é um jogo que você joga vendado, não dependa dela para nada. Se ela vier, que bom, se não, faça uma boa gestão.

A reserva financeira é a prevenção de qualquer negócio, com ela você terá uma sobrevida em momentos de crise e estará pronto para bater de frente com as dificuldades que possam se apresentar. 

No jogo e na vida, a sua reserva financeira serão “vidas” extras que você terá para conseguir vencer. Ser um empreendedor vencedor não é “vencer” sempre, é conseguir sair por cima mesmo em “derrotas”.

Conclusão

No artigo de hoje, te mostrei as principais lições que você vai aprender jogando Banco Imobiliário e de que forma isso irá refletir positivamente na forma que você empreende.

Se você busca mais lições importantes sobre empreendedorismo, não deixe de ler todos os artigos no nosso blog. O conteúdo é riquíssimo e também vai te trazer excelentes exemplos do que fazer e acima de tudo, porque você deverá fazer.

Para você que é fã de leitura, temos um excelente artigo sobre livros que falam de negócios, que você deve ler até o fim do ano. Desafie-se e aprenda ainda mais sobre empreendedorismo.

Compartilhe esse artigo com seus amigos, para que eles também aprendam tudo que o Banco Imobiliário pode ensinar. Agradeço a leitura e nos vemos em breve.

Categorias
Produtividade

Como fazer meditação (mesmo não tendo tempo para meditar)

A meditação pode ser uma forte aliada para quem busca aumentar a sua produtividade (entre outros benefícios que vou listar). No texto de hoje, vou te explicar os benefícios e como fazer meditação. Fique comigo e descubra!

A rotina em um empreendimento pode ser muito estressante e desgastante, porém existem técnicas excelentes para aliviar a tensão, entre elas destaca-se a meditação. Além disso, a meditação vai te ajudar a aumentar a produtividade.

Então, se você busca aprender como fazer meditação e ter todos os seus benefícios, principalmente no ambiente de trabalho, você veio ao artigo certo. Hoje vou te ensinar muita coisa sobre meditação e porque você deve começar a fazer (imediatamente).

E você acha que não tem tempo para meditar, vou te provar que é possível meditar e ter todos seus benefícios com apenas alguns minutos do seu dia. Depois do texto de hoje, não vai ter mais desculpas para não meditar.

De que forma a meditação vai te ajudar?

As formas que a meditação pode te ajudar, são tantas que teria que ficar vários dias falando sobre isso. O que posso te garantir é que a meditação é uma forte aliada para sua vida pessoal e profissional.

O foco do texto vai ser te mostrar todos os benefícios que meditar vai trazer para você no ambiente de trabalho, mas é claro que tudo também poderá ser aplicado na sua vida pessoal. 

Ressaltei o estresse e a falta de produtividade na introdução, porque são dois fatores que prejudicam e ocorrem muito dentro do ambiente de trabalho. Dessa forma, a meditação vai ajudar você e os seus colaboradores, caso você seja um empreendedor.

E já que falei sobre empreender, você vai descobrir que a meditação irá aflorar ainda mais características que estão presentes em praticamente todos os empreendedores de sucesso

+Falando em sucesso, veja também: qual era o segredo de Steve Jobs (fundador da Apple)!

Vou listar uma série de fatores que vão melhorar em você, incluindo a meditação na sua vida. E para fazer jus ao título, vou te ensinar como fazer meditação na prática (e em poucos minutos).

Aumento do foco e da concentração

Quando você está focado, você consegue encontrar sempre o melhor caminho para dada circunstância. Da mesma forma, quando você se concentra você vê com mais clareza, o que precisa ser notado.

Esses são os fatores que resolvi abrir a lista, porque são características que farão total diferença na forma que você irá desempenhar suas funções no ambiente de trabalho. 

A falta de produtividade é ocasionada e muito, pela falta de foco e concentração, dessa forma, com a meditação você vai recuperar seu foco e concentração para poder render mais e fazer tudo da melhor forma, estando totalmente imerso na atividade que está desempenhando.

Redução do estresse

O estresse é muito prejudicial, não apenas para seu desempenho como para a sua saúde. Quando você é dominado pelo estresse, você acaba se tornando alguém que não gostaria de ser. Mas não se preocupe, a meditação tem forte impacto (positivo) sobre o estresse.

Quando você medita você estimula regiões do seu cérebro que bloqueiam respostas de medo, raiva e ansiedade. Dessa maneira, mesmo que o ambiente de trabalho esteja pesado, você não vai responder de uma forma que irá se arrepender minutos depois.

A meditação não vai resolver os problemas da sua empresa, porém vai te ajudar a ter equilíbrio emocional e na hora de lidar com os problemas e estresses do dia a dia (na sua empresa e/ou na vida). Com a paz interior equilibrada, você será muito mais racional e consciente de suas escolhas.

Memória e criatividade

A meditação te coloca em transe para você se desligar “desse” mundo e encontrar o equilíbrio. Partindo disso, quando a sua mente consegue se desligar do que a está prejudicando, você ficará livre para ter memória e criatividade maiores.

A meditação vai tirar (aos poucos) as travas da sua mente. Dessa forma, você será muito mais criativo e terá uma memória muito melhor trabalhada. Dentro da sua função, essas duas características certamente farão toda a diferença no seu desempenho. 

Aumenta a produtividade

Quando você conseguir reunir todas as características acima e muitas outras que a meditação vai te ajudar a encontrar, você estará pronto para dar um passo importante no aumento da sua produtividade.

Você será muito mais resiliente, criativo e motivado para desempenhar a sua função, se for uma função de liderança, você certamente será um líder muito mais produtivo.

A produtividade está ligada a forma que você encara o seu emprego ou empresa, quando você se sente produtivo, você vai conseguir ir muito além. Com a meditação, você poderá ter até mais que o dobro da sua produtividade atual. Dá para imaginar que incrível será isso, na prática?

Como fazer meditação

Veja como é simples fazer uma meditação:

  • Encontre um horário ideal para conseguir relaxar e ficar longe das distrações;
  • O local também precisa ser confortável, para  conseguir o relaxamento total; 
  • Esteja certo que está vestido de forma confortável; 
  • Comece fechando os olhos e respirar profundamente (focando no seu abdômen e não no seu peito);
  • Sinta seu corpo se relacionamento com o ambiente e as sensações no seu corpo;
  • Após fazer esse exercício, foque unicamente no ar entrando e saindo dos seus pulmões;
  • Caso seja difícil desligar os seus pensamentos em outras coisas, fique firme focado na respiração, que o processo todo irá ocorrer, gradualmente.

Sobre o tempo: esse processo de meditação pode ser feito com pelo menos 3 minutos do seu dia. Com o tempo você vai perceber os benefícios e poderá aumentar o tempo no processo. 

Como o tempo é baixo, você pode praticar em casa, ou até mesmo na empresa, durante o intervalo. O importante é conseguir meditar e ver como isso pode melhorar o mundo a sua volta.

Conclusão

No artigo de hoje te mostrei a importância, benefícios e como fazer meditação. Além disso, mostrei todos os benefícios que incluir essa técnica vai trazer para sua vida. 

A meditação é bastante difundida no Oriente e está ganhando cada vez mais força no Ocidente e aqui no Brasil. É um assunto muito vasto, que vale a pena você continuar pesquisando, pois trará muitos outros benefícios para você, indo muito além do que apresentei. O que te mostrei é só a “ponta do iceberg” dessa incrível técnica milenar.

Para mais textos voltados para o empreendedorismo. Continue acompanhando este blog e não perca as novidades. Além disso, experimente pôr em prática o que te passei hoje e veja a sua vida mudar para melhor.

Nos vemos em breve!

Categorias
Produtividade

Como ser mais produtivo (sem precisar acordar às 6h da manhã)? Veja essas 5 dicas

Está procurando dicas para como ser mais produtivo? No artigo de hoje, vamos trazer 5 dicas que se seguidas, te tornarão muito mais produtivo. 

Se você se apegou a parte do “sem precisar acordar às 6h da manhã”, saiba que é justamente sobre isso que falarei hoje. Nada contra quem acorda cedinho e faz dezenas de tarefas, antes mesmo de começar a trabalhar. Mas infelizmente, isso não é para todos.

Seria muito fácil falar para você acordar às 6h da manhã, tomar um banho gelado e uma xícara de café preto sem açúcar. Porém, as chances disso surtir um efeito que dure mais que alguns dias, serão bem baixas.

O foco deste artigo será como ser mais produtivo (veja também, como ser mais produtivo no dia a dia do empreendedorismo). Dessa forma, vamos trazer dicas práticas para você incluir no seu dia a dia, vencer a procrastinação e conseguir ser alguém muito produtivo. Mas não se preocupe, não vou te fazer acordar antes que o galo cante (não, a menos que você queira).

5 dicas de como ser mais produtivo

Sem mais delongas vamos para nossas 5 dicas:

Tenha uma agenda 

O planejamento é uma das principais táticas para conseguir ser mais produtivo, seja na sua empresa ou na sua vida. Uma das formas de seguir o planejamento e ser mais produtivo é ter uma agenda. Pode parecer clichês, mas a agenda tem um grande poder quando o assunto é produtividade.

Então se você está buscando como ser mais produtivo, adotar uma agenda onde você possa anotar todas suas tarefas e obrigações do dia, será muito mais fácil para você se organizar.

Mas não é apenas sobre ter uma agenda, é preciso deixá-la à sua vista sempre que possível, para você lembrar de tudo que terá que fazer e não correr o risco de perder alguma coisa por conta da procrastinação.

Além disso, conforme for finalizando suas tarefas dê um “certinho” do lado de cada tarefa, para assim você sempre conferir se tudo está feito ou se ainda tem algo que esqueceu de fazer.

Sempre que você lê suas tarefas seu cérebro começa a buscar formas de organizar e criar o hábito de executá-las. Dessa forma, você estará “hackeando” sua mente para ser muito mais produtivo e pronto para executar as tarefas determinadas.

Foque na solução do problema e não no problema em si

Vamos fazer um exercício mental: você se depara com um problema que precisa ser resolvido, o que será mais produtivo ficar horas pensando no que causou esse problema ou focar em como resolvê-lo?

A resposta é bastante óbvia. Quando você foca em resolver você estará andando sempre para frente. Se preocupar com o problema, além de ser prejudicial para você, vai te fazer perder muito tempo e consequentemente ficar menos produtivo.

Dessa forma, não fique remoendo o problema, aceite que esse problema apareceu e precisa ser resolvido. Ficar preso ao problema só vai te prejudicar, enquanto a solução será a única forma de passar por cima dele. Uma vez que conseguir focar na resolução, você será muito mais produtivo.

Faça exercícios físicos 

Essa dica não podia faltar. Exercícios físicos são comprovadamente ferramentas incríveis para nos tornarmos mais produtivos. Além disso, é claro que contribui muito para a saúde e consequentemente para nosso bem-estar.

Exercícios não se resumem apenas a salas de academias lotadas de gente, você pode escolher a atividade que mais te agrada. Caminhar, pedalar, nadar, correr, jogar futebol, vôlei ou basquete, entre outras atividades, terão grandes efeitos sobre a sua motivação.

Um corpo que está habituado com exercícios começa a se acostumar com uma rotina. Se você praticar exercícios físicos todos os dias, você terá uma resposta ainda mais rápida para ser produtivo.

Aliado aos treinamentos, você pode incluir cuidados com a alimentação na sua rotina. Assim você será mais “doutrinado” a seguir uma rotina e o melhor de tudo, você vai criar gosto por esses hábitos. Quando se está saudável você se torna umas pessoas mais disposta.

Indo na contramão de ficar horas e horas sem fazer nada, apenas perdendo tempo. O problema de não ser produtivo, nem sempre está aliado com excesso de tarefas, muitas vezes, até poucas tarefas podem te tornar improdutivo. Sua produtividade tem muito mais a ver com a sua motivação e disposição.

Conheça também o Método Pomodoro, como ele você vai aprender a utilizar de pausas para ser mais produtivo.

Acompanhe pessoas inspiradoras

O ser humano é um ser que observa e aprende. Dessa forma, busque sempre acompanhar pessoas que de alguma forma te inspiram a ser melhor e mais produtivo.

Com as redes sociais tão em alta, praticamente todas as personalidades de sucesso possuem uma conta no Instagram e/ou Facebook. Assim fica muito mais fácil de saber e acompanhar a rotina deles.

Você vai descobrir que muito do sucesso deles veio por serem pessoas produtivas que lutaram por seus sonhos. Dessa forma, você vai aprender com eles e através deles a como ser mais produtivo. E mais ainda: você vai aprender que também é capaz!

Faça o que deve ser feito e ponto

Para fechar nossa lista de dicas de como ser mais produtivo, temos que trazer uma dura realidade sobre ser produtivo: você nem sempre vai estar motivado, mas ainda assim deve fazer o que é preciso.

Ser produtivo é conseguir fazer as coisas mesmo em dias ruins e que esteja “tudo” dando errado. Então, seja prático, reclamar ou deixar para depois não vai resolver nada. A única forma de resolver é levantar e fazer.

Conclusão

No artigo de hoje trouxe 5 dicas para você ser mais produtivo. Comece ainda hoje, para quanto antes começar a colher os frutos de ser uma pessoa produtiva. 

Você vai descobrir que é capaz de fazer mais coisas do que imagina. Coloque as dicas em prática e descubra. Para mais textos sobre produtividade e também sobre empreendedorismo, continue acompanhando os artigos deste blog

Agradeço sua leitura, e nos vemos em breve.

Categorias
Administração Produtividade

Como a procrastinação pode levar seu negócio à falência? Descubra!

A procrastinação faz parte da sua vida (pessoal e empresarial)? Fuja dela quanto antes, ou poderá ser fatal!

A procrastinação é algo muito presente na sociedade. Imagine quantas horas as pessoas perdem ficando sem fazer nada. Agora, imagine se pessoas com grande potencial, tivessem deixado para depois suas ideias. É possível que ainda estivéssemos acendendo tochas para iluminar nossas casas e andando de carroças para chegar do ponto A, ao ponto B.

Você pode achar esse exemplo um tanto exagerado, e que a sua procrastinação não faz “mal” a ninguém. Mas é aí que mora o perigo da procrastinação. Ela parece tão irresistível justamente por criar essa ideia que produzir/desenvolver é algo chato que pode ser deixado para depois. 

Quando falamos de empresas, a procrastinação poderá causar a falência do seu negócio. Isso e muito mais, irei te apresentar no artigo de hoje. Venha comigo e use esse tempo para algo produtivo!

O que é procrastinação?

Antes de mais nada, precisamos entender o que é procrastinação. Podemos definir procrastinação como “deixar para depois o que pode ser feito agora”. É a não utilização do tempo ocioso para fazer algo útil. Em termos gerais, pode ser entendido como preguiça.

Quando não usamos o tempo atual para fazer o que é necessário, estamos trabalhando contra nosso eu do futuro. O problema da procrastinação é que é muito confortável deixar para depois.

Só não é muito confortável quando o depois chega. Pois, terá menos tempo para resolver. É nesse momento, que você irá sentir um arrependimento de não ter usado melhor seu tempo e ter executado a tarefa quando teve tempo. O problema maior, é que mesmo com essa experiência negativa com a procrastinação, ela tende a ocorrer novamente em uma situação parecida. 

Da mesma forma que procrastinar demais vai te atrapalhar, trabalhar demais também irá. Procrastinação não é o oposto de trabalhar e não tem o mesmo significado de descansar (que isso sim é bastante importante)

Procrastinar está ligado em fazer algo pouco relevante (no contexto de desenvolvimento) no lugar de uma tarefa importante, como ficar em redes sociais apenas olhando o que está acontecendo, no lugar de estar finalizando um relatório ou estudando.

Obviamente, todos nós em algum momento procrastinamos (já ouviu falar em preguiça boa?), o objetivo não é que a procrastinação nunca ocorra, mas sim que ocorra numa frequência bastante baixa. Caso sua ocorrência seja muito frequente, estará afetando seu desenvolvimento pessoal e poderá levar a sua empresa à falência.

Procrastinação na vida pessoal

Tempo é o bem mais precioso que temos. Será através dele que tudo irá ocorrer. É no tempo que nascemos, crescemos e morremos. Este texto não irá tratar das questões filosóficas envolvidas no tempo, porém essa afirmação sobre ele ser o bem mais precioso é extremamente válida para nossa conversa.

Muitas pessoas (talvez você seja uma delas) reclamam que nunca tem tempo para fazer algo produtivo (nesse ponto nosso foco é a sua vida pessoal, fora da empresa) como ler mais, estudar, fazer uma faculdade ou curso, praticar exercícios, entre outras atividades relevantes. Porém, essas mesmas pessoas, diariamente ficam horas sem fazer nada proveitoso.

Claro que jogar conversa fora, jogar videogame, etc., tem seu valor como laser. Não estou dizendo para não viver coisas em prol de apenas trabalhar e estudar. O foco é o tempo que você realmente fica sem fazer nada por pura preguiça. 

Utilize esse tempo para desenvolver algo relevante para sua vida, coisas que melhorem seu intelecto e sua saúde de forma geral. É vencendo a procrastinação que você irá descobrir que é possível encaixar atividades importantes no seu dia-a-dia.

Procrastinação no seu empreendimento

procrastinação

Chegamos no momento que definiu o título desse artigo. E não é nenhum sensacionalismo, a procrastinação tem um poder negativo imenso, nas empresas, podendo e sendo um fator muito determinante para a falência de um negócio.

Ambiente

Fatores como o ambiente também podem afetar o seu rendimento. Muitas pessoas tiveram dificuldade em vencer a procrastinação quando tiveram que atuar em home office (devido à pandemia)

Sair de um ambiente onde estava com uma mentalidade voltada para o trabalho e começar a trabalhar em casa (um ambiente visto como de descanso) pode ter trazido um desequilíbrio. 

Porém, é possível render da mesma forma em home office. É só uma questão de adaptação. O ambiente será muito importante, seja em casa ou na empresa, sempre tenha o cuidado de não ser afetado negativamente pelo ambiente que se encontrar, fugindo sempre de fatores que envolvem a procrastinação.

Os coworkings (escritórios compartilhados), por exemplo, são ambientes que trazem maior motivação e “quebra da rotina”, sendo uma excelente ferramenta para vencer a procrastinação. Quando você estiver motivado fazendo seu trabalho, pode ter certeza que não terá espaço para procrastinar.

Colaboradores

Algo muito importante dentro de um empreendimento é dividir as tarefas entre seus membros, além de focar em metas e prazos. Criando assim um ambiente que seja inóspito para o desenvolvimento de procrastinação. Se todos os colaboradores tiverem sua rotina definida, com seus projetos alinhados por prazos e metas, será muito mais difícil ter tempo livre para não fazer nada.

Se por exemplo, a sua empresa tem 10 colaboradores e 8 estiverem trabalhando de acordo e maximizando o tempo e apenas 2 em desacordo, será fácil lidar com isso, desde uma conversa séria, até a troca de pessoal. O problema maior é quando a própria empresa se torna um ambiente de procrastinação. O que nos leva direto para o próximo item.

Procrastinação “institucionalizada”

A procrastinação não vem apenas dos colaboradores, ela ocorre e muito com os empreendedores também. Se com os colaboradores já é algo perigoso, imagine só se for algo que tome conta de quem toma as decisões.

Será esse tipo de comportamento que levará a sua empresa à falência. Sem estar alinhado com tudo que ocorre na empresa, e estar longe do foco, decisões ruins serão tomadas. 

É preciso ser produtivo quando está gerindo seu empreendimento. Deixar tudo para depois, pode não ter mais volta. É preciso estar sempre atento e otimizando o tempo da melhor forma, aplicando medidas que melhorem todo o negócio.

Se essa organização e combate à procrastinação vier de “cima”, será muito mais fácil de introduzir na filosofia de todo o empreendimento. Contratando bons profissionais e ficando sempre em cima, para evitar que o tempo seja desperdiçado. São medidas excelentes para combater a procrastinação “institucional”.

Quando o empreendedor tratá seu negócio de qualquer jeito, com um desleixo grande em relação a assuntos importantes, utilizando o tempo para apenas “existir” ao invés de buscar formas de agregar e melhorar a empresa como um todo.  Além de lidar do jeito certo com problemas sérios, sem deixar eles sempre para depois. 

Nesse caso, esse depois, será a própria falência da empresa. Assuntos importantes devem ser tratados como prioridades, sendo resolvidos da forma mais rápida e eficiente, sem desperdiçar o tempo dos colaboradores e do empreendedor. Tempo esse que deve ser utilizado em prol do desenvolvimento da empresa.

Conclusão

No artigo de hoje, apresentei para você o conceito da procrastinação, tanto na sua vida pessoal, quanto no dia-a-dia da sua empresa. A procrastinação é muito perigosa e pode atrasar sua vida, além de poder, levar seu empreendimento à falência.

O texto, evidenciou a importância de não deixar para depois e que é possível fazer agora, ainda mais se esse tempo perdido for para algo irrelevante. A procrastinação é como uma “praga” nas empresas.

Cabendo ao  empreendedor tomar duas medidas, não ser “dominado” pela procrastinação e criar boas políticas na empresa, punindo e eliminando toda forma de procrastinação.

Para artigos relevantes sobre empreendedorismo, continue lendo o blog da Smart.

Gostou do conteúdo? Não deixe de compartilhar com seus amigos através das suas redes sociais.

Agradeço a leitura, e nos vemos em breve.

Categorias
Empreendedorismo Produtividade

Mãe e empresária: Como conciliar a vida de mãe com a de empresária?

Você é empresária e pretende ser mãe? Ou quem sabe é mãe e pretende ser empresária ou já é mãe e empresária? Para todos esses casos, o artigo de hoje vai trazer dicas importantes para conciliar tudo isso, da melhor forma.

Mulheres já enfrentam grandes desafios na sociedade, desde machismo e assédio, até situações geradas por pessoas preconceituosas e sexistas, com um pensamento atrasado e doente. 

Isso também reflete no mercado de trabalho, principalmente se as mulheres decidirem ser empreendedoras, os desafios e machismo são ainda maiores na maioria das empresas. 

Porém, o foco hoje será de outro desafio para as empreendedoras: ser mãe e empresária (no blog existem vários artigos sobre a vida de mulheres líderes e empresárias, vou indicar no final do texto, para enriquecer ainda mais a sua leitura).

No texto de hoje, com ajuda do contato que tive com mães empresárias, vou trazer dicas importantes para você poder conciliar a vida de mãe com a de uma empresária de sucesso. Isso é extremamente possível, diria que um filho pode ser uma motivação extra, para as mulheres terem ainda mais êxito nesse meio.

Vida de mãe empresária

Quando falamos em ser mãe e empresária, isso pode significar várias etapas entre conciliar a vida empresarial com a vida de mãe. Muitas mulheres decidem empreender tendo uma criança pequena, com os filhos na adolescência, com os filhos já na fase adulta e longe de casa, enquanto outras decidem ter filhos enquanto estão empreendendo.

O importante é entender que ser empresária não deve ser um impeditivo para ter uma vida de mãe. As mulheres que têm ou desejam ter filhos e são ou pretendem ser empreendedoras, podem muito bem conciliar isso, tendo o melhor de dois mundos. 

É claro que assim como qualquer mãe de outra área, existe o período da licença maternidade, que deve ser respeitado. Dessa forma, caso a mãe já seja empresária, o indicado é organizar a empresa e deixar alguém de confiança, seguindo sua metodologia, com você cuidando do seu filho e recebendo feedbacks. 

Porém, tudo na dose certa. Não pode deixar os problemas da empresa influenciarem demais na sua vida de mãe. Devem influenciar ainda menos nos primeiros meses de desenvolvimento da criança. Conforme a criança for crescendo e ganhando mais autonomia, o processo vai ficando mais fácil.

Vou focar em mostrar que é possível conciliar a vida de mãe com a vida de empresária, através de algumas dicas, que acredito que irão ajudar muitas mulheres que são ou pretendem ser mãe (e/ou empresárias)

Importante: Vou usar como base, mães de crianças dos 0 aos 7 anos, que acredito ser um período de maior dificuldade. Porém, as dicas vão ajudar mães com filhos de todas as idades.

Gestão de tempo

O foco é mostrar que é possível organizar o tempo para você ser mãe em tempo integral e empresária em tempo integral. O segredo aqui é dividir o seu tempo de forma a atender seu empreendimento e ter o tempo necessário para cuidar e aproveitar seu filho (ou filhos).

Existem creches e escolinhas muito boas, que cuidam dos seus filhos durante o dia, no período comum de funcionamento de empreendimentos. Essa é uma saída muito boa, que ajuda no desenvolvimento da criança, ao interagir com crianças de idades próximas e te deixa segura e confortável que seu filho está sendo cuidado.

A saída acima, funciona bem para mulheres que precisam estar na empresa de forma presencial. No período de amamentação, uma saída é levar seu filho para seu escritório, organizando um espaço para ele na sua sala, garantindo esse cuidado importante no desenvolvimento da criança. 

Com a tecnologia cada vez mais em alta, trabalhar em home office durante os primeiros meses de vida da criança, pode ser uma saída excelente. Dessa forma, é possível conciliar ainda melhor e dar uma atenção extra para a criança. 

Cuidando (igualmente) da criança

O bebê precisa de cuidados extras nos primeiros anos de vida. No começo o bebê não sabe se alimentar, se vestir, tomar banho, isso é algo que precisa ser feito pelos pais. 

Quando falo dos pais, estou falando que os mesmos desafios que a mãe enfrenta devem ser enfrentados pelo pai, dividindo entre ambos a responsabilidade de cuidar do filho. Se os dois se ajudam as dificuldades se dividem e tudo fica mais fácil. Enquanto um dá banho na criança, o outro prepara o almoço, por exemplo.

Ter o pai presente e empenhado em ajudar, vai tornar a vida de mãe empresária bem mais fácil e menos desafiante. Cuidar dos filhos e da casa é dever tanto da mãe quanto do pai.

Caso o pai não esteja na vida diária da criança (como ocorre com muitas mães), pode ser recomendado que a mãe tenha um apoio, tanto de familiares, quanto de babás e empregadas. A rotina de cuidar de uma empresa pode ser bastante desgastante. Não tente carregar o mundo sozinha, caso seja necessário, ter uma ajuda irá fazer maximizar seu tempo.

Rotina

Nesse ponto é o momento de pôr em prática as dicas acima, criando uma rotina que torne possível cuidar da criança, conciliando com ser empresária. 

Os filhos também têm a sua rotina, principalmente quando começam a ir em creches e escolas. Ter isso claro, vai ajudar as mães (e os pais) a organizar a sua própria rotina. Com isso, terá horários para acordar, para se alimentar, para estudar, para tomar banho e para dormir.

Já as mães empresárias também tem sua rotina, hora de acordar, hora de trabalhar, hora de se alimentar, hora de cuidar dos filhos e da casa. Criar o encaixe perfeito entre esses horários será fundamental para conciliar essa vida de mãe. 

Alguns fatores vão depender de como é a vida da mãe, se ela empreende remotamente ou na empresa, se ela pretende contratar uma babá e/ou uma empregada para ajudar. Isso são coisas que você tem que decidir, a sua rotina é única, tem detalhes que só você sabe.

A idade da criança também vai influenciar bastante nos cuidados. Crianças pequenas vão demandar de mais tempo e cuidado, enquanto crianças maiores terão rotinas próprias como ir à escola e cursos, por exemplo.

O ideal é adaptar a rotina às diferentes fases da criança, sempre ficando atenta para dar atenção e carinho para seus filhos. E enquanto empresária, deve sempre buscar um padrão na forma de empreender, criando um processo que seja rápido e fácil de entender como está a empresa. 

Crie uma rotina, de modo que quando estiver trabalhando, foque 100% nisso. E quando estiver sendo mãe, foque 100%. Não deixe problemas e preocupações de ser empresária atrapalhar no contato com os filhos, ser mãe é algo único e incrível, viva intensamente esse momento.

Como empreendedora, busque sempre aprender sempre, capacitando-se cada vez mais, para trazer excelência ao seu empreendimento. Não é apenas sobre empreender e ser mãe, é sobre ser uma excelente mãe e ainda assim uma empresária de sucesso.

Conclusão

No texto de hoje, trouxe três passos importantes para mulheres que têm uma vida de mãe e uma vida de empresária. Evidenciando que a gestão de tempo e divisão de tarefas será primordial para conciliar às duas missões.

Como prometido na introdução, vou listar alguns artigos que têm por intuito ajudar mulheres empreendedoras: 

Para mais dicas sobre empreendedorismo, continue acompanhando esse blog. Conheça também o canal da Smart no YouTube e inscreva-se

Gostou do conteúdo? Não deixe de compartilhar em suas redes sociais, dessa forma, mais pessoas terão acesso a ótimas dicas. 

Nos vemos em breve. Obrigado pela sua leitura!