Confira 4 dicas para lidar com a ansiedade ao empreender

Publicado em 22 de dezembro de 2017
Administração, Empreendedorismo, Produtividade
Por:
Fonte:

Ansiedade. Essa é a palavra que define o sentimento de um empreendedor que está começando um novo negócio. Investimento inicial, capital de giro, custos, público-alvo, pagamento de fornecedores e colaboradores. Essas são apenas algumas das preocupações que surgem nesse estágio do negócio.

Segundo uma pesquisa realizada este ano pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil tem a maior taxa de transtorno de ansiedade do mundo. E aí entra o maior desafio de empreender: lidar com uma montanha russa de emoções e superações a todo momento. Pode ser muito difícil sair da “zona de conforto”, mas enfrentar esse momento pode ajudar a crescer e descobrir formas inovadoras para alcançar o sucesso.

Confira algumas dicas SMART para te ajudar a superar a ansiedade ao empreender:

1.Planejamento

O primeiro passo a ser trilhado antes de começar uma nova empresa é desenvolver um plano de negócios. A partir dele será traçado um panorama do mercado, do produto e das atitudes do empreendedor. O plano irá orientá-lo na busca de informações detalhadas, englobando possíveis clientes, concorrentes e até pontos fortes e fracos do negócio. É a partir dele que nasce a identidade de uma empresa.

2.Capacitação

Conhecimento é a chave do sucesso. Quanto mais o empreendedor souber sobre o negócio que pretende iniciar, mais seguras serão suas decisões. Escolha uma área com a qual se identifique e busque aprender mais sobre ela: como está o mercado, como se comporta o público-alvo, etc. Nesse âmbito, diversas entidades, como o Sebrae, disponibilizam cursos presenciais ou online para a capacitações de empreendedores.

3.Network

É importante estar sempre conectado a outros empreendedores. Participar de palestras, workshops e espaços de co-working proporciona a oportunidade de conviver com outros empresários e compartilhar experiências. É importante dividir os anseios e dificuldades com pessoas que já passaram pelo mesmo. Nesse convívio o empreendedor que está começando pode receber apoio e dicas de como lidar com desafios como contratar pessoas, tratar com fornecedores, etc.

4.Descentralização

É muito comum no início de um novo negócio que o empreendedor queira centralizar todas as etapas em si. Esse sentimento é natural. Afinal, se alguém está colocando em prática sua própria ideia, porque ele mesmo não tomaria conta de tudo?

O problema é que no dia a dia lidar com todos os agentes e setores que podem envolver uma empresa podem sobrecarregar o empreendedor: pesquisar mercado, contratar pessoal, atender clientes, pagar contas, marcar reuniões… A lista de tarefas é enorme.

O ideal é saber delegar tarefas. Nessas horas, vale a pena procurar ajuda profissional. A SMART, por exemplo, oferece serviço de escritório virtual. Assim, o novo empresário não precisará se preocupar com correspondências, atender ligações e outras demandas corriqueiras. Ele poderá contar com uma equipe especializada que cuidará disso. Outras facilidades oferecidas incluem ainda endereço fiscal, aluguel de salas para reuniões, dentre outros. Assim, o empreendedor não terá mais que se ocupar com essas deliberações e terá mais tempo para cuidar do próprio negócio.

Saulo Da Rós

Saulo da Rós é CEO da Smart Escritório Inteligentes. Especialista em gestão e finanças, tem mais de 10 anos de experiência em empreendedorismo. Siga-me no Instagram.
Saulo Da Rós