Dicas para tirar a sua empresa do papel

Publicado em 19 de dezembro de 2018
Destaque, Empreendedorismo, Escritórios
Por:
tirar a sua empresa do papel
Fonte:

Apesar da crise econômica, ou até mesmo motivado por ela, o empreendedorismo não para de crescer no Brasil. No último ano, o número de novas empresas criadas no país foi o maior dos últimos 8 anos, ultrapassando 2 milhões de novos empreendimentos (Serasa Experian).

A nossa cultura empreendedora, entretanto, nem sempre é suficiente para manter os negócios abertos, como bem sabemos devido à alta taxa de empresas que encerram as atividades logo nos seus primeiros anos.

Por esta razão, se realizar o sonho de abrir o próprio empreendimento faz parte dos seus sonhos, neste artigo vamos dar dicas essenciais para a fase de planejamento, que irão ajudar a tirar a sua empresa do papel com menos risco!

8 Dicas para tirar a sua empresa do papel

Confira abaixo alguns passos fundamentais que precisa dar antes de começar a vender seu produto ou serviço e de colocar a sua empresa no mercado!

1. Compartilhe sua ideia com quem pode ajudar

Embora a gente sinta, muitas vezes, que as boas ideias devem ser guardadas como um tesouro escondido, os empreendedores percebem que há cada vez mais valor em compartilhá-las com quem pode ajudar a tirar a sua empresa do papel.

Se tem já uma boa ideia de negócio, prepare uma boa apresentação sobre ela, liste as suas principais dúvidas e busque suporte da sua família, de empreendedores mais experiências, de potenciais investidores e de instituições como o Sebrae. Assim, pode receber inputs valiosos do que precisa ser aprimorado em seu planejamento antes de começar a atuar como empresário.

2. Estude o mercado, profundamente

Antes de colocar um negócio para rodar, tenha certeza de que possui um mercado potencial interessante e com possibilidades de escalar resultados. Para isso, busque ferramentas de inteligência de mercado ou, até mesmo, contrate um consultor para realizar um estudo mais completo.

3. Fale com potenciais clientes

Criar um produto ou serviço sem ter certeza de que o público-alvo estará interessado em pagar por ele pode ser um tiro no pé. Felizmente, com a internet é fácil de obter informações sobre o interesse de potenciais clientes, tanto por meio de dados estruturados quanto pela realização de pesquisas quantitativas.

Mas não se esqueça também de realizar conversas aprofundadas para afinar sua oferta a esse mercado específico!

4. Encontre possíveis colaboradores e sócios

Muitos empreendedores pensam que só será necessário estruturar a equipe após o negócio estar rodando e  a demanda ter aumentado. Este pode ser um perigoso engano, principalmente se houver habilidades e competências essenciais ao negócio que não fazem parte do seu perfil.

Por exemplo, se você tem intenção de começar um negócio que envolve desenvolvimento tecnológico, precisará desde os primeiros passos contar com um bom líder para esta área.

Isso não significa, entretanto, começar desde o primeiro dia com uma gorda folha de pagamento. Apenas comece a conversar com seus potenciais sócios e colaboradores e tenha cartas na manga para quando for necessário crescer o time.

5. Tenha um plano financeiro

Falta de planejamento financeiro é um dos principais motivos para empresas encerrarem suas atividades em seus primeiros anos. Por isso, antes mesmo de solicitar a criação de um CNPJ, estruture muito bem seu plano de investimentos até que a empresa comece a dar lucro e possa caminhar com as próprias pernas. Estabelecer um plano de reinvestimento no negócio, da mesma forma, é importante para a sustentabilidade financeira.

6. Elabore a estratégia de Marketing e Vendas

Além do planejamento financeiro, outro plano muito importante a ser realizado antes de tirar a sua empresa do papel é o que diz respeito às áreas de Marketing e Vendas. Definir estratégias e ações principais para gerar reconhecimento de marca, atrair potenciais clientes e fechar negócios deve ser prioridade antes mesmo de começar a desenvolver o produto ou serviço em questão.

7 . Conte com o suporte de um contador

Não são poucas as especificidades envolvidas na hora de tirar a sua empresa do papel. Legislação, tributação, normas municipais… Por isso, nossa recomendação é não deixar de consultar o especialista desde o princípio, para tomada de decisão assertiva em relação aos processos de abertura de um negócio.

8. Encontre o escritório ideal

Independente se a sua empresa possui ponto de venda fixo ou presta serviços a partir de um escritório, é importante contar com um bom endereço comercial como sede. No segundo caso, entretanto, os novos negócios contam com a opção econômica e sob demanda dos coworkings e escritórios virtuais, o que pode representar uma boa economia nos primeiros passos.

Não se esqueça: teste e depois teste novamente!

Neste artigo, você conheceu elementos principais para tirar a sua empresa do papel correndo menos riscos e seguindo de forma mais direta ao sucesso como empreendedor. Tem uma dica, entretanto, que será constante ao longo de toda a sua jornada: fazer testes do seu modelo de negócio.

Desde o modelo de negócio inicial, na abertura da empresa, até checagens contínuas ao longo dos anos. É assim que estará preparado para ajustar a rota e para ter sempre um produto ou serviço relevante para o mercado!

Saulo Da Rós

Saulo da Rós é CEO da Smart Escritório Inteligentes. Especialista em gestão e finanças, tem mais de 10 anos de experiência em empreendedorismo. Siga-me no Instagram.
Saulo Da Rós