Categorias
Finanças

SMART RIO: O que esperar da economia carioca em 2021?

Com um ano atípico em 2020 devido à pandemia a economia carioca em 2021 terá que se reinventar para se recuperar neste ano vindouro 

Este ano de 2020 foi um ano incomum, não somente para o Brasil, todavia para o mundo. 

Um ano que começou cheio de esperança, mas no meio do caminho devido à pandemia fez com que inúmeras empresas fechassem e aumentasse o desemprego na cidade maravilhosa.

Mas agora é arregaçar as mangas, comemorar que estará comemorando um ano vindouro e torcer para que a economia carioca em 2021 volte ao seu “normal” nem que seja em passinhos de formiga. 

Porém, a economia carioca, ou seja, da cidade do Rio de Janeiro terá que ter força para se recuperar. 

Com lojas fechadas, e apenas o essencial funcionando, o estado que  é a considerada a segunda maior economia do Brasil, ficando somente atrás de São Paulo, terá que se reinventar para voltar a crescer. 

Conhecida por suas belas praias, paisagens a cidade se desenvolve através de prestação de serviços e de um turismo forte e constante que recebe milhares de pessoas tanto do Brasil quanto de todo o mundo, o que este ano foi impossível de acontecer. 

Contudo, uma nova forma de se viver teve que ser adaptada pelos moradores da cidade para reter a Covid-19 como o distanciamento e não poder  se aglomerar.

Com essas práticas de segurança para a saúde, algumas mudanças no costume foram modificadas e por decorrência farão com que as tendências na economia carioca em 2021 e nos negócios sejam diferenciadas.

Quais são os principais setores econômicos da cidade do Rio de Janeiro?

Alguns setores impulsionam o mercado da economia carioca e são divididos em três setores: o primário, o secundário e o terciário. 

O setor primário corresponde a produção ligada aos recursos extraídos da natureza como, por exemplo, a agricultura, pesca e mineração. Se destacando a produção de cana-de-açúcar, mandioca, banana entre muitos outros. 

O setor secundário está ligado aos produtos industrializados. Utiliza-se a matéria-prima do setor primário para termos o setor secundário como a fabricação de roupas, alimentos, automóveis, etc. 

Neste setor é o que a maioria dos países estabelece a grande parte da economia. No Rio de Janeiro destaca-se extração de petróleo, siderurgia, metalurgia entre outros.

O setor terciário, é o que engloba a prestação de serviços, o não material como o comércio, turismo, transportes, telecomunicações, serviços de alimentação, etc. Tendo em destaque o setor de turismo na cidade. 

Com a pandemia das pessoas, as empresas se reinventaram, o mundo se reinventou. 

Você já imaginou trabalhar e ter um parque de diversões no seu trabalho No Japão parque vira um espaço de trabalho incrível confira na leitura! 

Confira abaixo algumas tendências para alavancar a economia em 2021 em meio a lockdowns. 

Quais são as tendências para a economia carioca em  2021? 

Recuperar a economia carioca é o desejo de todos os moradores da cidade, ver a vacina chegar, à vida começar a voltar para o lugar e a cidade a crescer. 

Seguem algumas das tendências econômicas para 2021!

  • Delivery: Com a prática do isolamento social e do distanciamento o serviço de delivery cresceu, e com isso, essa praticidade ganhou nova visibilidade no mercado que crescerá cada dia mais. 
  • Ensino à distância (EAD): em um ano que não pudemos ter aglomerações, mas também não podíamos deixar de lado a educação, o setor cresceu bastante e passou a ser uma nova forma de realidade social e aprendizado.
  • E-commerce: com lojas físicas fechadas, muitas empresas adaptaram o negócio para o mundo digital e algumas que já tinham o e-commerce como complemento do empreendimento desenvolveram uma melhor estratégia para não perder os clientes e deixar o capital investido parado. Neste setor também gera crescimento para outros setores como de logísticas e outras prestações de serviços como de marketing para alavancar ainda mais as vendas. 

Com um ano diferente economicamente e créditos mais escassos no mercado muitos empreendedores optaram pela maneira coworking de trabalhar para passar por essa fase e ter um 2021, cheio de esperança e dias melhores, entenda como o Coworking é uma boa ideia

Conclusão

Em um ano tão fora do normal, se Reinventar foi a palavra-chave para que a economia carioca em 2021 possa ser melhor que em 2020. 

Claro, que depende de vários fatores governamentais, para que tudo volte ao seu estado normal e esperamos que isso aconteça o mais breve possível. 

Portanto, não podemos perder a esperança de um ano melhor, seja com lockdowns ou não, podemos crescer e compartilhar de tudo que aprendemos com Burocracia zero! E economia garantida! 

Para conquistarmos nossos objetivos.

Neste ano tão atípico através de um estilo de vida mais consciente e colaborativo e de grande esperança que dias melhores virão!

Saulo Da Rós

Por Saulo Da Rós

Saulo Da Rós é Autor do Método O Empreendedor Smart, CEO e Founder do Coworking SMART. Pós-graduado em Planejamento e Gestão pela Universidade Federal do Paraná – UFPR e Master Coach FEBRACIS. Criador do Método Empresa Smart, ensina um passo a passo detalhado e comprovado para reduzir os custos e a burocracia dos negócios de seus clientes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *